China está a viver uma “revolução sexual”

Mais de 70% dos chineses têm relações sexuais antes de casar, rompendo com a milenar “cultura de abstinência” que dominou a China até ao final da década de 1970.

De acordo com um estudo de Li Yinhe, investigadora reformada da Academia Chinesa de Ciências Sociais, a percentagem subiu de 15% para 71% durante os últimos 25 anos.

“Isto é uma revolução sexual tranquila”, afirma a socióloga. “As pessoas passaram a falar sobre sexo mais abertamente”.

Li Yinhe, 63 anos, é considerada “a primeira sexóloga da China“.

Sina Weibo

Li Yinhe, "a primeira sexóloga da China"

Li Yinhe, “a primeira sexóloga da China”

Num recente encontro com jornalistas estrangeiros, Li Yinhe situou o início desta revolução em 1977, “o ano da revisão do Código Penal, que descriminalizou as relações extraconjugais”.

Antes disso, uma mulher que mantivesse relações sexuais com vários homens podia ser condenada e presa, contou a socióloga.

Na China antiga, “as pessoas eram muito positivas em relação ao sexo”, mas desde a dinastia Song (960-1279) até à “Grande Revolução Cultural Proletária (1966-76) predominou “uma cultura de abstinência sexual”.

O Partido Comunista Chinês (PCC), que tomou o poder em 1949, “era, em muitos aspetos, parecido com a igreja cristã” e “associava o sexo à burguesa e ao capitalismo“, sustenta a socióloga.

“Para os comunistas, a prioridade era alimentar a população. A comida, em primeiro lugar. Um das primeiras medidas que tomaram foi fechar os bordéis”, disse.

“É verdade que, para quem tem uma vida muito dura, o sexo é um luxo. Mas as pessoas, hoje, já têm a barriga cheia e o sexo passou a ser uma necessidade corrente”, acrescentou.

O PCC, entretanto, renunciou ao “aprofundamento da luta de classes” e sem abdicar do seu “papel dirigente”, adotou uma nova política, focada no desenvolvimento económico.

Em apenas três décadas, a pobre e isolada China tornou-se a segunda economia mundial, ultrapassando o Japão e a Alemanha. Mais de 650 milhões de chineses usam a internet, 80% dos quais através de smartphones e outros dispositivos móveis.

Pornografia e sexo em grupo proibidos

“Muitas coisas mudaram”, salienta Li Yinhe. “A comunidade gay tornou-se mais visível e a sociedade chinesa tem-se mostrado bastante tolerante acerca da homossexualidade”.

A homossexualidade foi retirada da lista oficial de “perturbações mentais” em 2001, mas a socióloga considera que, neste domínio, continuam em vigor “leis absurdas e ultrapassadas”.

Li Yinhe defende a legalização do casamento entre pessoas do mesmo sexo e a “descriminalização da prostituição, da pornografia e do sexo em grupo“.

“Além da Coreia do Norte, não conheço outro país que tenha uma lei como esta”, disse a sexóloga acerca da proibição da pornografia.

Quanto à legalização da prostituição, argumentou que “todas as relações consentidas entre adultos devem deixar de ser punidas pela lei, quer haja ou não dinheiro envolvido”.

“As amantes e concubinas dos ricos, que eles sustentam como símbolos do seu sucesso e poder, não são punidas”, observou.

Nas décadas de 1960 e 1970, Li Yinhe estaria provavelmente detida num “campo de reeducação através do trabalho”, acusada de promover “ideias decadentes” e “contrarrevolucionárias”.

Em dezembro passado, a socióloga assumiu que tem há 17 anos uma relação amorosa com um transexual e vivem juntos com uma criança deficiente adotada.

“O meu companheiro nasceu mulher, mas identifica-se como homem e só consegue apaixonar-se por mulheres heterossexuais e não por mulheres homossexuais”, escreveu Li Yinhe na sua conta no Sina Weibo, o “Twitter chinês”.

Foi uma “confissão” sem precedentes nos meios intelectuais chineses e, logo nas primeiras 24 horas, atraiu mais de 200 mil leitores.

Toda a gente é, de alguma forma, única. Respeitar as escolhas das Li Yinhe que vivem entre nós é respeitarmo-nos a nos próprios”, comentou na altura o Diário do Povo, órgão central do PCC.

/Lusa

PARTILHAR

RESPONDER

PJ faz buscas na Madeira e em Lisboa por fraude na obtenção de fundos europeus

Cerca de duas dezenas de buscas foram efetuadas, esta terça-feira, na Madeira e na Grande Lisboa no âmbito de um inquérito dirigido pelo Ministério Público (MP) que investiga crimes de fraude na obtenção de fundos …

França em choque com ação da polícia em acampamento de migrantes

A atuação da polícia durante o desmantelamento de um acampamento improvisado de migrantes no centro de Paris, na noite de segunda-feira, está a gerar críticas e indignação. Na noite desta segunda-feira, a polícia francesa dispersou algumas …

Centro Europeu de Controlo de Doenças alerta: países que retirem medidas para o Natal terão aumento de internamentos

O Centro Europeu de Controlo de Doenças estima que se os países que em outubro e novembro tomaram novas medidas para controlar a pandemia as levantassem a 21 de dezembro, os internamentos hospitalares aumentariam na …

Pensilvânia certifica vitória de Joe Biden nas eleições presidenciais

As autoridades da Pensilvânia certificaram, esta terça-feira, a vitória do democrata naquele estado nas eleições presidenciais norte-americanas. Na sua conta do Twitter, o governador local, o democrata Tom Wolf, escreveu que o Departamento de Estado da Pensilvânia …

Nos Países Baixos, há drive-ins para as crianças poderem visitar o Pai Natal em tempo de pandemia

Muito se tem falado de como será o Natal neste ano atípico. Contudo, há países que já começam a arranjar alternativas para a época festiva. Nos Países Baixos, os drive-ins estão a ser usados para …

Vereador da Educação de Lisboa ameaça autarca com “um par de murros”

O vereador da Educação da Câmara de Lisboa afirmou, num comentário no Facebook, em resposta a uma publicação de um vogal da Junta de Freguesia do Areeiro, estar disponível para lhe dar "um par de …

Papa Francisco critica negacionistas da covid-19 e fala da morte de George Floyd

O papa Francisco, num livro esta segunda-feira publicado, criticou os opositores ao uso de máscaras ou outras restrições impostas para conter a pandemia de covid-19, sublinhando que nunca se manifestariam contra a morte do afro-americano …

Fenprof reconhece abertura da tutela do Ensino Superior para negociar apesar de divergências

A Federação Nacional dos Professores (Fenprof) reconheceu esta segunda-feira a abertura do Governo para negociar algumas questões do Ensino Superior, depois de uma reunião em que a tutela e a organização sindical nem sempre estiveram …

Bombeiros vão receber verba adicional de três milhões de euros

As associações humanitárias de bombeiros vão receber uma verba adicional de três milhões de euros em 2021 para fazer face aos constrangimentos financeiros devido à pandemia de covid-19, segundo uma proposta do PS hoje aprovado. Este …

Media Capital desafia ERC e elege Mário Ferreira como presidente

Os acionistas da Media Capital elegeram, esta terça-feira, o empresário Mário Ferreira presidente da dona da TVI. A assembleia-geral esteve inicialmente convocada para 28 de outubro, tendo sido suspensa, retomando hoje os trabalhos e com uma …