China acusa FedEx de desviar encomendas da Huawei

A empresa norte-americana de entregas FedEx é suspeita de ter violado a lei chinesa, por ter desviado encomendas do grupo chinês de telecomunicações Huawei, informou hoje a imprensa estatal chinesa.

A agência noticiosa oficial Xinhua avançou que as autoridades do país encontraram “pistas” que indicam que a empresa norte-americana violou a lei. Em junho, a Xinhua informou que a FedEx estava a ser investigada por “minar os direitos e interesses legítimos” dos clientes chineses.

A investigação, seguida de um anúncio de que a China vai criar uma lista de empresas estrangeiras não confiáveis, foi vista como retaliação pela decisão de Washington de colocar a Huawei numa lista negra de entidades, que implica que as empresas norte-americanas precisem de autorização para venderem tecnologia sensível ao grupo chinês.

Segundo apurou a investigação, a FedEx não entregou mais de 100 pacotes enviados pela Huawei.

A empresa norte-americana não comentou ainda aquelas informações, mas afirmou anteriormente que a falha nas entregas deveu-se a um erro operacional. A Xinhua afirmou hoje que isso “não está de acordo com os factos”.

Em junho passado, a FedEx pediu desculpa pelo desvio dos pacotes, após a Huawei afirmar que os artigos enviados desde o Japão, com destino a diferentes cidades na China, terem acabado nos EUA.

Washington tem aumentado a pressão sobre a Huawei, que acusa de cooperar com a espionagem chinesa, num contexto de uma guerra comercial entre as duas maiores economias do mundo.

Os governos dos dois países impuseram já taxas alfandegárias sobre centenas de milhares de milhões de dólares das exportações de cada um. As disputas estão a atingir também empresas e indivíduos.

Em dezembro passado, a diretora financeira da Huawei, Meng Wanzhou, foi detida no Canadá a pedido dos EUA.

Entretanto, a China deteve dois cidadãos canadianos — Michael Kovrig, ex-diplomata que trabalhava para a unidade de investigação International Crisis Group, e Michael Spavor, que organizava viagens à Coreia do Norte — por constituírem uma “ameaça à segurança nacional”.

As disputas comerciais entre os dois países continuam a pesar sobre a economia global, e foram um dos fatores que levou o Fundo Monetário Internacional a reduzir a sua estimativa para o crescimento da economia mundial, este ano, para 3,2%.

Em causa está a política de Pequim para o setor tecnológico, que visa transformar as firmas estatais do país em importantes atores globais em setores de alto valor agregado, como inteligência artificial, energia renovável, robótica e carros elétricos.

Os EUA consideraram que aquele plano, impulsionado pelo Estado chinês, viola os compromissos da China em abrir o seu mercado, nomeadamente ao forçar empresas estrangeiras a transferirem tecnologia e ao atribuir subsídios às empresas domésticas, enquanto as protege da competição externa.

Lusa // Lusa

PARTILHAR

RESPONDER

ROUGHIE. Planador subaquático observa silenciosamente os mares (sem perturbar a vida selvagem)

Os veículos subaquáticos autónomos tornaram-se ferramentas versáteis para explorar os mares. Porém, estas ferramentas podem ser prejudiciais para o meio ambiente ou ter problemas em movimentar-se em espaços confinados. Uma equipa de investigadores da Purdue University, …

Igreja cipriota pede que a música "demoníaca" da Eurovisão seja cancelada. Governo rejeita

El Diablo foi a canção escolhida para representar o Chipre no festival da Eurovisão, que terá lugar em Roterdão, em maio. A música cipriota da Eurovisão está a causar polémica. A Igreja Ortodoxa do Chipre pediu, …

Cientistas propõem que indústria da moda pague "royalties" pelo padrão leopardo

Cientistas de Oxford, no Reino Unido, propõem que a indústria da moda comece a pagar royalties pelo uso do padrão que imita a pele de leopardo, para tentar ajudar a reverter o declínio deste felino. "O …

André Ventura foi reeleito presidente do Chega com 97,3% (e deixou recados ao PSD)

André Ventura foi reeleito este sábado, com 97,3% dos votos nas eleições internas para a presidência do Chega. O presidente demissionário do Chega foi reeleito este sábado com 97,3% dos votos, percentagem que considerou legitimá-lo para …

Uma das maiores camas do céu. JetBlue revela a nova classe executiva do Airbus A321neo

Uma das maiores camas no céu deverá estrear dentro de alguns meses, quando a JetBlue começar a voar com os seus A321neo de Boston e Nova Iorque a Londres. No dia 26 de fevereiro, a norte-americana …

Putin diz que Internet pode destruir a sociedade se não for regida pela moral

 Internet pode destruir a sociedade a partir se não não for regida por valores e leis da moral, considerou Vladimir Putin. O Presidente da Rússia, Vladimir Putin, advertiu que a Internet pode destruir a sociedade a …

China torna-se o primeiro país do mundo a ter mais de mil multimilionários

A China tornou-se o primeiro país do mundo a ultrapassar a marca dos mil multimilionários, tendo neste momento um total de 1058 pessoas que têm a sorte de poder fazer parte desse grupo restrito. De acordo …

Gil Vicente 0-2 Porto | Vida fácil para o “dragão” em Barcelos

O FC Porto venceu o Gil Vicente em Barcelos, por 2-0. Pepe e Corona saíram ao intervalo com problemas físicos. O Porto foi a Barcelos conquistar três pontos de forma tranquila, perante um Gil Vicente que …

Na Índia, o comércio ilegal de burros está a crescer. A sua carne é considerada afrodisíaca

Viagra? Não, a população do estado de Andhra Pradesh, na Índia, tem um novo método para aumentar o desejo sexual: carne de burro. Esta crença está a fazer com que o comércio ilegal de carne …

Com as fronteiras fechadas, companhia aérea australiana lança "voos mistério"

A companhia aérea australiana Qantas anunciou “voos mistério”, nos quais os passageiros não fazem ideia para onde vão, numa tentativa de atrair mais clientes. As fronteiras internacionais da Austrália estão atualmente fechadas e parece improvável que …