O “Chega” de André Ventura chegou ao TC e rejeita racismo e xenofobia

João Relvas / Lusa

André Ventura à chegada ao Tribunal Constitucional para entregar as assinaturas

O “Chega” chegou ao Tribunal Constitucional esta quarta-feira, nas mãos de André Ventura. Apresenta-se em 15 pontos e não consta nele nada que possa ser considerado inconstitucional.

Segundo o Público, o “Chega” de André Ventura chegou ao Tribunal Constitucional, apresentando-se como um partido liberal a nível económico, nacionalista e conservador.

No documento consta a defesa “de uma justiça efetiva e eficaz”. Ventura quer “reconfigurar os critérios e formas de representatividade” do país, prometendo um Estado “mais reduzido, transparente e eficaz“.

À porta do Palácio Ratton, André Ventura voltou a afirmar a defesa da prisão perpétua e a castração química de pedófilos, mas na declaração de princípios o “Chega” assume a “rejeição clara e assertiva de todas as formas de racismo e xenofobia e de qualquer forma de discriminação contrária aos valores fundamentais constantes da Declaração Universal dos Direitos do Homem”.

Além disso, o “Chega” aponta forças ao combate à “corrupção dos interesses” e de “todas as formas de fragilização da República”, defendendo a “democracia política, económica e cultural” e a “igualdade de oportunidades para todos os cidadãos”.

O constitucionalista Jorge Reis Novais disse ao Público que, com esta declaração de princípios, o “Chega” não deverá ter problemas em ser constituído como partido.

Os juízes vão analisar o documento e, à partida, não encontrarão nada que esteja fora dos limites da Constituição ou que atribua ao “Chega” a promoção do fascismo ou do racismo, proibidos pela lei fundamental.

Nos termos da lei, considera-se que um partido tem ideologia fascista quando os “estatutos, manifestos, comunicados, declarações dos seus dirigentes ou responsáveis”, mostrem “adotar, defender, pretender difundir ou difundir efetivamente os valores característicos dos regimes fascistas que a história regista”.

Além disso, esclarece o diário, também está previsto que quem tiver “organizado ou desempenhado cargos diretivos ou funções de responsabilidade numa organização declarada extinta por perfilhar a ideologia fascista” possa ser punido com pena de prisão de dois a oito anos.

O ex-militante do PSD assume que o “Chega” quer ser a “alternativa à direita que parece não existir” e garante que o seu partido “não é fascista”. Ao Público, André Ventura disse esperar que o “Chega” seja oficializado pelo Tribunal Constitucional como partido a tempo de apresentar uma lista para as eleições europeias de 26 de Maio.

ZAP ZAP //

PARTILHAR

13 COMENTÁRIOS

  1. … … “André Ventura voltou a afirmar a defesa da prisão perpétua e a castração química de pedófilos, mas na declaração de princípios o “Chega” assume a “rejeição clara e assertiva de todas as formas de racismo e xenofobia e de qualquer forma de discriminação contrária aos valores fundamentais constantes da Declaração Universal dos Direitos do Homem”.”

    Caso contrário e se não estivessem lá essas palavras bonitas, o TC dava-te com os pés… não fossem os políticos uma cambada de aldrabões…

      • E tu sabes quem é Bolsonaro por acaso? Ou és apenas mais um carneiro que vai atrás das tretas markxo Leninista dos parasitas da sociedade.

        • Mais parasitas do que o Bolsonaro, que se “reformou” do Exercito os 33 anos e desde então, faz de conta que é deputado?!
          Não há muito mais parasita do que isso!…

    • Nenhum criminoso vái votar no chega, acredito que esses votam no BE.
      Eu vou votar no CHEGA, pela mesma razão que os Americanos votaram TRUMP e os Brasileiros Bolsonaro.
      A democracia é mesmo assim podemos escolher em quem votamos.

      • Exacto… os criminosos do BPN, do BES, da CGD, do processo Marquês, dos submarinos, do Pavilhão Atlântico, dos vistos gold, das isenções da Universidade Católica, etc, etc, votam todos no BE!!
        A democracia é mesmo assim; podem ser palermas e votar em palermas à vontade – foi assim com o Trump, com o Bolsonaro, etc…

  2. Os últimos acontecimento dão muita razão ao André Ventura. Se formar o partido vai ter muitos votos porque a maralha está farta da canalha!!

