China promete simplificar processo de vistos a estrangeiros que aceitem tomar a sua vacina

Wu Hong / EPA

A China tem tentado a todo o custo promover as suas vacinas contra a covid-19. Agora, uma nova medida promete flexibilizar a entrada no país a todos os estrangeiros que aceitem ser inoculados com as injeções chinesas.

Vários avisos sobre a nova política de “retomar as trocas interpessoais entre a China e outros países” foram emitidos pelas embaixadas ou consulados chineses nas Filipinas, Japão, Tailândia, Alemanha, Itália, Estados Unidos, Israel e Índia na segunda-feira.

Nas informações constava que a China tem o objetivo de simplificar o processo de entrada no país a todos aqueles que tenham um certificado que comprove que receberam uma vacina chinesa.



Esta medida surge como um dos esforços contínuos que o país está a levar a cabo para que as suas vacinas sejam bem aceites. É uma estratégia diplomática que pretende aprofundar os laços económicos com vários estados.

No entanto, esta medida encontra obstáculos, uma vez que alguns países estão receosos em administrar as vacinas produzidas na China, devido à falta de transparência de Pequim em relação ao seu desenvolvimento.

Em declarações na segunda-feira, o porta-voz do Ministério das Relações Externas da China, Zhao Lijian, não especificou de que forma o processo seria agilizado, mas já há avisos por parte de algumas embaixadas.

No site da embaixada chinesa nos Estados Unidos uma nota dizia que os estrangeiros e os seus familiares em visita à China para retomar “o trabalho e a produção em vários campos” poderiam inscrever-se no processo.

Na Índia e nas Filipinas, os avisos nos sites das embaixadas referiam que os interessados ​​poderiam preparar as suas inscrições “de acordo com os requisitos antes da pandemia”.

Um comunicado emitido pela embaixada na Alemanha frisou que os candidatos não iriam precisar de enviar cartas-convite dos departamentos de relações externas ou comerciais das províncias.

Até agora, a China aprovou quatro vacinas, mas a maioria foi exportada para países em desenvolvimento. Enquanto os Estados Unidos e outros estados ocidentais monopolizaram grande parte das injeções existentes no mundo, Pequim interveio para oferecer a sua versão de vacina a países incapazes de a adquirir, diz o The Washington Post.

Durante grande parte do ano passado, a China manteve rígidos requisitos de entrada na fronteira. Para já, quem tem permissão para entrar no país deve ficar em quarentena por pelo menos duas semanas e geralmente requer aprovação especial.

Ana Isabel Moura, ZAP //

PARTILHAR

RESPONDER

"Não quero ser arrogante: o melhor médio da Premier League sou eu"

Yves Bissouma joga no Brighton e tem despertado o interesse de clubes ingleses de outro nível. Cresceu no Mali ao serviço do Majestic SC, passou pelo AS Real Bamako antes de rumar à Europa. Começou por …

Tratamento inovador para cancro pesa nos orçamentos do IPO de Porto e Lisboa

Os custos associados ao tratamento de cancros do sangue com células CAR-T estão a ser suportados apenas pelos hospitais autorizados a aplicá-la, no caso, os IPO do Porto e de Lisboa. De acordo com o Jornal …

Gravuras descobertas no Tibete são as mais antigas da arte pré-histórica. Foram feitas por crianças

Uma equipa encontrou antigas pegadas e marcas de mãos feitas por crianças no planalto tibetano. Esta descoberta traz novos detalhes sobre a presença humana no local. O estudo, publicado na revista Science Direct, revela que estes …

Comissão nos EUA desaconselha terceira dose da Pfizer a maiores de 16 anos

Uma comissão consultiva da agência reguladora dos EUA para os medicamentos e a alimentação (FDA, na sigla em inglês) pronunciou-se esta sexta-feira contra a aplicação de uma terceira dose da vacina Pfizer contra a covid-19 …

Santos Silva quer preços da eletricidade na agenda da UE

O ministro dos Negócios Estrangeiros, Augusto Santos Silva, defendeu esta sexta-feira que a União Europeia (UE) tem de colocar em agenda o problema do aumento dos preços da eletricidade no continente, alertando que a reação …

Já há uma calculadora que prevê o risco de se ser infetado com covid-19 (em diversos cenários)

Já existe uma ferramenta online que calcula o risco de se ser infetado com covid-19. Chama-se microCOVID, baseia-se em dados recentes, analisa diferentes cenários e foi desenvolvida por um grupo de amigos. Numa altura em que …

Alargamento de teletrabalho não deve abranger empresas de menor dimensão

O Governo defendeu esta sexta-feira, na Concertação Social, que "as empresas de menor dimensão" devem ficar excluídas da medida que prevê o alargamento do teletrabalho a pais com filhos menores de oito anos, sempre que …

Costa acusa oposição de “absoluta impreparação” por não saber o que é o PRR

O secretário-geral do PS, António Costa, acusou esta sexta-feira a oposição de “absoluta impreparação” por não saber o que é o PRR, nem a “missão patriótica” que consiste em pô-lo “em marcha para o bem …

Asteroide que dizimou dinossauros permitiu que as cobras evoluíssem (e se espalhassem pelo mundo)

As cobras devem, em parte, o seu sucesso na Terra ao asteroide que atingiu o planeta há 66 milhões de anos e levou à extinção dos dinossauros, aponta um novo estudo. Além da extinção dos dinossauros …

Novo modelo geofísico ajuda a prever furacões com origem no Golfo do México

Ao analisar a temperatura da atmosfera, que se encontra a vários quilómetros acima da Terra, os investigadores descobriram uma forma de prever quantos furacões podem afetar o Golfo do México no verão e no outono. Os …