Cientistas calculam quantos anos viverá Humanidade se todos se tornarem canibais

Os cientistas britânicos descobriram que a humanidade vai desaparecer cerca de 3 anos depois de a comida acabar no planeta e todos os seus habitantes se tornarem canibais.

“Hoje em dia, na Terra habitam mais de 7,6 mil milhões de pessoas, e nós fizemos questão de analisar o que acontecerá caso todos os alimentos desapareçam da superfície terrestre e comece uma crise global. Calculamos quando a humanidade vai passar a se alimentar apenas com carne humana”, escreve Holly Graham da Universidade de Lester, no Reino Unido, e seus colegas, na edição Journal of Physics Special Topics.

Ao longo dos últimos anos, os cientistas encontraram numerosas provas de que os primeiros residentes da Europa poderiam ter se alimentado com a carne dos inimigos ou dos seus conterrâneos.

Por um lado, as avaliações dos biólogos indicam que o canibalismo é desvantajoso do ponto de vista energético, pois os corpos de mamutes e outros grandes animais contêm muitas mais calorias. Por isso, é provável que, no passado, as alegadas tribos canibais tenham sido extintas mais rápido do que aquelas que comiam carne de animais.

Ao usarem os dados sobre o valor energético de um corpo humano, obtidos por biólogos, Graham e a sua equipa tentaram descobrir quantos dias viveria a humanidade se toda a população atual se alimentasse apenas de carne de outras pessoas, dividida justamente entre todos.

Os cálculos apontam que um corpo humano contém 125 mil calorias, suficiente para abastecer 50 pessoas ao longo de um dia. Consequentemente, no primeiro dia da “crise alimentar” desapareceria 1/50 de toda a humanidade, no segundo dia — mais um 1/50 de todos os sobreviventes, e por aí fora.

Deste modo, caso não surgisse nenhuma outra fonte de alimentação, passados 1.149 dias, ou seja, cerca de 3 anos, na Terra ficaria apenas uma pessoa.

Porém, este período pode aumentar significativamente se uma parte dos canibais se comportar de modo injusto, se unir em grupos e acumular reservas de carne. Nesse caso, a “época de canibalismo” duraria umas décadas ou até séculos.

PARTILHAR

5 COMENTÁRIOS

  1. À atenção do ZAP: clicaram no link? É que teriam descoberto que (1) a universidade é de Leicester, não “Lester”, e (2) a publicação é um “undergraduate journal” (ou seja, algo como uma revista científica de brincadeira onde os alunos de licenciatura vão publicando umas coisitas para treinar).
    Pelo ridículo da investigação dava para desconfiar…

  2. Caro JL, você é que se desacredita a si próprio ao não perceber que não se tratava de cientistas, mas de meros alunos de licenciatura (undergraduates) que escreveram um artigo da treta para uma publicação de treino. Felizmente, mesmo os que não acreditam da ciência e dizem mal dela beneficiam dos seus resultados.
    Como dizia o outro, “perdoai-lhes, senhor, pois não sabem o que dizem”…

RESPONDER

Médicos alertam: técnica de tapar a boca com fita-cola para dormir melhor é perigosa

Chama-se "buteyko" e consiste em encontrar formas de respirar melhor pelo nariz, entre as quais fechar a boca enquanto dormimos. A tendência está a gerar um debate entre os médicos, que consideram esta técnica perigosa. Foi …

Incentivos financeiros ajudam pessoas a deixar de fumar

Fumar mata um em cada dois fumadores ávidos, mas desistir leva a grandes melhorias na saúde, aumento da esperança de vida e poupança de custos com cuidados de saúde. Pagar às pessoas para pararem de …

Há uma coisa simples que podemos fazer para combater as alterações climáticas: falar sobre o problema

A preocupação com as alterações climáticas pode ser muitas vezes um fardo solitário, mas a verdade é que não precisa de ser assim. De acordo com um novo estudo, simplesmente falar sobre o assunto com …

Em busca das duas princesas alemãs. Vaticano analisa ossários após encontrar túmulos vazios

Os trabalhos começaram esta manhã no cemitério que fica dentro das muralhas do Vaticano e foram analisados os restos dos dois ossários, explicou o porta-voz interino da Santa Sé, Alessando Gisotti. Os ossários estavam perto dos …

Miguel Pinto Lisboa é o novo presidente do Vitória de Guimarães

Miguel Pinto Lisboa foi eleito, este sábado, o novo presidente do Vitória de Guimarães, avança a imprensa portuguesa. Os números ainda não são oficiais, mas as primeiras projeções indicam que o candidato de 47 anos da …

Incêndios em Castelo Branco e Santarém. Há quatro bombeiros feridos, um em estado grave

Dois incêndios em Castelo Branco estão a mobilizar mais de 500 operacionais e 15 meios aéreos. Há estradas cortadas e aldeias evacuadas. Dois incêndios em povoamento florestal, todos no distrito de Castelo Branco, um no município …

"É contra a vontade de Deus". Família que se recusou a pagar impostos é condenada na Austrália

Uma família cristã australiana recusou-se a pagar impostos, alegando que é "contra a vontade de Deus". Em tribunal, o juiz obrigou a pagar 1,3 milhões de euros. Em 2017, na Tasmânia, uma família cristã não pagou …

David guardou uma pedra durante anos pensando que era ouro. Afinal, era bem mais raro que isso

Em 2015, David Hole estava a explorar Maryborough Regional Park, perto de Melbourne, na Austrália. Com um detetor de metais, descobriu algo fora do comum: uma rocha avermelhada muito pesada que repousava em argila amarela. Maryborough …

Quadro roubado por soldado nazi é devolvido a museu de Florença

O quadro de natureza-morta tinha sido roubado do museu por um soldado nazi como um presente para a sua esposa. Agora, o quadro foi devolvido ao museu pelos alemães. Um soldado nazi em retirada de Itália …

Um segundo. Foi o tempo que a Inteligência Artificial precisou para resolver um cubo mágico

Investigadores da Universidade da Califórnia, nos Estados Unidos, desenvolveram o DeepCubeA, um algoritmo capaz de resolver o desafio do Cubo de Rubik em pouco mais do que um segundo.  De acordo com a equipa de investigadores …