Cientistas chineses descobrem novo dinossauro com asas de morcego

d.r. Dinostar Co. Ltd

Yi Qi, um dinossauro com asas de morcego

Yi qi, um dinossauro com asas de morcego

A descoberta por cientistas chineses de um dinossauro com asas peculiares pode trazer novas pistas sobre o leque de técnicas de voo que os animais usavam na época em que as aves modernas apareceram.

O estudo de um fóssil encontrado por um agricultor na província de Hebei, na China, mostrou que o animal pertence à família de dinossauros Scansoriopterygidae, caracterizada pelo seu tamanho reduzido e por ter um dedo médio mais longo do que o de outros terópodes.

A nova espécie tem um longo osso em forma de haste em cada punho – algo que não é encontrado em nenhum outro dinossauro, mas que se assemelha a outros animais que voam ou planam, como os morcegos, os esquilos-voadores e os pterossauros, os famosos répteis voadores.

O espécime encontrado tinha penas, mas não apresentava as grandes penas de voo características das aves e dos seus parentes mais próximos.

Em vez disso, o segredo que permitia ao animal voar parece ser a fina membrana que liga as hastes aos outros dedos.

Zang Hailong / IVPP

Crânio fossilizado do Yi qi, que provavelmente comia insectos, pequenos pássaros e frutas

Crânio fossilizado do Yi qi, que provavelmente comia insectos, pequenos pássaros e frutas

A descoberta foi publicada na revista Nature por uma equipa de cientistas do Instituto de Paleontologia e Paleoantropologia de Vertebrados da Academia Chinesa de Ciências, IVPP.

Os estudiosos chamaram ao novo dinossauro Yi qi, que significa “asa estranha” em mandarim.

“Achamos que este é um nome apropriado, porque nenhum outro dinossauro ou pássaro tem uma asa do mesmo tipo”, explica à BBC o principal autor do estudo, o paleontologista chinês Xu Xing.

“Não sabemos se o Yi qi era capaz de bater as asas ou de planar, ou as duas coisas, mas o movimento envolvia uma asa única no contexto da transição dos dinossauros para as aves”, afirma o cientista, conhecido na china como o “caçador de dinossauros”.

A presença desta membrana nas asas, e o facto de outros animais com estruturas semelhantes nos punhos poderem voar, levaram a equipa de Xu Xing a sugerir que este dinossauro seria também capaz de voar.

No entanto, como o fóssil estava incompleto, não foi possível determinar qual a modalidade de voo adoptada pelo Yi qi.

“O Yi qi viveu no período Jurássico, portanto foi um pioneiro na evolução do voo na linhagem que deu origem às aves”, afirma Zheng Xiaoting, investigador da Universidade de Linyi e co-autor do estudo.

“Isso recorda-nos que a história ancestral dos voos é rica em inovações, mas muitas delas não sobreviveram”, diz Xiaoting.

ZAP / BBC

PARTILHAR

RESPONDER

Facebook está a criar (com sucesso) tecnologia capaz de ler mentes

Há cerca de dois anos, o Facebook começou a desenvolver uma tecnologia capaz de ler as mentes das pessoas. Agora, a empresa apresentou com sucesso os primeiros resultados da sua investigação. O Facebook quer disponibilizar uma …

Descobertas oito novas fontes de Explosões Rápidas de Rádio vindas do Espaço

As Explosões Rápidas de Rádio (Fast Radio Bursts, FRBs) são dos enigmas mais intrigantes da astronomia moderna. Estes sinais de rádio, por norma, duram milésimos até desaparecer, mas alguns repetem-se de forma irregular. Desde a descoberta …

Cientista americana diz estar certa de que a Terra será atingida por asteroide

https://vimeo.com/355132338 Uma cientista americana de uma ONG dedicada a proteger a Terra diz que é 100% certo que um asteroide atingirá o nosso planeta. A cientista é Danica Remy, presidente da Fundação B612. Após um asteroide não …

NASA vai mesmo explorar Europa, a lua de Júpiter que pode ter vida extraterrestre

A NASA deu luz verde a uma missão para explorar uma lua de Júpiter que é considerada um dos melhores candidatos para a vida extraterrestre. A Europa - que é um pouco mais pequena do que …

País de Gales cancela plano controverso de criar "casas de banho robô"

O objetivo da construção era impedir atividade sexual, vandalismo e dormidas nas casas de banho públicas. O projeto ia recorrer às tecnologias de piso sensível ao peso, jatos de água, sensores anti-movimento e alarmes. O conselho …

Sem saber, uma mulher viveu durante 17 anos com a sua "gémea" dentro dela

Uma jovem na Índia, sem saber, viveu com uma das condições médicas mais raras e perturbadoras durante quase duas décadas. De acordo com um relatório de caso desta semana, a mulher tinha um saco que continha …

Novo filme da saga 007 já tem nome e data de estreia marcada

O novo filme da saga 007, realizado por Cary Fukunaga chama-se "No time to die" e estreia-se no Reino Unido e nos Estados Unidos em abril de 2020. "Daniel Craig regressa como James Bond, 007 em... …

Comporta pode tornar-se na nova Ibiza (e tudo começou com a queda do BES)

Após anos de um quase esquecimento, em termos de desenvolvimento imobiliário, a Comporta está a atrair investidores internacionais que encaram a pequena vila de Setúbal como uma "nova Ibiza". Um cenário que está a preocupar …

Família de Aretha Franklin cria fundo para a investigação de cancro raro

Um ano após a morte da cantora, a família de Aretha Franklin criou um fundo de apoio à investigação na área dos tumores neuroendócrinos, a doença rara que se revelou fatal para a celebridade, a …

Sporting vai monitorizar tudo o que se diz e escreve sobre jogadores

A empresa Noisefeed tem uma enorme base de dados relativa à atividade nas redes sociais de milhares de jogadores a nível global. Os jogadores de futebol de todo o mundo usam, cada vez mais, as redes …