China e Rússia suspeitas de fazer ciberespionagem a Portugal. PJ investiga ataques

O Relatório Anual de Segurança Interna 2020, apresentado na semana passada, reconhecia aumento da ciberespionagem “de origem estatal”, mas não especificava os países que estariam por trás dela.

O documento fala no aumento de “ameaças persistentes, tecnologicamente avançadas, de origem estatal”, mas não indica os países que serão os autores dos ataques informáticos, agora o Público esclarece que tanto a China como a Rússia são dois dos países envolvidos nos ataques.

Segundo o mesmo jornal, alguns destes ataques estão a ser investigados pela Polícia Judiciária.

O Público confrontou o gabinete de António Costa e o Centro Nacional de Cibersegurança com os novos dados, e nem um nem outro negaram as informações, mas recusaram comentá-las.

Já o Centro Nacional de Cibersegurança (CNCS) afirmou que “não tem nada a acrescentar ao que se encontra expresso no Relatório Anual de Segurança Interna”.

As embaixadas da China e da Rússia não negam de forma expressa ter estado por trás de ataques de ciberespionagem contra instituições portuguesas.

A primeira apenas sublinha que o Governo chinês se opõe e combate “sempre conforme as leis os ataques e espionagens cibernéticos”.

Já a federação presidida por Vladimir Putin diz que, “se houvesse lugar a quaisquer acusações concretas contra a Rússia, seria razoável mostrar pelo menos algumas provas”.

A embaixada chinesa refere ainda que “a China é um defensor firme da cibersegurança, e também uma das maiores vítimas de ataque hacker”. compartilhado.”

Por sua vez, a Rússia, acrescenta que possui um Centro Nacional de Coordenação para os Incidentes nos Computadores “que está sempre disposto para a resolução de quaisquer casos com os países estrangeiros”, sugerindo que Portugal nunca o fez.

De acordo com o Público, a China tem estado associada a ciberataques contra instituições de saúde, enquanto a Rússia tem privilegiado entidades ligadas ao Estado.

No próprio RASI 2020 fala-se de “operações de ciberespionagem contra entidades de investigação científica, particularmente envolvidas na pesquisa de terapêuticas e de vacinas [contra a covid-19]”, sem identificar os alegados autores.

Fontes contactadas pelo Público explicam que é possível determinar a autoria destes ataques essencialmente pelo tipo de tecnologia utilizada e pelo modus operandi dos atacantes. Contudo, em algumas situações é difícil fazer uma identificação exata.

Com o país confinado devido à pandemia, muita da criminalidade transferiu-se para o mundo virtual.

  ZAP //

PARTILHAR

RESPONDER

Cientistas estão a plantar mesas de xadrez de corais para restaurar recifes - e contam com a ajuda de garrafas de Coca-Cola

Nas últimas três décadas, os recifes de coral têm sofrido uma grande tensão e consequente destruição, devido ao impacto das alterações climáticas. Agora, os cientistas querem minimizar os danos e já encontraram uma solução. O objetivo …

Belenenses 0-4 Sporting | Melhor o resultado que a lesão

O Sporting, da I Liga, venceu hoje o Belenenses, do Campeonato de Portugal, por 4-0, em jogo da terceira eliminatória da Taça de Portugal de futebol, garantindo o apuramento para a próxima fase da competição. No …

Sintrense 0-5 FC Porto | Dragões goleiam e seguem em frente na Taça

O FC Porto, da I Liga, venceu hoje o Sintrense, do Campeonato de Portugal, por 5-0, em jogo da terceira eliminatória da Taça de Portugal de futebol, e segue em frente na competição. A jogar em …

Nova tecnologia usa calor dos estacionamentos subterrâneos para aquecer apartamentos

A startup Enerdrape, que funciona dentro da Escola Politécnica de Lausanne (EPFL), na Suíça, desenvolveu uma tecnologia que aproveita o calor emanado pelo solo no aquecimento de apartamentos. Quase 60% do aquecimento utilizado nos edifícios residenciais …

Pela primeira vez, um drone transportou os pulmões de um dador em segurança. Voo demorou seis minutos

Pela primeira vez na história da medicina, um drone aéreo transportou os pulmões de um dador com rapidez e segurança entre dois hospitais. O voo, que durou apenas seis minutos, ocorreu no passado dia 25 de …

Grupo de hackers clonou a voz de empresário para roubar 35 milhões de dólares do banco

Um grupo de hackers clonou a voz do diretor de uma empresa, conseguindo assim roubar mais de 35 milhões de dólares de um banco nos Emirados Árabes Unidos. No início do ano passado, o gerente de …

Portugueses comem duas vezes mais do que o recomendando

Os portugueses consumiram, em média, duas vezes mais calorias do que o recomendando para um adulto entre 2016 e 2020, ano em que a pandemia provocou uma redução do consumo de alimentos diário, mas ainda …

Aos 95 anos, a rainha Isabel II terá de abdicar da sua bebida favorita

A monarca foi aconselhada pelos médicos a abdicar do seu habitual martini de fim de dia, em antecipação a uma fase de agenda especialmente preenchida. Com 95 anos, a rainha Isabel II tem tido uma semana …

Médicos vão avaliar estado mental do atacante da Noruega

A investigação ao ataque com arco e flecha que na quarta-feira fez cinco mortos na Noruega reforçou, até agora, a tese de um ato devido a doença, anunciou hoje a polícia norueguesa. “A hipótese que foi …

Há mais de 100 anos, o Hawai teve uma monarquia - mas a força da princesa Ka'iulani não chegou para a preservar

Antes de morrer, com apenas 23 anos, a princesa Victoria Ka'iulani foi a última herdeira da coroa havaiana. A jovem era uma das últimas esperanças em manter a monarquia viva, mas nem a sua determinação …