Descoberta prova surpreendente de que os dinossauros tinham penas

Royal Saskatchewan Museum / Facebook

A cauda de dinossauro preservada em âmbar

A cauda de dinossauro preservada em âmbar

Durante uma visita a um mercado de Myitkyina, em Mianmar, o cientista Lida Xing descobriu a cauda de um dinossauro preservada em âmbar que contém ossos, penas e sangue do animal.

O vendedor local pensava que o objeto, vendido para se tornar parte de uma joia ou ornamento, era uma simples planta fossilizada.

“Estudo paleontologia há mais de 10 anos e estou interessado em dinossauros há mais de 30 anos, mas nunca esperei que pudéssemos encontrar um dinossauro em âmbar”, afirmou Lida Xing, investigador da Universidade de Geociências da China.

Segundo o estudo, divulgado na revista Current Biology, a cauda tinha uma coloração castanha e pertenceu a um dinossauro que viveu há mais de 99 milhões de anos.

“Esta é a primeira vez que encontramos material de dinossauro preservado em âmbar”, disse o co-autor do estudo Ryan McKellar, do Royal Saskatchewan Museum no Canadá, à BBC.

Análises feitas em laboratório indicam que a cauda pertenceu a um animal do grupo dos Coelurosauria, um dinossauro carnívoro com formato semelhante ao de uma galinha, mas de comportamento predatório e com até 3 metros de comprimento.

Inicialmente, os cientistas não tinham a certeza se a cauda pertencia mesmo a um dinossauro, ou a um pássaro que viveu durante o período do Cetáceo. No entanto, o exame da anatomia da cauda mostrou que pertencia definitivamente a um dinossauro emplumado.

“A certeza de que se trata de um dinossauro, e não um pássaro pré-histórico, é que as vértebras não estão fundidas. Em vez disso, a cauda é longa e flexível, com penas a descer pelos dois lados”, explicou o investigador.

As análises sugerem que o animal ficou preso na resina enquanto ainda estava vivo e morreu dentro do âmbar – esta teoria é sustentada pelo facto de terem sido encontrados fluidos corporais no interior do fóssil.

Royal Saskatchewan Museum / Facebook

A plumagem na base da cauda do dinossauro

A plumagem na base da cauda do dinossauro

Os investigadores esperam encontrar mais peças como esta no futuro, visto que “as peças de âmbar preservam detalhes microscópicos e tecidos que são difíceis de estudar em outros ambientes”.

De acordo com McKellar, “esta é uma nova fonte de informação que vale a pena analisar com intensidade e proteger como um recurso fóssil”.

O âmbar é uma resina fossilizada de árvores que costuma preservar alguns artefactos. No filme “Jurassic Park“, de 1993, os cientistas conseguiram clonar e reproduzir dinossauros em laboratório através do fóssil de um mosquito preservado em âmbar.

“Infelizmente, a resposta do “Jurassic Park” ainda é um não! Mantém-se firmemente no reino da ficção científica”, adiantou Ryan McKellar.

Apesar de os cientistas garantirem que criar dinossauros a partir de um fóssil em âmbar é uma coisa da ficção, esta nova descoberta pode ser importante para a recolha de novas informações acerca da existência desses animais pré-históricos.

BZR, ZAP

PARTILHAR

3 COMENTÁRIOS

  1. Não vejo assim tanta diferença com os tempos atuais pois se agora por cá temos vacas voadoras acho que estamos mais avançados.

  2. Isto é desculpa para arqueólogos conseguirem financiamento de seus patrocinadores para visitar Mianmá, que como se sabe, tem prostitutas baratas que não exigem o uso da camisinha.

RESPONDER

Ensino superior com vagas especiais para lusodescendentes

O Governo alargou o contingente especial de acesso ao ensino superior dirigido a emigrantes e seus familiares permitindo que, no próximo ano letivo, se possam candidatar todos os lusodescendentes, de nacionalidade portuguesa e residentes no …

Países admitem criação de lotaria europeia do património

A ministra portuguesa da Cultura, Graça Fonseca, disse esta terça-feira que os Estados-membros da União Europeia (UE) admitem a criação de uma lotaria europeia do património, como a que arranca hoje em Portugal, para angariar …

Costa pede fim dos ataques de Israel a enclaves palestinianos

O primeiro-ministro, António Costa, defendeu hoje o fim dos ataques de Israel aos enclaves palestinianos na Cisjordânia e na Faixa de Gaza, para que se possa regressar a um caminho em que “a paz seja …

Taxa de vacinação completa no distrito de Bragança superior à média nacional

A taxa de vacinação completa contra a covid-19 no distrito de Bragança é superior à média nacional, com 19,3% da população com duas doses, enquanto no país o valor é de 13,5%, segundo dados oficiais. A …

Praias. Regras mais apertadas e multas já a partir de amanhã

A partir desta quarta-feira, entra em vigor o decreto de lei que regula o acesso, a ocupação e a utilização das praias no contexto da pandemia. Quem não cumprir as regras está sujeito a coimas …

Guimarães deixa de pagar a taxa do lixo na fatura da água

Guimarães vai alargar o sistema de recolha de lixo "Pay-as-you-throw", em que o utilizador só paga o lixo que produz. O sistema de recolha de lixo em que o utilizador só paga o que produz vai …

Fundo de Resolução informará Governo nos próximos dias sobre valor da injeção

O presidente do Fundo de Resolução antecipou esta terça-feira que "nos próximos dias" conta informar o Governo sobre o valor que a instituição considera que o Novo Banco deve receber em relação a 2020. Luís Máximo …

Portugal "lutará até ao último minuto" pelo pacto migratório, diz Santos Silva

A presidência portuguesa do Conselho "lutará até ao último minuto do seu mandato" por um acordo sobre o Pacto para as Migrações e Asilo proposto pela Comissão Europeia, garantiu esta terça-feira no Parlamento Europeu o …

"Lei errada" permitiu a municípios travarem "infraestrutura de importância nacional"

O ministro das Infraestruturas reiterou, esta terça-feira, que os municípios que seriam afetados pelo aeroporto do Montijo "travaram novamente uma infraestrutura de importância nacional", devido a uma "lei errada", que já devia ter sido alterada. "Os …

Fuzileiro naval detido por participar na invasão ao Capitólio

Um fuzileiro naval dos Estados Unidos, no ativo, foi detido na semana passada por ter participado na invasão ao Capitólio. É acusado de agredir vários agentes policiais dentro e fora do edifício. Christopher Warnagiris, um oficial …