/

Chuvas fortes provocam cheias e subida dos caudais de rios em vários países na Europa

Jeremy Lempin / EPA

As chuvas intensas registadas nas últimas horas em vários países da Europa ocidental e central provocaram cheias e a subida dos caudais de rios, relataram hoje as agências internacionais, indicando ainda que um homem está desaparecido na Alemanha.

PUBLICIDADE
PUBLICIDADE

A agência noticiosa alemã DPA relatou que, na noite de terça-feira para quarta-feira, um homem desapareceu quando tentava proteger a sua propriedade em Joehstadt, no estado alemão da Saxónia, da subida repentina das águas e que terá sido arrastado por uma forte corrente.

Os bombeiros locais retomaram hoje de manhã os trabalhos de busca.

Ainda em território alemão, no condado de Hof, perto da fronteira oriental com a República Checa, foi emitido um alerta de desastre devido à forte precipitação, que provocou a queda de árvores e deixou várias zonas sem eletricidade.

O serviço meteorológico alemão (DWD) informou que nesta região choveu 80 litros por metro quadrado durante um período de 12 horas.

Em Hagen, no estado alemão da Renânia do Norte-Vestfália, os bombeiros tiveram de resgatar vários automobilistas, cujos veículos ficaram presos numa passagem subterrânea inundada.

Os “vizinhos” Países Baixos e Bélgica também foram atingidos por condições meteorológicas adversas e por inundações, segundo a agência Associated Press (AP).

Por exemplo, as autoridades da província holandesa de Limburg (sul) estão a alertar para a subida dos caudais de vários riachos e para a possível formação de uma forte corrente de água, pedindo à população local para se afastar destas áreas.

Os proprietários de embarcações foram aconselhados a evitar o rio Maas (que passa pelos territórios holandês e belga), devido às fortes correntes e aos detritos que estão a ser arrastados pelas águas.

Também na Suíça, a subida do nível das águas do lago dos Quatro Cantões, também conhecido como lago Lucerna, obrigou as autoridades helvéticas a acionarem o nível mais alto do aviso de inundações.

PUBLICIDADE

As fortes chuvas que têm sido registadas no país também colaram o lago de Bienna, também na zona centro da Suíça, no limite da sua capacidade, depois do caudal ter aumentado 60 centímetros na noite passada, situação que levou à proibição, como medida preventiva, de qualquer atividade de navegação.

Alguns rios no norte da Suíça também transbordaram devido à intensa precipitação, de acordo com a agência espanhola EFE.

As chuvas torrenciais obrigaram ainda ao corte de um trecho da estrada localizada nas margens do lago Léman, o maior da Suíça e que banha cidades como Genebra ou Lausanne.

Até ao momento, não existem relatos de vítimas no país na sequência das cheias.

Em diferentes áreas do país foram emitidos avisos de alerta, com os cidadãos a serem aconselhados a limitarem as deslocações e a evitarem zonas próximas de lagos e rios.

PUBLICIDADE

  // Lusa

Deixe o seu comentário

Your email address will not be published.