O chapim-real tem uma cultura (e os “imigrantes” mudam-na para melhor)

Uma equipa de cientistas da Universidade de Konstanz e do Instituto Max Planck, na Alemanha, descobriu que os chapins-reais são capazes de mudar a sua cultura para se tornarem mais eficientes.

Nos animais, “cultura” é qualquer comportamento aprendido com os outros, partilhado pelos membros do grupo e persistente ao longo de gerações.

Os chapins-reais são um exemplo clássico da cultura animal, relata o IFL Science.

Na década de 1920, numa cidade na Grã-Bretanha, um conjunto de pássaros foi observado a abrir as tampas de alumínio das garrafas de leite para roubar o seu conteúdo. Esse comportamento espalhou-se durante 20 anos, até que os pássaros de todo o país passaram a fazer o mesmo.

Em 2015, cientistas confirmaram experimentalmente que o chapim-real era capaz de manter as tradições culturais. No entanto, impunha-se uma questão: uma vez enraizadas, os animais estão condenados a repetir os mesmos comportamentos ou podem adotar outros mais eficientes?

Este novo estudo, publicado na Current Biology, acaba de provar que os comportamentos mais eficientes podem superar o comportamento ineficiente estabelecido.

Há, contudo, um processo fundamental para os animais serem capazes de mudar as suas tradições: a rotação da população.

Na recente experiência, os investigadores observaram a cultura de uma comunidade de pássaros a mudar quando novos membros, menos ligados à sua tradição, são introduzidos. Isto faz com que a população se adapte e se torne mais adequada ao ambiente que os humanos criaram.

O estudo – realizado com chapins-reais e que envolveu o ensino de puzzles e análise da sua consequente resolução – fornece suporte quantitativo para a evolução da cultura.

“A evidência experimental de mudança cultural em animais é bastante rara, então ficamos surpreendidos e entusiasmados com o resultado”, comentou Michael Chimento, autor do artigo científico. “O nosso estudo mostra como a dinâmica social fluida dos chapins-reais pode ser parte do seu segredo para o sucesso e contribuir para a sua flexibilidade.”

“Imigrantes ingénuos”

A equipa dividiu os chapins-reais em 18 grupos de seis pássaros. Cada grupo teve acesso a uma caixa com um puzzle e havia duas soluções para o resolver: uma mais rápida e eficiente do que a outra.

Em cada grupo, um pássaro aprendeu a solução e ensinou-a a todos os outros companheiros. Depois disso, Chimento substituiu dois pássaros em 9 dos grupos por chapins-reais recém-capturados que nunca tinham visto o puzzle. Novas aves foram substituídas a cada semana durante as três semanas seguintes.

Os cientistas escreveram que os grupos que tinham os “imigrantes ingénuos” eram muito mais propensos a adotar a rota mais eficiente para conseguirem a recompensa. Desta forma, todo o grupo foi beneficiado com a entrada de forasteiros.

Curiosamente, isto não aconteceu porque os grupos que continham “imigrantes” eram mais propensos a sugerir um método melhor. Na verdade, os pássaros que aprenderam da maneira antiga tinham maior probabilidade de descobrir o método mais eficiente do que os recém-chegados.

No entanto, nos grupos que não tinham pássaros recém-capturados, os chapins-reais escolhiam o melhor método, mas raramente o utilizavam. Em vez disso, persistiam na opção que tinham aprendido.

Liliana Malainho Liliana Malainho, ZAP //

PARTILHAR

1 COMENTÁRIO

  1. “Nos animais, “cultura” é qualquer comportamento aprendido com os outros, partilhado pelos membros do grupo e persistente ao longo de gerações.” Contrariamente “cultura” nos humanos é o ato de imposição de uma ideologia socialista soviética! Pois é, senhores PANdémicos??

RESPONDER

Depois de 17 anos no subsolo, biliões de cigarras vão emergir nos Estados Unidos

Biliões de cigarras vão emergir nos Estados Unidos. O aviso é de um grupo de cientistas que alerta que, dentro de alguns dias ou semanas, as cigarras da Ninhada X vão surgir depois de 17 …

Foguetão chinês regressou à Terra (e a maior parte desintegrou-se)

Um importante segmento do foguetão chinês desintegrou-se este domingo ao reentrar na atmosfera terrestre e caiu no oceano Índico, perto das Maldivas, anunciou a agência espacial da China. "De acordo com o percurso e análise, pelas …

"Se eu encaixar, eu sento-me." Os gatos adoram caixas ilusórias

Qualquer amante de gatos sabe que estes animais têm uma predileção inata por se sentarem em espaços fechados, mesmo que o espaço seja apenas um contorno bidimensional de um quadrado no chão.  Os cientistas analisaram esta …

Jet pack da Marinha britânica. Fuzileiros navais testam macacão Gravity em exercício de embarque

Quem melhor do que as organizações militares para testar e usufruir dos jet packs? A Marinha Real Britânica e os Fuzileiros Navais reais testaram um macacão a jato, desenvolvido pela empresa Gravity Industries. Esta semana, a …

Marés de Júpiter podem ajudar a perceber a história do Sistema Solar

Uma equipa de investigadores detetou uma pequena perturbação gravitacional em Júpiter. A descoberta pode ajudar a investigar o interior do planeta e perceber melhor a história do Sistema Solar. "Se você tentasse mergulhar em Júpiter, nunca …

Em 1925, "O Isolador" prometia bloquear qualquer tipo de distração

Procrastinar foi, é e sempre será um passatempo irresistível. Por isso, nos anos 20, houve quem apresentasse uma solução radical para evitar este problema: "O Isolador". De acordo com o site IFLScience, o chamado "Isolador" foi …

Seca no México revela uma igreja submersa há 40 anos

Uma igreja no estado de Guanajuato, no México, sobrevive entre a água e os peixes, como única testemunha de um povoado inundado por uma barragem há mais de 40 anos. Agora, devido à seca que …

Neymar prolonga contrato com o Paris Saint-Germain até 2025

O avançado internacional brasileiro Neymar renovou contrato com o Paris Saint-Germain até 30 de junho de 2025, informou hoje o tricampeão francês e vice-campeão europeu de futebol. “O Paris Saint-Germain tem o prazer de anunciar que …

Países usaram modelo do queijo suíço para conter a covid-19. Na Índia, alguns "buracos" eram demasiado grandes

A grande maioria dos países adotou a estratégia do queijo suíço para responder à pandemia. Na Índia, os "buracos" eram demasiado grandes em três das camadas mais importantes. Para responder à crise sanitária desencadeada pela covid-19, …

Primeira-ministra da Escócia declara que "haverá maioria pró-independência" no parlamento

A primeira-ministra da Escócia, Nicola Sturgeon, declarou hoje vitória nas eleições regionais, afirmando que "haverá uma maioria pró-independência" no parlamento escocês. Com as projeções a indicarem que o Partido Nacional Escocês (SNP), que lidera, foi o …