Três dias depois dos Emirados Árabes Unidos, China lança com sucesso a sua primeira missão a Marte

STR / EPA

A China lançou esta quinta-feira a sua mais ambiciosa missão a Marte, numa tentativa de pousar com sucesso um robô no planeta vermelho, feito alcançado apenas pelos Estados Unidos até à data.

A missão Tianwen-1 (Questões para o Céu, em chinês), foi lançada pelo foguetão Longa Marcha 5, a partir da ilha tropical de Hainan, no extremo Sul do país, segundo a imprensa estatal. Trata-se do segundo voo para Marte feito esta semana, depois da sonda orbital lançada pelos Emirados Árabes Unidos, a partir do Japão, na segunda-feira.

Os Estados Unidos pretendem lançar o Perseverance, o robô mais sofisticado de sempre, a partir da Florida, na próxima semana. As sondas vão levar sete meses até chegarem a Marte. Se tudo correr como previsto, a missão Tianwen-1 vai procurar água no subsolo de Marte ou provas de uma possível vida antiga no planeta.

Esta não é a primeira vez que a China tenta ir a Marte.

Em 2011, um sonda orbital chinesa que acompanhava uma missão russa, perdeu-se quando a sonda não conseguiu sair da órbita da Terra, após o lançamento a partir do Cazaquistão, acabando por arder na atmosfera. Desta vez, a China avançou sozinha e lançou na mesma missão uma sonda orbital e uma de exploração do terreno.

O programa espacial da China desenvolveu-se rapidamente nas últimas décadas. Yang Liwei tornou-se, em 2003, o primeiro astronauta chinês e, no ano passado, Chang’e-4 tornou-se a primeira nave a pousar no lado da Lua não visível a partir da Terra.

Explorar Marte daria à China “muito prestígio”, defendeu Dean Cheng, especialista no programa espacial chinês, da Heritage Foundation, um think tank com sede em Washington. O especialista é de opinião que a China está numa “corrida lenta” com o Japão e a Índia para se estabelecer como potência espacial da Ásia.

Aterrar em Marte não é fácil

Aterrar em Marte é particularmente difícil. Apenas os Estados Unidos pousaram com sucesso uma nave em solo marciano, num feito alcançado por oito vezes, desde 1976. Os veículos espaciais InSight e Curiosity da NASA continuam a operar até hoje.

Seis outras naves espaciais estão a explorar Marte a partir da órbita do planeta: três norte-americanas, duas europeias e uma da Índia.

A China controla com rigor as informações sobre o seu programa. Preocupações com a segurança nacional levaram os Estados Unidos a restringir a cooperação entre a agência espacial norte-americana e o programa espacial da China.

Num artigo publicado no início deste mês na revista Nature Astronomy, o engenheiro-chefe da missão, Wan Weixing, um dos autores do artigo, dizia que a Tianwen-1 entraria em órbita em torno de Marte em fevereiro do próximo ano e que procuraria um local de pouso na Utopia Planitia, uma planície onde a NASA detetou indícios de gelo subterrâneo.

Wan Weixing morreu, em Maio, de cancro, aos 62 anos.

Segundo o artigo, o pouso aconteceria dois ou três meses (em Abril ou Maio) depois da entrada em órbita da sonda. Se tudo correr bem, o robô, movido a energia solar, e do tamanho de um carrinho de golfe de 240 quilos, vai operar durante cerca de três meses.

Embora pequeno em comparação com o robô norte-americano, que pesa 1025 quilogramas, tem quase o dobro do tamanho dos dois veículos que a China enviou à Lua, em 2013 e 2019. Os três países escolheram esta altura para lançar as respetivas missões porque é o período em que Terra e Marte estão mais próximos, situação que se repete a cada 26 meses.

“Em nenhum outro momento da nossa história, vimos algo parecido com o que está a acontecer com estas três missões a Marte. Cada uma delas é uma maravilha da ciência e da engenharia”, disse Thomas Zelibor, director-executivo da Space Foundation, nos EUA.