  3. Na verdade, chega de tanta mentira e de tanto roubo. Chega de tantos bancos falidos e de tanta gente a enriquecer da noite para o dia. Chega de tantos impostos para sustentar ociosos, chulos e chupistas. Chega de tantos deputados na A. R. e tantas mordomias. Chega de uns marcarem a presença de outros que andam a passear por onde eles querem ou a tratar da sua vidinha. Chega de esta democracia feita por eles e para eles durante mais de 40 anos. Chega de gente dessa que têm uma morada e dão outra para ganhar mais subsídios. Chega de reforma vitalícias por terem tido emprego (não trabalho) como deputados. Chega de leis brandas para pedófilos. Chega de uma justiça forte para os fracos e de outra fraca para os fortes. Chega, chega, chega, etc., etc.. Força André Ventura!!

    • E com um comentador da CMTV (que escreve livros com a bruxa Maya!), que é um fiel fanático/doente da religião futebol/Benfica, é que isso vai melhorar?!
      Isso é que é ter fé!…

RESPONDER

Votar contra a reforma das Forças Armadas seria "uma contradição muito grande", diz Rio

O presidente do Partido Social Democrata (PSD), Rui Rio, afirmou esta segunda-feira que seria uma "contradição muito grande" votar contra a reforma das Forças Armadas, defendida pelo partido "há anos", só porque foi apresentada pelo …

Testes da vacina da Sanofi-GSK mostram eficácia do composto

Os testes preliminares da vacina contra a covid-19 da Sanofi e GalxoDmithKline demonstraram eficácia nos grupos de adultos inoculados pelos cientistas responsáveis pela Fase 2 do processo. Após as duas doses da vacina, os testes realizados …

Gestor de redes sociais do Chega suspenso pelo Twitter

O gestor das redes sociais do Chega viu a sua conta pessoal ser suspensa pelo Twitter. Na semana passada, apresentou-se em tribunal devido ao processo movido pela família do Bairro da Jamaica. "Falta muito mato para …

Redução nas portagens implica impacto de 160 milhões por ano, diz Governo

O Governo disse esta segunda-feira que a redução de portagens, a partir de 01 de julho, implica um impacto de 160 milhões de euros por ano e, se for considerado todo o período de concessões, …

França, Espanha e Alemanha chegam a acordo para novo sistema de combate aéreo

A França, a Espanha e a Alemanha chegaram a um acordo sobre a nova fase de desenvolvimento do Futuro Sistema de Combate Aéreo (SCAF, na sigla em francês), após negociações intensas entre os três países, …

Legionella. Empresas chegam a acordo com 57 das 58 vítimas assistentes no processo

As empresas arguidas no processo do surto de legionella que ocorreu em Vila Franca de Xira, em 2014, chegaram a acordo com 57 das 58 vítimas que se constituíram assistentes no processo. A informação foi avançada …

Plásticos do Reino Unido são enviados, despejados e queimados na Turquia

Uma investigação levada a cabo por ativistas ambientais da Greenpeace descobriu plástico do Reino Unido despejado e queimado no sul da Turquia. Os investigadores da Greenpeace, uma organização ambientalista internacional, documentaram pilhas de plástico despejadas ilegalmente …

BE apresenta projeto de lei para criminalizar "terapias de conversão" de orientação sexual

O Bloco de Esquerda (BE) apresentou um projeto de lei que prevê penas de prisão até três anos ou multas para quem promova "procedimentos que visem alterar a orientação sexual de outra pessoa, identidade ou …

Madeira suspende vacinação devido a embalagens da Pfizer com sinais de humidade

A campanha de vacinação contra a covid-19 foi interrompida esta segunda-feira na Madeira porque algumas embalagens das vacinas da Pfizer apresentaram sinais de humidade externa, anunciou o Governo Regional. “Informamos que a campanha de vacinação contra …

Catarina Martins defende presunção de inocência de Luís Monteiro e fala da "situação insustentável" de Cabrita

A coordenadora do BE, Catarina Martins, considerou que as denúncias de violência doméstica nunca devem ser desvalorizadas, mas defendeu a presunção de inocência do deputado bloquista Luís Monteiro. Além disso, considerou a situação de Eduardo …