China está a vender drones assassinos ao Médio Oriente

(dr) Ziyan

A China está a vender drones capazes de matar automaticamente, sem necessidade de controlo humano. Os seus principais clientes serão a Arábia Saudita e o Paquistão.

Segundo o site Defense One, uma empresa chamada Ziyan está a comercializar um modelo de drone, do género de um helicóptero, chamado Blowfish A3, armado com uma metralhadora, para compradores internacionais, além de estar a negociar a venda do seu modelo Blowfish A2 para os governos da Arábia Saudita e do Paquistão.

O Secretário de Defesa dos Estados Unidos, Mark Esper, falou sobre o assunto numa Conferência da Comissão de Segurança Nacional sobre Inteligência Artificial no último dia 4 de novembro.

“Enquanto conversamos aqui, o governo chinês já está a exportar alguns dos seus drones aéreos militares mais avançados para o Médio Oriente, enquanto se prepara para exportar VANTs (veículos aéreos não tripulados) furtivos de próxima geração quando eles ficarem online. Além disso, os fabricantes chineses de armas estão a vender drones anunciados como capazes de total autonomia, incluindo a capacidade de realizar ataques letais direcionados”, disse.

Recentemente, o Defense Innovation Board, uma organização cujo objetivo é trazer a inovação tecnológica e as melhores práticas do Silicon Valley para as Forças Armadas dos EUA, apresentou uma lista de princípios de Inteligência Artificial que as forças americanas deveriam seguir. Nesta lista, ainda de acordo com o Defense One, o controlo humano era crucial.

Esper, que apoiou o documento, disse ainda que era “preocupante” que empresas e corporações multinacionais fornecessem “inadvertidamente ou tacitamente” tecnologia ou investigação por trás do “uso antiético de Inteligência Artificial da China”.

ZAP // HypeScience

PARTILHAR

10 COMENTÁRIOS

  1. Não é nada novo o assunto, em 2018 foi despedida do Google uma directora de programação que é uma das maiores autoridades em AI nos EUA por divergencias quanto ao uso militar que o pentagono quer dar. Investiguem isso.

  2. O investimento em armamento é colossal mas no ser humano e na preservação da natureza, para aí não estão virados, no que toca a armamento quando o feitiço se vira contra o feiticeiro é que a coisa é mais complicada e por vezes acontece.

  3. Os ianques por pouco investiam mais em armamento do que o resto do planeta. Drones desses os alemães e os ianques já usam há anos.

  4. A I.A. será no futuro como Elon Musk teme uma ameaça ao ser humano.
    Da ficção onde os temas são cientistas loucos que pretendem dizimar 2/3 da civilização humana com vírus para evitar a extinção e salvaguardar o planeta, até a ficção do 1º terminator, dos drones completamente autônomos até unidades militares sem intervenção humana será um passo, e uma “Skynet” onde a I.A. tudo controla.
    Da “Sofia” Robot cuja I.A. avançada lhe deu direito à cidadania.
    Passando pelas sex doll completamente autónomas já no mercado internacional, ao mercado nacional onde a Beltrão Coelho já introduziu 2 robot com I.A. avançada capazes de interagir com o ser humano dispensado recursos humanos qualificados para certas funções.
    Os drones autônomos já se esperavam e no campo militar é a galinha dos ovos de ouro para a indústria e dará certamente milhares de milhões nao só a China como a outros que os desenvolvam.
    Os civis no futuro estarão livres das listas de alvos? Serão os programodares de I. A. militar extremistas?
    Resta-me após esta notícia e esta reflexão escrita, um respirar fundo e bem profundo em que não temo no futuro por mim mas por quem fiz vir ao mundo…

  5. bem, os americanos fazem isso a muito tempo, não só vendem armas, como treinam terroristas nos países do oriente médio, os chineses só estão entrando no mercado disputando espaço com os americanos, afinal o sol nasceu para todos, ou não?

