Cientista que criou bebés geneticamente modificados foi despedido

Alex Hofford / EPA

He Jiankui apresentou o seu trabalho durante a conferência

O cientista chinês He Jiankui, que anunciou a criação da primeira modificação genética de bebés, foi acusado pelo Governo chinês de driblar a fiscalização e de quebrar as diretrizes em busca de fama e fortuna.

Esta segunda-feira, a equipa de investigação da província de Cantão anunciou os resultados preliminares da averiguação desencadeada após o anúncio do cientista chinês He Jiankui que, em novembro, reclamou ter editado geneticamente os primeiros dois bebés.

O grupo de trabalho criado pela Comissão de saúde confirmou a existência dos bebés e concluiu que o investigador “desafiou as proibições do Governo chinês“, agindo em busca de “fama e fortuna”. A universidade onde He Jiankui dava aulas já anunciou que rescindiu contrato com o cientista, avança o Público.

Desta forma, com base nas conclusões do grupo de trabalho, a Universidade de Ciência e Tecnologia do Sul da China, em Shenzhen, divulgou uma declaração pública no seu site na qual informa que decidiu rescindir o contrato de trabalho do cientista, com efeito imediato, ficando He Jiankui impedido de exercer ali qualquer atividade de ensino ou investigação.

Segundo a equipa de trabalho, o cientista “evitou intencionalmente a supervisão do seu trabalho, angariou fundos e organizou um grupo de investigadores por conta própria para realizar a edição genética de embriões humanos destinados à reprodução, que é explicitamente proibida”, adianta a agência de notícias estatal Xinhua.

Em novembro do ano passado, o professor associado da Universidade de Ciência e Tecnologia do Sul afirmou que os primeiros bebés geneticamente editados do mundo tinham nascido com a sua ajuda, referindo ainda que o ADN foi alterado para evitar que contraíssem HIV.

A equipa confirmou que o cientista iniciou a sua investigação em junho de 2016 com uma equipa de cientistas que incluía alguns “membros estrangeiros” e que “conduziu as atividades de edição de genes usando tecnologias sem garantia de segurança e eficácia”.

He Jiankui conseguiu recrutar oito casais de voluntários com um certificado falso de aprovação ética na mão. O grupo de trabalho confirmou duas mulheres grávidas – uma que terá dado à luz as gémeas Lulu e Nana e outra que ainda se encontra grávida -, um casal que desistiu da experiência e outros cinco que não terão conseguido conceber.

As atividades violaram seriamente princípios éticos e integridade científica e violaram regulamentos relevantes da China, de acordo com a investigação”, lê-se no comunicado, que adianta apenas que os responsáveis “receberão punição de acordo com as leis e regulamentos”, sem especificar.

O comunicado adianta ainda que tanto os bebés como as mulheres grávidas vão receber todos os cuidados e observação médica através de regulares visitas de acompanhamento.

ZAP //

PARTILHAR

RESPONDER

Aldeões ajudam tropas indianas que enfrentam militares chineses nos Himalaias

Cerca de 100 residentes da vila de Chushul atravessam o território indiano de Ladakh para chegar a um pico dos Himalaias conhecido como Black Top, a uma altitude de mais de 4500 metros, levando suprimentos …

Detido na Rússia líder religioso que diz ser a reencarnação de Jesus

O líder religioso, que diz ser a reencarnação de Jesus, foi detido, na Rússia, esta terça-feira, durante uma operação especial. De acordo com as imagens divulgadas pelo jornal The Guardian, vários agentes da polícia, armados e …

Covid-19: Universidade de Coimbra tem novo programa de rastreio aleatório para alunos e docentes

A Universidade de Coimbra (UC) preparou um Plano de Prevenção e Protocolo de Atuação para garantir o regresso às aulas em segurança para alunos, professores, docentes e comunidade. "Tendo em conta a situação pandémica que estamos …

Jogador substituído aos 14 segundos

Substituição insólita foi realizada na primeira divisão da Estónia. Jovem nem tocou na bola. Jogo da 21.ª jornada do campeonato nacional da Estónia, primeira divisão. O FCI Levadia recebe o JK Nõmme Kalju e vence por …

"Ato que nenhum fim pode justificar". Vaticano critica a aceitação mundial da eutanásia

Através de um novo documento, o Vaticano condenou a disseminação da aceitação internacional da eutanásia e do suicídio assistido, inclusive em alguns países tradicionalmente católicos da Europa. O Vaticano referiu no documento publicado hoje - e …

Facebook teme sair da Europa caso não possa transferir dados para os EUA

A Comissão de Proteção de Dados irlandesa propôs que os dados dos cidadãos europeus não possam sair do continente. O Facebook diz que não sabe como poderá continuar a prestar os seus serviços na Europa …

O guarda-redes do Chelsea é o melhor em quê? "Em cometer erros"

Kepa alvo de críticas fortes. Frank Lampard confirmou a chegada de mais um guarda-redes, proveniente de França. O Chelsea volta a ser notícia por causa do mercado e volta a ser notícia por causa de um …

Promotores assumem pela primeira vez que Trump pode ser investigado por fraude fiscal

O gabinete do procurador do distrito de Manhattan, que tem travado uma batalha legal com o Presidente dos Estados Unidos (EUA) para obter as suas declarações de impostos, sugeriu na segunda-feira, pela primeira vez, que podia …

Revelada causa da morte de 300 elefantes no Botsuana

O Governo do Botsuana anunciou, esta segunda-feira, que uma cianobactéria foi a causa da misteriosa morte de cerca de 300 elefantes no Botsuana em meados deste ano. A causa da morte dos paquidermes foi determinada após …

Cavani: brasileiros com milhões... mas pessimistas

O Grémio estabelece quatro parcerias para contratar o uruguaio. No entanto, a direção do clube não acredita que Cavani se vai mudar para Porto Alegre. "Na vida, se não conversas, nada sabes. Até pode surgir uma …