Parlamento chumba nomeação de Carlos Pereira para a ERSE

Homem de Gouveia / Lusa

Carlos Pereira

A comissão parlamentar de Economia, Inovação e Obras Públicas votou esta quarta-feira desfavoravelmente a nomeação do deputado socialista Carlos Pereira para a Entidade Reguladora dos Serviços Energéticos (ERSE).

Elaborada pelo deputado comunista Bruno Dias, a proposta de parecer desfavorável à nomeação de Carlos Pereira para vogal do Conselho de Administração da ERSE, substituindo no cargo Alexandre Santos, cujo mandato terminou em maio, recebeu os votos a favor de todos os partidos, à exceção do PS.

“Das opiniões e considerações dos partidos expressas durante as audições, pode concluir-se que não reúne consenso a personalidade indicada pelo Governo para o cargo de vogal do Conselho de Administração da ERSE, emitindo-se assim parecer desfavorável à nomeação”, indica o parecer aprovado esta quinta-feira.

No documento, salienta-se ainda que “o perfil da personalidade indigitada deve adequar-se à função a desempenhar, ser-lhe reconhecida a idoneidade, competência técnica, experiência profissional e formação adequada ao exercício da função”. O parecer da comissão parlamentar de Economia, Inovação e Obras Públicas não é vinculativo.

A escolha do executivo de Carlos Pereira para a ERSE foi conhecida em 8 de outubro, tendo sido marcada para dois depois uma audição a Carlos Pereira na comissão de Economia.

No entanto, esse encontro acabou por ser adiado para antes ouvir o então ministro da Economia, Manuel Caldeira Cabral, no âmbito de requerimentos apresentados pelo PCP e pelo CDS-PP e aprovados por unanimidade.

A audição a Caldeira Cabral aconteceu no dia 12 de outubro, com o ex-governante a afirmar “não perceber” como é que a escolha de um deputado socialista para vogal do regulador energético pode colocar em causa a sua “independência” no cargo, assegurando que a nomeação não foi “partidária”.

Cinco dias depois, e já após a remodelação governamental, Carlos Pereira foi ouvido na comissão de Economia, na qual garantiu aos deputados que não será “influenciado por opiniões ou indicações” do executivo, rejeitando críticas de falta de isenção.

A escolha de Carlos Pereira foi, inicialmente, feita por Caldeira Cabral, mas acabou por ser depois confirmada pelo novo ministro do Ambiente e da Transição Energética, João Pedro Matos Fernandes, que detém agora a pasta da Energia e pediu que o processo avançasse com a audição a Carlos Pereira.

A nomeação já teve parecer favorável da Comissão de Recrutamento e Seleção para Administração Pública (Cresap), que considerou o perfil de Carlos Pereira “adequado” às funções.

No parecer a que a Lusa teve acesso, a Cresap aponta que o escolhido “tem experiência profissional superior a 20 anos em cargos de gestão privada e cargos políticos como vereador e deputado na Assembleia da República, onde participou em várias comissões relacionadas com este setor, destacando-se a coordenação da elaboração e discussão de diversos diplomas sobre o setor da energia”.

Segundo a lei-quadro das Entidades Reguladoras, os membros do Conselho de Administração são escolhidos por indicação do membro do Governo responsável pela área, sendo designados por resolução do Conselho de Ministros, tendo em consideração um parecer fundamentado da Assembleia da República, após audição do escolhido.

// Lusa

PARTILHAR

RESPONDER

Desmantelada rede criminosa ligada à imigração ilegal para a Europa

A polícia italiana deteve hoje 19 pessoas de uma rede criminosa dedicada ao tráfico e transporte ilegal de migrantes do Afeganistão, Irão, Iraque e Paquistão para a Itália e, posteriormente, para o norte da Europa, …

Nasceu o SeeArch, uma espécie de colete salva-vidas para resgates em mar aberto

Se uma pessoa se separar da sua embarcação em mar aberto, permanecer à tona não é o único desafio. Ser visto pelos salvadores é uma missão importante que o novo SeeArch, usável e insuflável, vai …

Há 127 concelhos que vão manter os limites no fim de semana. Saiba quais

Os concelhos que mantém risco muito elevado e extremamente elevado terão de manter até dia 23 deste mês as atuais restrições, incluindo de limitação de circulação ao fim de semana. Houve 27 concelhos que saíram …

Piscina mais profunda do mundo inaugurada na Polónia

Com 45 metros de profundidade, a piscina Deepspot foi recentemente inaugurada na Polónia. Vai servir de zona de treino para mergulhadores, bombeiros e forças armadas. A piscina mais profunda do mundo foi inaugurada esta semana em …

Mais 6087 novos casos de covid-19 em Portugal. Este é o maior número da semana

Portugal registou este sábado 6087 novos casos e 73 mortes por covid-19. No total, mais de 318 mil pessoas já foram infetadas com o novo coronavírus e 4876 morreram. Nas últimas 24 horas, mais 6165 …

Sedada e com um capuz sobre os olhos, a girafa Asiwa foi resgatada de uma ilha no Quénia

Conservacionistas, autoridades do Governo e membros da comunidade local uniram-se para resgatar oito girafas numa ilha no Quénia. A população de girafas em África tem diminuído nas últimas décadas devido à perda de habitat e à …

Governo mantém restrições. Exceções no Natal, mas no Ano Novo volta a ser proibida a circulação entre concelhos

António Costa falou hoje ao país para anunciar as novas medidas para a quadra festiva. O primeiro-ministro revelou que no Natal as medidas serão aliviadas, como já se esperava, porém voltam a apertar no Ano …

Joe Biden está a planear uma tomada de posse em versão reduzida. Trump pode não marcar presença

A pouco mais de um mês de tomar posse como Presidente dos EUA, Joe Biden anunciou que está a planear reduzir a dimensão da cerimónia para garantir a segurança devido à pandemia. Segundo o Público, Joe …

O Peru enfrenta o maior desafio político desde a ditadura de Fujimori. A responsabilidade está nas mãos de Sagasti

O novo presidente do Peru assumiu o cargo em 17 de novembro em circunstâncias nada desejáveis. O país, que até ao ano passado vinha a ser apontado como um exemplo na área económica, enfrenta agora …

Três anti-histamínicos mostram eficácia a inibir infeção pelo coronavírus

Três medicamentos anti-histamínicos mostraram alguma eficácia a inibir a infeção de células pelo novo coronavírus responsável pela covid-19, segundo os resultados preliminares de um estudo da Universidade da Florida divulgado na sexta-feira. As descobertas sobre os …