Cientista portuguesa descobre novos fungos em animais das cavernas

Robbie Shone / sofiareboleira.weebly.com/

Ana Sofia Reboleira

Ana Sofia Reboleira

Duas novas espécies de fungos microscópicos que vivem em animais das cavernas em Portugal foram descobertos no âmbito de um projeto de investigação liderado pela cientista portuguesa no Museu de História Natural da Dinamarca.

De acordo com a bióloga Sofia Reboleira, as duas espécies descobertas em grutas do centro de Portugal são “um tipo de fungo altamente especializado que cresce exclusivamente na superfície de animais vivos”.

Descritos com os nomes científicos de Diplopodomyces lusitanipodos e Diplopodomyces veneris, os fungos têm “menos de um milímetro de comprimento” e “necessitam de condições particulares para se desenvolverem”, explicou a investigadora à agência Lusa.

Na generalidade, os fungos necessitam de humidade para se desenvolverem, uma espécie de fungo está associada a uma só espécie de hospedeiro e alguns apenas crescem em zonas específicas do corpo.

No caso particular das duas novas espécies descobertas, “ambas crescem no mesmo hospedeiro, o milpés Lusitanipus alternans (endémico do centro de Portugal), no entanto, uma das espécies cresce apenas nas estruturas reprodutoras do milpés, o que indica que a sua transmissão se dá apenas durante a cópula”, precisou a bióloga.

A descoberta foi publicada em dois artigos científicos nas revistas Mycologia e Zootaxa e resulta de um projeto de investigação liderado pela cientista portuguesa no Museu de História Natural da Dinamarca (integrado na Universidade de Copenhaga) e financiado pelo Conselho Dinamarquês para a Investigação Independente.

A investigação incide sobre a biologia dos fungos e a caracterização da sua interação com o hospedeiro, “praticamente desconhecida e uma área de estudo interessantíssima”, frisou Sofia Reboleira.

Na investigação estão a ser utilizados como modelo de estudo os milpés das cavernas portuguesas.

No entanto, o Museu de História Natural da Dinamarca alberga uma das maiores coleções mundiais de milpés e o seu estudo, desde o início deste projeto, já permitiu identificar outras novas espécies destes fungos, parte dos quais na coleção há mais de 100 anos.

Isto “reforça a importância das coleções entomológicas no desenvolvimento das ciências biológicas”, considerou a investigadora.

No caso concreto dos novos fungos, “o seu papel é pouco conhecido, bem como os seus efeitos e a natureza das substâncias que segregam”. Porém, sublinhou, o seu estudo “tem um potencial enorme na descoberta de novos antibióticos”.

O trabalho que inclui ainda a descrição de outros dois novos fungos para a ciência, descobertos em milpés cavernícolas de Espanha e Itália, tem a colaboração dos professores Henrik Enghoff, da Universidade de Copenhaga, e Sergi Santamaria, da Universidade Autónoma de Barcelona.

Com estas, sobe para 23 o número de espécies descobertas pela investigadora, que alertou para a urgência de criação de figuras de proteção para a fauna cavernícola em Portugal, “um património nacional único que, ao contrário de noutros países europeus, se encontra completamente desprotegido”.

As pressões ambientais, quer “pela destruição direta, como o caso da extração de inertes e consequente destruição das grutas”, quer “pela contaminação produzida à superfície, que se infiltra e contamina todo o ecossistema, incluindo as reservas de água subterrânea disponíveis para o consumo humano”, são alguns dos perigos para as espécies que, “ao estarem confinadas a estes ecossistemas, enfrentam perigo de extinção”, concluiu a investigadora.

/Lusa

PARTILHAR

1 COMENTÁRIO

RESPONDER

Continental vai contratar 300 engenheiros para o Porto

A Continental vai instalar no Porto um centro de desenvolvimento de tecnologias que poderá empregar "cerca de 300 engenheiros" e apoiará o desenvolvimento de soluções para veículos elétricos, condução autónoma e cibersegurança, anunciou esta quarta-feira …

Comissão Europeia aprova comercialização da primeira vacina para o Ébola

A Comissão Europeia anunciou no início da semana que concedeu uma autorização para a comercialização da primeira vacina contra o Ébola, designada Ervebo e produzida pela farmacêutica Merck. A vacina estava a ser produzida desde o …

Facebook lança o seu próprio MB Way

O Facebook lançou nos Estados Unidos uma nova funcionalidade para facilitar pagamentos através das quatro principais aplicações do grupo, que é semelhante ao funcionamento das transações com o MB Way. Em comunicado, Deborah Liu, responsável do …

O dilema dos chumbos, o "engano" de Ventura e o "falso liberal". O primeiro debate aqueceu

O primeiro debate quinzenal da legislatura arrancou esta quarta-feira e ficou marcado pelas retenções até ao 9.º ano - Chumba ou não chumba?, quis saber a direita, bem como pelo aumento do salário mínimo nacional …

Sondagem europeia defende tratado internacional que proíba "robôs assassinos"

Quase três em cada quatro pessoas querem que o seu governo colabore com outros países para proibir sistemas letais de armas autónomas. A organização não-governamental Human Rights Watch (HRW) divulgou esta quarta-feira os resultados de uma …

Pentágono está a criar bactérias que detetam explosivos no subsolo

O Pentágono, em conjunto com a empresa de defesa Raytheon, está a desenvolver um sistema capaz de produzir bactérias geneticamente modificadas no subsolo, com o objetivo de detetar explosivos no subsolo. Neste projeto, iniciado pela Agência …

Hospitais voltam a não poder aumentar número de trabalhadores sem visto da tutela em 2020

Os hospitais vão continuar em 2020 impedidos de aumentar o número de trabalhadores sem a autorização prévia do Ministério da Saúde, segundo um despacho a que a agência Lusa teve acesso. O despacho assinado pelo secretário …

Onda crescente de ataques com explosivos alarma Suécia

A Suécia tem visto um aumento sem precedentes de ataques com explosivos. Em outubro, Estocolmo foi alvo de três ataques em apenas uma noite.  Se pensarmos num país com guerras de gangues constantes, o último nome …

Ruben foi libertado depois de passar 11 anos na prisão por crimes que não cometeu

Ruben Martinez Jr. saiu em liberdade do Supremo Tribunal de Los Angeles após ter passado 11 anos na prisão por uma série de assaltos à mão armada que não cometeu. Um homem que passou 11 anos …

Um em cada três portugueses não vai ao dentista ou só vai em caso de emergência

Mais de 30% dos portugueses não vão ao dentista ou só o fazem em caso de urgência e quase 10% não tem qualquer dente, segundo o Barómetro da Saúde Oral de 2019. De acordo com os …