Chandra deteta explosão recorde do buraco negro da Via Láctea

NASA / CXC / Amherst College/D. Haggard et al

 Astrónomos detetaram a maior explosão de raios-X do buraco negro supermassivo no centro da Via Láctea com o Observatório Chandra da NASA. Este evento foi 400 vezes mais brilhante do que o "output" normal de raios-X do buraco negro.

Astrónomos detetaram a maior explosão de raios-X do buraco negro supermassivo no centro da Via Láctea com o Observatório Chandra da NASA. Este evento foi 400 vezes mais brilhante do que o “output” normal de raios-X do buraco negro.

Astrónomos da NASA observaram a maior explosão de raios-X já detetada a partir do buraco negro supermassivo no centro da Via Láctea.

Este evento, detetado pelo Observatório de Raios-X Chandra da NASA, levanta questões sobre o comportamento deste buraco negro gigante e do seu ambiente circundante.

O buraco negro supermassivo no centro da nossa Galáxia, chamado Sagitário A*, ou Sgr A*, tem uma massa estimada em cerca de 4,5 mil milhões de vezes a massa do nosso Sol.

Os astrónomos fizeram a inesperada descoberta enquanto usavam o Chandra para observar como Sgr A* reagia a uma nuvem próxima de gás conhecida como G2.

“Infelizmente, a nuvem de gás G2 não produziu os fogos-de-artifício que esperávamos quando chegou perto de Sgr A*,” disse a investigadora Daryl Haggard, do Amherst College, no estado americano de Massachusetts. “No entanto, a Natureza muitas vezes surpreende-nos e vimos outra coisa realmente emocionante.”

No dia 14 de Setembro de 2013, Haggard e a sua equipa detetaram uma explosão de raios-X, oriunda de Sgr A*, 400 vezes mais brilhante do que o habitual.

Esta “megaexplosão” foi quase três vezes mais brilhante que a anterior detentora do recorde do Sgr A*, no início de 2012. Depois de o Sgr A* acalmar, o Chandra observou outra enorme erupção de raios-X 200 vezes mais brilhante do que o habitual no dia 20 de Outubro de 2014.

Daryl Haggard / Google +

A astrónoma Daryl Haggard, investigadora do Amherst College, nos EUA

A astrónoma Daryl Haggard, investigadora do Amherst College, nos EUA

Os astrónomos estimam que G2 esteve o mais próximo do buraco negro na Primavera de 2014, a uma distância de 24,1 mil milhões de quilómetros. A erupção observada pelo Chandra em Setembro de 2013 estava cerca de 100 vezes mais perto do buraco negro, o que torna o evento provavelmente não relacionado com G2.

Os investigadores têm duas teorias principais para o que fez com que Sgr A* entrasse em erupção desta forma extrema.

A primeira é que um asteroide chegou muito perto do buraco negro supermassivo e foi dilacerado pela sua gravidade. Os detritos desta perturbação de marés ficaram muito quentes e produziram raios-X antes de desaparecerem para sempre pelo ponto de não retorno, ou horizonte de eventos, do buraco negro.

“Se foi um asteroide, provavelmente andou em redor do buraco negro durante um par de horas – como água que circula no ralo – antes de cair,” afirma Fred Baganoff, coautor, do Instituto de Tecnologia de Massachusetts em Cambridge, EUA. “Esta é apenas a duração da maior erupção de raios-X, por isso é uma pista intrigante a considerar.”

Se esta teoria estiver correta, significa que os astrónomos podem ter encontrado indícios da maior erupção de raios-X já provocada por um asteróide, depois de ser dilacerado por Sgr A*.

A segunda teoria é que as linhas do campo magnético dentro do gás que flui em direção a Sgr A* podem ter ficado “apertadas” e emaranhadas. Estas linhas de campo podem, ocasionalmente, reconfigurar-se e produzir uma explosão brilhante de raios-X.

Estes tipos de erupções magnéticas são observadas no Sol, e as erupções de Sgr A* têm padrões semelhantes de intensidade.