O caminho da China para Marte deparou-se com alguns entraves: o lançamento do foguetão Longa Marcha 5, marcado para o início deste ano, acabou por falhar.

A pandemia forçou também os cientistas a trabalharem a partir de casa.

ZAP // Lusa

PARTILHAR

1 COMENTÁRIO

RESPONDER

"DeepNude". Inteligência Artificial "tirou a roupa" a mulheres nas redes sociais

A empresa de informação Sensity alertou que mais de 100 mil imagens foram carregadas para um canal de Telegram onde um bot "tirou a roupa" de mulheres. A empresa de segurança Sensity revelou recentemente que existe …

Poluição atmosférica "custa" a cada citadino europeu 1.276 euros por ano

A poluição atmosférica "custa" 1.276 euros por ano a cada cidadão europeu residente em cidades, de acordo com um estudo da Aliança Europeia de Saúde Pública (EPHA) divulgado esta quarta-feira. O estudo chegou ao valor médio …

"Emergência arqueológica". O degelo dos Alpes está a "libertar" artefactos escondidos há milhares de anos

As alterações climáticas podem estar a ajudar os arqueólogos a encontrar artefactos escondidos nos glaciares do Alpes há milhares de anos. O derretimento dos glaciares dos Alpes está a "liberta" objetos que permaneceram congelados no tempo …

Thermite RS3 é o primeiro robô de combate a incêndios dos EUA (e está pronto a entrar ao serviço)

O Corpo de Bombeiros de Los Angeles, nos Estados Unidos, deu as boas-vindas ao mais recente membro da equipa: um bombeiro robótico. O Thermite RS3 é um rover de controlo remoto capaz de bombear milhares de …

Inventor dinamarquês que matou jornalista no seu submarino escapou da prisão (mas já foi apanhado)

O inventor dinamarquês Peter Madsen, condenado a prisão perpétua por torturar e assassinar a jornalista sueca Kim Wall, fugiu da prisão esta terça-feira.  As autoridades dinamarquesas capturaram-no minutos depois. Peter Madsen, o dinamarquês condenado a prisão …

Molécula descoberta por menina de 14 anos pode levar a uma cura para a covid-19

A jovem norte-americana de 14 anos, Anika Chebrolu, descobriu uma molécula que pode levar a uma potencial cura para a covid-19. Enquanto cientistas dos quatro cantos do mundo trabalham no desenvolvimento de uma vacina para a …

Cerca de 1.300 reclusos fogem de prisão no Congo após ataque do Estado Islâmico

Cerca de 1.300 reclusos escaparam de uma prisão na República Democrática do Congo na manhã de terça-feira, após um ataque reivindicado pelo Estado Islâmico, informou a Organização das Nações Unidas (ONU). Embora as autoridades locais tenham …

Amesterdão vai usar flores para impedir que os ciclistas estacionem bicicletas nas pontes

A cidade conhecida pelo uso de bicicletas, vai agora tomar uma medida em relação ao estacionamento destas nas pontes. Tudo para proteger as vistas para os seus famosos canais. Amesterdão orgulha-se de ser uma das cidades …

Morreu voluntário envolvido no ensaio da vacina de Oxford. Tinha 28 anos e era médico recém-formado

As autoridades de saúde brasileiras divulgaram esta quarta-feira a morte de um voluntário dos testes da vacina contra a covid-19, desenvolvida pelo laboratório AstraZeneca e pela Universidade de Oxford. A Agência Nacional de Vigilância Sanitária (Anvisa), …

Milo, o "comunicador de ação" que permite conversar em grupo durante atividades ao ar livre

Chegou o Milo, o novo aparelho que vai revolucionar as aventuras em grupo. Este pequeno dispositivo permite-lhe conversar com o seu grupo à distancia sem precisar de levar o smartphone para o meio da montanha, …