/

Cidade no Uzbequistão paga salário de professores com pintainhos

1

Uma pequena cidade no Uzbequistão está a pagar o salário dos professores com pintainhos em vez de dinheiro.

PUBLICIDADE
PUBLICIDADE

O caso aconteceu em Nukus, na região autónoma do Caracalpaquistão, no oeste do país.

Em entrevista à rádio Ozodlik, um professor descreveu a situação como “vergonhosa”.

“No ano passado, pagaram-nos com batatas, cenouras e abóboras. Neste ano, estão a forçar-nos a aceitar pintainhos em vez de dinheiro. Se quiséssemos galinhas, poderíamos comprá-las no mercado a um preço muito mais baixo”, criticou.

Outro docente, citado pela BBC, afirma que cada pintainho vale, segundo a cotação oficial das autoridades, cerca de sete mil soms (cerca de 2,1 euros) – mas podem ser encontrados à venda no mercado local pela metade do preço.

O Uzbequistão enfrenta escassez de dinheiro há anos, o que provoca atrasos no pagamento de salários e pensões.

No início deste mês, funcionários públicos na capital, Tashkent, reclamaram que não estão a ser pagos há dois meses porque os bancos “não têm dinheiro”.

ZAP / BBC

1 Comment

Deixe o seu comentário

Your email address will not be published.