  6. Toda a gente gente anda com um supositório AI desde os anos noventa enfiado no cu e ainda não deram por nada. Os anos 20 deste século vão ser o fim de muitos conceitos políticos, sociais e económicos. É só olhar a volta. Vão sair algumas obras literárias onde vai ser focado o flop de crescimento da USA, onde vai ser apresentado o valor do dólar atual, cerca de 0,16€. Os eleitos, mesmo democráticos, estão postos em causa por políticas de encobrimento, para manter o povo domesticado. As ditaduras “islâmicas” como o Irão, não podem tapar os olhos a população. A Arábia Saudita vai sofrer uma revolução interna, que vai por em causa a religião versus sociedade. O querer fazer da população da América Latina, “ovelhas” é um erro crasso. Desde a guerra dos 6 dias, que a USA e os Sionistas americanos queriam destruir a Síria. Quase que conseguiram. Deixaram uma sociedade florescente, com praticamente tudo pago na miséria. Deve ter sido um dos últimos grandes países em que isto acontece. A Europa não vai estar sempre presente e tolerante com certas tendências obscuras.

RESPONDER

Facebook e Google criticados por anúncios de "reversão do aborto"

O Facebook já veiculou anúncios de "reversão do aborto" 18,4 milhões de vezes desde janeiro de 2020, de acordo com um relatório do Center for Countering Digital Hate (CCDH), promovendo um procedimento "não comprovado, antiético" …

Líder militar dos EUA temeu que Trump começasse guerra nuclear com a China - e chegou a ligar aos chineses

As revelações aparecem em Peril, o novo livro de Bob Woodward e Robert Costa sobre os bastidores da Casa Branca. Trump já respondeu. O General Mark Milley, o chefe do Estado-Maior das Forças Armadas dos EUA, …

França suspende 3.000 profissionais de saúde que recusaram vacina contra covid-19

A França suspendeu 3.000 profissionais de saúde sem remuneração por se recusarem a tomar a vacina contra a covid-19, revelou o ministro responsável pela pasta, Olivier Véran. Segundo Véran, citado esta quinta-feira pelo Guardian, "várias dezenas" …

Austrália, Reino Unido e EUA assinam pacto de defesa para conter China

A Austrália, os Estados Unidos (EUA) e o Reino Unido anunciaram o "Pacto de Aukus", que visa frente às pretensões territoriais da China no Indo-Pacífico e envolverá a construção de uma frota de submarinos com …

Governo tem margem de 1600 milhões de euros nas negociações do Orçamento

Os dados são de um relatório do Conselho das Finanças Públicas, que deixa alertas para que o executivo não se estique muito no aumento da despesa e no corte à receita. Segundo escreve o Público, o …

Mundial de Futsal. Portugal esmaga as Ilhas Salomão por 7-0 e tem um pé nos oitavos

Portugal lidera o grupo C e pode garantir o apuramento caso Marrocos não perca contra a Tailândia. A seleção portuguesa de futsal, campeã europeia em título, somou hoje o segundo triunfo em dois jogos no grupo …

"Dezenas de pessoas" da comitiva de Putin infetadas com covid-19

O Presidente russo, Vladimir Putin, informou que dezenas de pessoas da sua comitiva testaram positivo para o coronavírus, doença que afetou mais de 7 milhões de habitantes no país. Putin entrou em isolamento no início desta …

Uber investe 90 milhões em novo ‘hub’ e sede em Lisboa e espera contratar mais 200 pessoas

A Uber está a investir 90 milhões de euros num novo ‘hub’ e sede de operações em Lisboa, hoje inaugurados, criando mais de 400 empregos diretos e pretendendo contratar mais 200 pessoas até final do …

Máscara nos espaços fechados e eventual terceira dose em massa - as conclusões da reunião no Infarmed

Terminou há momentos a reunião do governo com especialistas no Infarmed sobre o balanço da evolução da pandemia e as recomendações das medidas que devem ser adoptadas nesta nova fase. A reunião começou com as …

"Cruzeiro espacial" da SpaceX com quatro civis já está em órbita

Voo espacial terá a duração de três dias e cada um do seus tripulantes (quatro civis) terá uma tarefa na missão. Ainda assim, viagem tem um objetivo nobre e social. Passo a passo, Elon Musk parece …