Cientistas calculam quantos anos viverá Humanidade se todos se tornarem canibais

Os cientistas britânicos descobriram que a humanidade vai desaparecer cerca de 3 anos depois de a comida acabar no planeta e todos os seus habitantes se tornarem canibais.

“Hoje em dia, na Terra habitam mais de 7,6 mil milhões de pessoas, e nós fizemos questão de analisar o que acontecerá caso todos os alimentos desapareçam da superfície terrestre e comece uma crise global. Calculamos quando a humanidade vai passar a se alimentar apenas com carne humana”, escreve Holly Graham da Universidade de Lester, no Reino Unido, e seus colegas, na edição Journal of Physics Special Topics.

Ao longo dos últimos anos, os cientistas encontraram numerosas provas de que os primeiros residentes da Europa poderiam ter se alimentado com a carne dos inimigos ou dos seus conterrâneos.

Por um lado, as avaliações dos biólogos indicam que o canibalismo é desvantajoso do ponto de vista energético, pois os corpos de mamutes e outros grandes animais contêm muitas mais calorias. Por isso, é provável que, no passado, as alegadas tribos canibais tenham sido extintas mais rápido do que aquelas que comiam carne de animais.

Ao usarem os dados sobre o valor energético de um corpo humano, obtidos por biólogos, Graham e a sua equipa tentaram descobrir quantos dias viveria a humanidade se toda a população atual se alimentasse apenas de carne de outras pessoas, dividida justamente entre todos.

Os cálculos apontam que um corpo humano contém 125 mil calorias, suficiente para abastecer 50 pessoas ao longo de um dia. Consequentemente, no primeiro dia da “crise alimentar” desapareceria 1/50 de toda a humanidade, no segundo dia — mais um 1/50 de todos os sobreviventes, e por aí fora.

Deste modo, caso não surgisse nenhuma outra fonte de alimentação, passados 1.149 dias, ou seja, cerca de 3 anos, na Terra ficaria apenas uma pessoa.

Porém, este período pode aumentar significativamente se uma parte dos canibais se comportar de modo injusto, se unir em grupos e acumular reservas de carne. Nesse caso, a “época de canibalismo” duraria umas décadas ou até séculos.

PARTILHAR

5 COMENTÁRIOS

  1. À atenção do ZAP: clicaram no link? É que teriam descoberto que (1) a universidade é de Leicester, não “Lester”, e (2) a publicação é um “undergraduate journal” (ou seja, algo como uma revista científica de brincadeira onde os alunos de licenciatura vão publicando umas coisitas para treinar).
    Pelo ridículo da investigação dava para desconfiar…

  2. Caro JL, você é que se desacredita a si próprio ao não perceber que não se tratava de cientistas, mas de meros alunos de licenciatura (undergraduates) que escreveram um artigo da treta para uma publicação de treino. Felizmente, mesmo os que não acreditam da ciência e dizem mal dela beneficiam dos seus resultados.
    Como dizia o outro, “perdoai-lhes, senhor, pois não sabem o que dizem”…

RESPONDER

Maduro ofereceu oxigénio ao Amazonas (quando há venezuelanos a morrerem por falta dele)

O presidente da Venezuela, Nicolás Maduro, ofereceu oxigénio hospitalar ao Estado do Amazonas, no Brasil, para ajudar a combater a falta deste gás devido ao elevado número de casos de covid-19. Uma generosidade que está …

Pior dia da pandemia. Portugal regista 10.947 infetados e 166 mortos em 24 horas

O boletim epidemiológico da Direção-Geral da Saúde (DGS) revela que, este sábado, Portugal atingiu dois recordes num só dia. Portugal voltou a registar um novo máximo este sábado, no dia dois do novo confinamento. Nas últimas …

Vírus duplica incidência em Espanha. Já provocou quase 2.500 mortos em 2021

Nos primeiros 15 dias de 2021, o número de infeções por covid-19 duplicaram em Espanha, com mais 300 mil novos contágios e 2.477 mortes, segundo números das autoridades sanitárias. Espanha começou o ano de 2021 com …

Apoio do Governo para pagar conta da luz em Janeiro não passa dos 2,40 euros por família

O apoio extraordinário que o Governo vai dar às famílias portuguesas para o pagamento da conta da luz, neste mês de Janeiro, devido ao confinamento e às temperaturas anormalmente baixas, é modesto. A verba máxima …

Crónica ZAP - Nota Artística por Nuno Miguel Teixeira

Nota artística: um clássico que valia 14 pontos

https://soundcloud.com/nuno-teixeira-264830877/fc-porto-1-1-benfica-o-musical-1 Chegámos.   Chegámos ao grande jogo do campeonato. Desta vez aparece no calendário só a meio de Janeiro, mas cá está ele. O grande jogo. "Ai não! Há Sporting, há Boavista, há Braga!". O Sporting e o …

Armin Laschet sucede a Angela Merkel na liderança da CDU

Este sábado, Armin Laschet foi eleito líder do partido alemão União Democrata-Cristã (CDU), depois de Angela Merkel ter abandonado o cargo, em setembro. Armin Laschet, chefe do governo da Renânia do Norte-Vestfália, é o novo líder …

"Não há vagas". Ambulâncias fazem fila à porta dos hospitais (até parece Itália em Março)

Os engarrafamentos de ambulâncias à entrada das urgências dos Hospitais de Torres Vedras e de Santa Maria, em Lisboa, ilustram a gravidade do que está a acontecer no Serviço Nacional de Saúde (SNS) com o …

PSD prepara reforma do sistema político e quer "conquistar" PS

Até maio, o PSD vai lançar um processo de debate, interno e externo, para preparar uma série de reformas no sistema político, na Justiça e para a revisão constitucional. O PSD vai preparar um pacote de …

Arranca na Índia a "maior campanha de vacinação do mundo"

Começou este sábado, na Índia, aquela que é considerada a "maior campanha de vacinação do mundo" pelo Governo de Narendra Modi. Depois de ter registado 175 mortes e 15.158 novos casos nas últimas 24 horas, a …

Entre críticas e um mea culpa, Marcelo não quer "sistema manco" e deixa recados à direita e esquerda

Marcelo Rebelo de Sousa deixa algumas críticas ao Governo e aos partidos políticos pela forma como tem sido alinhada a resposta à pandemia de covid-19, mas também faz um mea culpa quanto ao alívio das …