Descoberta árvore que está a crescer há 2.624 anos num pântano dos EUA

(dr) University of Arkansas

Uma árvore cresce na Carolina do Norte e está a crescer há muito tempo. Cientistas que estudavam anéis de árvores no Pantanal Black River descobriram uma árvore de cipreste calvo com pelo menos 2.624 anos de idade.

De acordo com um novo estudo publicado na revista Environmental Research Communications, a árvore é uma das mais antigas árvores não clónicas que se reproduzem sexualmente. Com 2.624 anos, a árvore é mais velha que o Cristianismo, o Império Romano e a língua inglesa.

Investigadores descobriram o antigo cipreste enquanto estudavam anéis de árvores para juntar a história climática do leste dos EUA. Por causa do trabalho de campo anterior, a equipa sabia que um determinado local de ciprestes no Three Sisters Swamp do Rio Negro era um dos mais antigos aglomerados de árvores do país. Essa investigação anterior identificou várias árvores entre 1.000 e 1.650 anos de idade.

O novo estudo revela que os ciprestes têm uma longevidade ainda maior do que os cientistas imaginavam. Além da árvore de 2.624 anos, os investigadores descobriram um cipreste de 2.088 anos de idade no mesmo pântano – e é provável que haja mais.

“Como só datámos 110 ciprestes vivos neste local, uma pequena fração das dezenas de milhares de árvores ainda presentes nestas terras húmidas, pode haver vários ciprestes individuais com mais de 2.000 anos ao longo de aproximadamente cem quilómetros”, escreveram no estudo.

Os ciprestes são agora as mais antigas espécies conhecidas de terras húmidas da Terra. Esta descoberta também faz do cipreste a quinta mais antiga espécie de árvore não-clonal da Terra. Apenas árvores individuais da seringueira, sequóias gigantes, alerces e pinheiros bristlecone são mais antigos.

O pinheiro bristlecone mais antigo do mundo, localizado nas Montanhas Brancas da Califórnia, tem 5.066 anos – aproximadamente o dobro da idade do cipreste recém-descoberto. Acredita-se que a árvore clonal mais antiga esteja no bosque de álamos tremendos conhecidos como Pando, em Utah.

Embora as árvores antigas descritas neste estudo vivam em terras protegidas de propriedade privada, a sua existência continua ameaçada pela exploração madeireira e pelas operações agrícolas de biomassa noutras partes do rio, bem como pela poluição industrial e mudanças climáticas.

PARTILHAR

RESPONDER

Cientista revela por que os mosquitos só picam a algumas pessoas

O cientista Joop van Loon revelou o motivo pelo qual os mosquitos costumam picar mais algumas pessoas do que outras. De acordo com o especialista, são os compostos químicos presentes na pele dos humanos que …

ESA prepara-se para intercetar pela primeira vez um cometa puro

A Agência Espacial Europeia (ESA) desenvolveu um projeto que visa intercetar um cometa puro - um corpo celeste que nunca passou pelo Sistema Solar -, quando este se aproximar da órbita da Terra em meados …

Astrónomos encontraram uma nova (e surpreendente) cratera em Marte

Marte não se "magoa" facilmente mas, quando acontece, o resultado pode ser quase comparado a uma obra de arte. Uma cratera, descoberta em abril pela sonda Mars Reconnaissance Orbiter (MRO), é a prova disso. Notável não só …

Elon Musk alerta: Civilização pode colapsar daqui a 30 anos

De acordo com Elon Musk, uma "bomba populacional" vai surgir nas próximas décadas, quando uma população mundial cada vez mais idosa chocar com a queda das taxas de natalidade em todo o mundo. Esta não é …

O mundo árabe está menos religioso. Mas continua homofóbico

Há cada vez mais árabes que dizem não ter religião. Esta é a principal conclusão de uma grande sondagem feita a mais de 25 mil cidadãos de países árabes pelo centro de pesquisa Arab Network …

Tina morreu durante 27 minutos e foi ressuscitada 8 vezes. Quando acordou, escreveu "é real"

Uma mulher norte-americana entrou em paragem cardíaca em fevereiro de 2018 quando se preparava para fazer uma caminhada com o seu marido Brian. Depois de desmaiar, Brian ressuscitando-a duas vezes antes de os paramédicos chegarem para …

"Homem-árvore" pede que as suas mãos sejam amputadas

Abul Bajandar, um homem de 28 anos do Bangladesh conhecido como "Homem-árvore" devido às incomuns verrugas que nascem nos seus membros, pediu que as suas mãos fossem amputadas para aliviar as dores insuportáveis.  Bajandar sofre de …

EUA. Senadores republicanos do Oregon fogem para não aprovar lei ambiental

Senadores estaduais do Oregon, nos Estados Unidos (EUA), encontram-se a monte desde quinta-feira para não votarem uma lei ambiental. Procurados pela polícia, voltaram este domingo a faltar a uma sessão legislativa, impedindo que haja quórum …

O planeta enfrenta um "apartheid climático"

O planeta está confrontado com um “'apartheid' climático”. De um lado, os ricos que se podem adaptar melhor às alterações climáticas, e do outro, os pobres que vão sofrer mais, disse esta segunda-feira um especialista …

Governo repõe 40 horas semanais para trabalhadores do CNB. Greve mantém-se

A partir de 1 de julho, os trabalhadores da Companhia Nacional de Bailado (CNB) voltarão às 40 horas semanais, numa uniformização laboral com os trabalhadores do Teatro Nacional de São Carlos. A decisão foi comunicada, esta …