Cientistas querem colocar o cheiro da felicidade dentro de um frasco

Uma equipa internacional de cientistas vai tentar decifrar a fórmula química do odor da felicidade e do medo nos próximos cinco anos.

Um grupo de investigadores do ISPA – Instituto Universitário, coordenada pelo investigador Gün Semin, vai participar na primeira etapa do projeto que quer sintetizar artificialmente o cheiro da felicidade e do medo para “influenciar” comportamentos.

Segundo o Público, a recolha dos cheiros característicos destas emoções, que se vai tentar descodificar e imitar, vai ser realizada em Lisboa com um grupo de homens e mulheres que vão participar em experiências cuidadosamente planeadas.

Há já algum tempo que Gün Semin se dedica ao estudo do contágio de emoções através dos cheiros ou, mais precisamente, pelo suor corporal. Aliás, o psicólogo já tinha demonstrado, em 2012, que o suor de uma pessoa que sentiu medo ou nojo produzia a mesma emoção nas pessoas que cheiram esse odor. Em 2015, mostrou que a mesma coisa acontece com a felicidade.

Agora, o desafio tem outro nome: POTION, uma sigla que corresponde à promoção da interação social através de odores corporais ligados a emoções. O trabalho recebeu um financiamento de mais de 6,5 milhões de euros da Comissão Europeia no âmbito de um programa de apoio a projetos inovadores e novas tecnologias chamado FET Proactive.

Esta iniciativa integra um consórcio internacional com dez parceiros de oito países, coordenado por uma equipa da Universidade de Pisa (Itália), mas a equipa de Gün Semin em Portugal terá um papel decisivo.

Por um lado, os cientistas vão analisar os sinais químicos que são transmitidos pelos humanos para identificar as moléculas que são libertadas quando sentimos medo ou felicidade. Quando já tiverem descoberto o código químico do cheiro da felicidade, será o momento de usar os resultados para sintetizar artificialmente estes sinais químicos.

No entanto, apesar de já se ter observado o efeito “contagioso” do odor corporal do medo, do nojo e da felicidade, a tarefa de decifrar e sintetizar artificialmente estes sinais químicos que agora é proposta pelo POTION é uma tarefa muito diferente.

É verdade que o suor é distintivo de cada pessoa, contendo uma série de informações além da emoção do sujeito, tais como características lineares como a idade ou o sexo. O que o POTION quer fazer é maximizar o aspeto das emoções.

Deste modo, será recolhido o suor de diferentes indivíduos e, depois da mistura de todas as amostras, os químicos esperam conseguir retirar apenas a “marca” deixada pela emoção, uma espécie de impressão digital química da felicidade. “Se serão capazes de o fazer, é outra questão”, afirma Gün Semin.

Se o conseguirem, os cientistas acreditam que pode servir para influenciar comportamentos em contextos sociais e clínicos. Usar o cheiro artificial da felicidade pode ser usado, por exemplo, para contrariar estados de depressão, fobia ou ansiedade.

ZAP //

PARTILHAR

RESPONDER

Fugitivo promete entregar-se se tiver 15.000 "gostos". Polícia dos EUA aceita

A Polícia de Connecticut, nos Estados Unidos, informou esta quarta-feira que um fugitivo com vários mandados de prisão concordou entregar-se, mas com uma condição insólita: arrecadar 15.000 "gostos" no Facebook. De acordo com a Esquadra …

Há um pequeno satélite a revolucionar o setor espacial. Chama-se CubeSat

Apesar das pequenas dimensões do CubeSat, o satélite é capaz de efeitos extraordinários que estão a revolucionar o setor espacial. Os avanços da microeletrónica das últimas décadas permitiram desenvolver sistemas espaciais eficazes, de forma mais rápida …

Guardiola já terá chegado a acordo com a Juventus

O treinador espanhol Pep Guardiola já terá chegado a acordo com a Juventus para ser o próximo treinador dos bianconeri, avança a agência italiana AGI.  De acordo com a mesma fonte, Guardiola, de 48 anos, prepara-se …

Porto quer declarar guerra às gaivotas. "É uma questão de saúde"

Vários organismos reclamam que é necessário tomar medidas para controlar o excesso de gaivotas nas zonas urbanas, que se tem tornado num problema de saúde pública. São várias as queixas na zona do Porto por incidentes …

Esta cigarra é a mais ameaçada em Portugal. Só existe em dois ou três sítios do Alentejo

A Euryphara contentei - há quem lhe chame só cigarrinha e há quem diga cigarrinha-verde - resiste apenas em alguns locais exíguos da planície alentejana. É a mais ameaçada das 13 espécies de cigarras que …

EUA anunciam ajuda de 16 mil milhões de dólares a agricultores prejudicados pela disputa comercial com a China

A administração Trump disponibilizará 16 mil milhões de dólares (cerca de 14 mil milhões de euros) para manter os agricultores à tona durante a guerra comercial entre os Estados Unidos (EUA) e a China, anunciou …

Perdeu a família e foi violada. Quase duas décadas depois, recebeu a maior indemnização de sempre na Índia

Na primavera de 2002, uma jovem de 19 anos, grávida de cinco meses, foi violada por 11 homens que lhe mataram a família. Teve que fingir-se de morta para escapar. Agora, 17 anos depois, o …

Ivo Rosa questiona legalidade de provas da ​Operação Marquês

O juiz de instrução criminal da Operação Marquês, Ivo Rosa, tem dúvidas sobre a legalidade de algumas provas recolhidas na investigação, tendo assinado um despacho que enviou para os advogados dos arguidos para se pronunciarem. Segundo …

"Desprezo" do Governo terá "consequências terríveis" no futuro, avisa Fenprof

O secretário-geral da Fenprof, Mário Nogueira, argumentou que o Governo “desrespeita, desvaloriza e até chega a manifestar desprezo pelos professores”, o que terá “consequências terríveis para o futuro”, como a falta de docentes. “O que temos …

Berardo admite que se excedeu no Parlamento. "Tenho servido de bode expiatório"

O empresário José Berardo, mais conhecido por Joe Berardo, admitiu esta quinta-feira que se excedeu durante a sua audição na comissão parlamentar de inquérito à Caixa Geral de Depósitos, mas disse que não tinha a …