Chapéus de um metro garantem distanciamento social numa escola chinesa

Os estudantes da Escola Primária de Yangzheng, na província chinesa de Hangzhou, foram desafiados a criarem chapéus com um metro no regresso às aulas, para forçar o distanciamento social entre as crianças.

Estudantes por toda a China regressaram às aulas nesta semana, depois do confinamento determinado por causa da pandemia de Covid-19. E após mais de três meses em casa devido ao coronavírus, os alunos da Escola Primária de Yangzheng voltaram às aulas com grande estilo, com chapéus com hastes de um metro, feitos em casa, que asseguram o distanciamento social – mesmo que as crianças não o desejem.

As crianças foram desafiadas a fazerem os “chapéus de segurança” em casa, com os seus pais, durante a quarentena, para os poderem usar no regresso à escola. É uma forma divertida de garantir que os mais novos mantêm o distanciamento necessário para continuar a evitar a propagação do vírus.

“Foi uma ideia criativa nossa. Ajuda-nos a promover o nosso slogan ‘Usa um chapéu de um metro, mantém a distância de um metro’”, explica o director da Escola citado pelos media internacionais.

As crianças são obrigadas a usarem os chapéus e não os podem estragar. Além disso, têm que usar máscaras que são renovadas todos os dias na entrada da escola e as suas temperaturas também são medidas diariamente.

Os contactos físicos entre crianças estão proibidos.

As Escolas e Universidades chinesas encerraram portas no início do ano, não retomando as aulas como, habitualmente, a 29 de Janeiro, após as celebrações do Novo Ano chinês.

No passado dia 13 de Abril, o país decidiu abrir as Escolas Secundárias. A 20 de Abril foi a vez de os alunos dos quarto, quinto e sexto anos retornarem às aulas presenciais.

Finalmente, as crianças dos primeiro, segundo e terceiro anos de escolaridade voltaram às escolas a 26 de Abril. A abertura das creches está prevista para 6 de Maio.

  ZAP //

Deixe o seu comentário

Your email address will not be published.