“No fim de contas, ainda não se sabe o que provocou e provoca estas explosões gigantes de Sgr A*,” afirma a coautora Gabriele Ponti, do Instituto Max Planck para Astrofísica, em Garching, na Alemanha.

“Estes eventos raros e extremos dão-nos uma oportunidade única de usar um simples fio de matéria em queda para compreender a física de um dos objetos mais bizarros da nossa Galáxia”, acrescenta a astrónoma.

Além das explosões gigantes, a campanha de observação de G2 com o Chandra também recolheu mais dados sobre um magnetar: uma estrela de neutrões com um forte campo magnético, localizada perto de Sgr A*.

Este magnetar está a atravessar um período longo de erupções de raios-X e os dados do Chandra estão a permitir com que os astrónomos compreendam melhor este invulgar objeto.

Os resultados foram apresentados na 225.ª reunião da Sociedade Astronómica Americana, realizada em Seattle.

CCVAlg

PARTILHAR

RESPONDER

Fundação Champalimaud anuncia prémio de um milhão de euros para erradicar o cancro

A Fundação Champalimaud anunciou, esta segunda-feira, um prémio de um milhão de euros a atribuir anualmente, e sem limite temporal, vocacionado para a "erradicação do cancro". O prémio é atribuído em parceria com o casal de …

A maior lixeira da China ficou cheia 25 anos antes do previsto

O maior depósito de lixo da China, Jiangcungou, na cidade de Xi'an, já está cheio, 25 anos antes da altura prevista. O aterro tinha sido preparado para receber 2500 toneladas de resíduos por dia. Porém, de …

Cigarros eletrónicos podem prejudicar o coração mais do que os cigarros comuns

Há muito que está provado que fumar é uma das principais causas de mortes por doenças cardíacas. Agora, há evidências crescentes de que os cigarros eletrónicos podem causar danos ao coração. Em dois estudos que serão …

Sindicato dos Magistrados acusa Conselho Superior de fazer escolhas pessoais

O Sindicato dos Magistrados do Ministério Público (SMMP) acusou, esta segunda-feira, o Conselho Superior do Ministério Público de escolher os procuradores para os departamentos mais importantes da investigação criminal por preferências pessoais. Em comunicado, o Sindicato …

Esta empresa está a produzir "carne" feita de ar

Enquanto várias startups estão a vender "carne" feita de plantas, a Air Protein, uma empresa sediada na Califórnia, nos Estados Unidos, está a criar carne feita de ar. A ideia não é nova, uma vez que …

Autoridade da Concorrência faz buscas em cinco empresas de vigilância privada

A Autoridade da Concorrência (AdC) anunciou, esta segunda-feira, que realizou diligências de busca e apreensão em cinco empresas do setor da vigilância privada, no distrito de Lisboa, "por suspeitas de práticas anticoncorrenciais lesivas do normal …

"Breaking Bad" da vida real. Dois professores de Química acusados de produzir metanfetamina

Dois professores universitários de Química do estado do Arkansas, nos Estados Unidos, foram detidos no domingo por suspeitas de produzirem metanfetaminas. O caso tem atraído atenção mediática por se parecer inspirar no enredo da série …

TAP regista prejuízos de 111 milhões de euros até setembro

A TAP registou, nos primeiros nove meses deste ano, prejuízos acumulados de 111 milhões de euros que atribui a "variações cambiais sem impacto na tesouraria". "A TAP S.A. apurou um prejuízo acumulado, nos primeiros nove meses …

Coreia do Norte não está interessada em mais cimeiras com os EUA

A Coreia do Norte advertiu, esta segunda-feira, que "não está interessada" em mais cimeiras com os Estados Unidos, se Washington persistir na recusa em fazer concessões. A Coreia do Norte deu a Washington até ao final …

Refugiado detido que escreveu um livro pelo Whatsapp conquista a liberdade

O jornalista e escritor curdo-iraniano Behrouz Boochani, que estava detido há seis anos num centro de imigrantes na Austrália, conquistou a liberdade. Boochani escreveu, através de mensagens da rede social Whatsapp, o livro “No Friend But …