Chegou o dia do adeus para a incrível sonda Cassini

kevinmgill / Flickr

A sonda Cassini sobre Titã, Encelado e Saturno

A sonda Cassini da NASA está na aproximação final a Saturno, após a confirmação dos navegadores da missão de que está em curso para mergulhar na atmosfera do planeta esta sexta-feira, dia 15 de setembro.

A sonda Cassini termina o seu estudo de 13 anos do sistema saturniano com um mergulho intencional no planeta para garantir que as luas – em particular Encélado, com o seu oceano subterrâneo e sinais de atividade hidrotermal – permanecem pristinas para exploração futura.

O mergulho fatídico da nave é a última etapa do Grande Final da missão, após 22 passagens rasantes semanais, que começaram no final de abril, entre a divisão que separa Saturno dos seus anéis. Nenhuma sonda jamais se tinha aventurado tão perto do planeta.

Os cálculos finais da missão preveem que a perda de contacto com a Cassini ocorra às 12h55 (hora portuguesa). A Cassini entra na atmosfera de Saturno aproximadamente um minuto antes, a uma altitude que ronda os 1.915 km acima do topo das nuvens do planeta (a altitude onde a pressão do ar é de 1 bar, o equivalente ao nível do mar na Terra).

Durante o mergulho pela atmosfera, a velocidade da Cassini rondará os 113 mil km/h. Tem lugar no lado diurno de Saturno, perto do meio-dia local, com a nave a entrar na atmosfera aproximadamente aos 10º latitude norte.

Quando a Cassini começar a encontrar a atmosfera de Saturno, os propulsores de controlo de atitude da nave começam a disparar em breves pulsos para trabalhar contra o gás fino com o objetivo de manter a antena de alto ganho apontada para a Terra e assim transmitir os preciosos dados finais da missão.

À medida que a atmosfera fica mais espessa, os propulsores são forçados a aumentar a atividade, passando de 10% da sua capacidade para 100% num minuto. Assim que estiverem na capacidade máxima, os propulsores não conseguem mais estabilizar a sonda e esta começará a cair.

Quando a antena apontar apenas algumas frações de grau para longe da direção da Terra, as comunicações serão cortadas permanentemente. A altitude prevista para a perda de sinal ronda os 1500 km acima do topo das nuvens de Saturno. A partir desse ponto, a Cassini começa a arder como um meteoro. Cerca de 30 segundos após a perda de sinal, começará a fragmentar-se. Prevê-se que em dois minutos todos os fragmentos da sonda sejam completamente consumidos na atmosfera de Saturno.

Devido ao tempo de viagem dos sinais de rádio, que varia consoante a distância que separa os planetas, os eventos têm lugar 83 minutos antes de serem captados na Terra.

Isto significa que, apesar da sonda começar a cair e cortar comunicações às 11h31 (hora portuguesa), o sinal desse evento só vai ser recebido na Terra 83 minutos mais tarde.

“O sinal final da Cassini será como um eco. Vai viajar pelo Sistema Solar durante quase hora e meia depois da própria Cassini desaparecer,” comenta Earl Maize, gestor do projeto Cassini no JPL da NASA em Pasadena, no estado norte-americano da Califórnia.

“Mesmo sabendo que, em Saturno, a Cassini já se entregou ao destino, a sua missão só acaba realmente quando nós, cá na Terra, recebermos o seu último sinal”.

As últimas transmissões da Cassini vão ser recebidas por antenas da rede DSN (Deep Space Network) da NASA em Canberra, na Austrália.

A Cassini está preparada para fazer observações científicas únicas de Saturno, usando oito dos seus 12 instrumentos científicos, incluindo os seus magnetómetros, espectrómetros e sistema rádio de ciência.

Entre estas destacam-se as observações pelo INMS (Ion and Neutral Mass Spectrometer) durante o mergulho. O instrumento vai “provar” diretamente a composição e estrutura da atmosfera, o que não pode ser feito a partir de órbita. A nave estará orientada de modo a que o INMS esteja na direção do movimento, para permitir o melhor acesso possível aos gases atmosféricos.

O canal da NASA vai emitir, entre as 12h00 e as 13h30 (hora portuguesa), comentários e vídeos em direto do Controlo da Missão no JPL neste link.

// CCVAlg

PARTILHAR

RESPONDER

FMI avisa que vêm aí "tempos sombrios" e que "todos vão sofrer"

Kristalina Georgieva, chefe do Fundo Monetário Internacional (FMI), avisou que os próximos tempos serão sombrios e que todos irão sofrer. Numa introdução às reuniões da primavera do FMI e do Banco Mundial, que decorrem entre 14 …

Merkel pede paciência: situação continua "frágil"

Angela Merkel pediu paciência aos alemães e admitiu que "não será necessário" impor no país medidas mais rigorosas de confinamento. A chanceler alemã, Angela Merkel, apelou esta quinta-feira à paciência dos alemães, num momento de crescente …

Detido bilionário chinês que criticou Presidente Xi Jinping. Estava desaparecido há um mês

O bilionário chinês Ren Zhiqiang que criticou a forma como Presidente da China, Xi Jinping, lidou com a pandemia, está sob custódia das autoridades chinesas devido a uma investigação em que é o principal suspeito. …

Bloqueio dos coronabonds pela Holanda é "irresponsável"

Jean-Claude Juncker, antigo presidente da Comissão Europeia, considera que o bloqueio pela Holanda do uso do Mecanismo Europeu de Estabilidade é "irresponsável". O antigo presidente da Comissão Europeia, Jean-Claude Juncker, considerou esta quinta-feira “irresponsável” o bloqueio …

Creche recusou receber filho de enfermeira por falta de funcionários. Meteram baixa

A creche e pré-escolar "Voar mais alto", em Setúbal, recusou receber uma criança de três anos, filha de uma enfermeira, por falta de funcionários. A notícia é avançada esta quinta-feira pelo Observador que adianta que as …

Subsídio por assistência a filhos vai ser pago 100% em toda a função pública

O subsídio por assistência a filho sobe de 65% para 100% do salário aos funcionários públicos inscritos na Caixa Geral de Aposentações. O Governo aprovou, esta quinta-feira, um diploma que aumenta o subsídio por assistência …

Espanha avança com novo prolongamento do estado de emergência. Contágios em Itália voltam a subir

O primeiro-ministro espanhol, Pedro Sánchez, avançou que dentro de quinze dias terá de voltar ao parlamento para prolongar o estado de emergência por mais duas semanas. Depois de afirmar que Espanha não terá ainda "posto fim …

Boris Johnson saiu dos cuidados intensivos

O primeiro-ministro britânico saiu dos cuidados intensivos, avançou Downing Street. De acordo com o comunicado, Boris Johnson está "muito bem-disposto". Boris Johnson saiu esta tarde dos cuidados intensivos, segundo um comunicado de Downing Street. O primeiro-ministro …

SEF instaurou inspeção interna à morte de ucraniano, mas não detetou suspeitas de crime

Esta quarta-feira, o ministro da Administração Interna prestou esclarecimentos sobre a morte de um cidadão ucraniano à guarda do SEF, no aeroporto de Lisboa, na Comissão de Assuntos Constitucionais, Direitos, Liberdades e Garantias. Eduardo Cabrita considerou …

Colocações no ensino superior adiadas para o final de setembro

Na sequência do adiamento nos calendários dos exames nacionais do ensino secundário, o acesso às licenciaturas é também atrasado. O calendário de acesso ao ensino superior vai ser atrasado em cerca de três semanas. Os resultados …