Cerveja pré-histórica já era produzida por caçadores-coletores

Little Visuals

Recipientes de pedra encontrados num sítio arqueológico em Israel eram utilizados para triturar e fermentar trigo ou cevada há cerca de 13 mil anos.

Arqueólogos da Universidade de Stanford, nos EUA, e da Universidade de Haifa, em Israel, descobriram não só que a cerveja feita a partir de cereais já era produzida antes da origem da agricultura como também era utilizada em rituais, avança o Deutsche Welle.

A equipa de investigadores descobriu três morteiros (recipiente de pedra semelhante a um almofariz) na caverna de Raqefet, em Israel, com cerca de 13 mil anos, que foram usados para triturar e fermentar trigo ou cevada, assim como para guardar alimentos.

Além disso, os cientistas concluíram que a produção de cerveja a partir de cereais já ocorria no leste do Mediterrâneo mais de cinco milénios antes do que se pensava.

Esta caverna era frequentada pelo povo natufiano, um grupo de caçadores-coletores semi-sedentários que viveram no leste do Mediterrâneo entre os períodos Paleotítico e Neolítico, depois do fim da última Era do Gelo.

Estes indivíduos recolhiam plantas, armazenavam sementes maltadas (que contêm malte) e faziam cerveja como parte de rituais para honrar os mortos, que eram enterrados em canteiros de flores perto da caverna.

“A produção de álcool e o armazenamento de alimentos estão entre as maiores inovações tecnológicas que acabaram por levar ao surgimento de civilizações em todo o mundo”, explica Li Liu, investigador da Universidade de Stanford.

Cientistas especulam que a produção de cerveja tenha sido um dos motivos que levaram ao cultivo de cereais na região sul do Levante.

Na perspetiva do cientista, os resultados indicam que a produção de álcool não era necessariamente resultado do excesso de produção agrícola, mas foi desenvolvida com propósitos ritualísticos e espirituais, em certa medida anteriores à agricultura.

O amido de trigo ou cevada provavelmente era germinado em água, drenado, amassado, aquecido e, finalmente, fermentado com levedura selvagem.

Para chegar a estas conclusões, a equipa recriou o processo do povo natufiano. O resultado foi uma bebida menos parecida com a cerveja e semelhante ao mingau, substância de consistência pastosa. A bebida também continha menos álcool do que as cervejas atuais.

O estudo, publicado no Journal of Archaeological Science: Reports, também indica que o povo natufiano explorava pelo menos sete tipos de plantas associadas aos morteiros. Além de trigo ou cevada, aveia, legumes e fibras vegetais também constavam na sua dieta.

Os autores da pesquisa acrescentam ainda que os restos de pão mais antigos do mundo foram recentemente descobertos numa escavação natufiana no leste da Jordânia. Os vestígios de pão têm entre 11.600 e 14.600 anos, enquanto que os de cerveja estão datados entre 11.700 e 13.700 anos.

ZAP //

PARTILHAR

RESPONDER

"Ministra da Insensibilidade Social". CDS pede a demissão de Ana Mendes Godinho

O CDS criticou este sábado a reação da ministra a Solidariedade Social à morte de 18 idosos num lar em Reguengos de Monsaraz e considerou que Ana Mendes Godinho desvaloriza o impacto da pandemia nos …

Esgotos de dois milhões de portugueses monitorizados para prever segunda vaga de covid-19

Os esgotos de dois milhões de portugueses estão a ser monitorizados para detetar a eventual presença do vírus da covid-19 e prever uma nova vaga. O Jornal de Notícias avança este sábado que a análise está …

Covid-19. Mais 198 infetados e 3 mortes em Portugal

Portugal registou nas últimas 24 horas mais 198 casos de infeção por covid-19 e três óbitos, de acordo com o boletim epidemiológico publicado pela Direção-Geral da Saúde (DGS). O boletim epidemiológico Direção-Geral da Saúde (DGS) desde …

Média já divulgaram publicidade institucional (mas Estado ainda não lhes pagou)

O Sindicato dos Jornalistas lamentou esta sexta-feira que o Governo não tenha disponibilizado os 15 milhões de euros relativos à compra antecipada de publicidade institucional, vincando que o executivo está em dívida com as empresas …

Autoridades admitem que extrema-direita vá vigiar manifestações antifascistas de domingo

A Frente Unitária Antifascista anunciou que vai organizar no próximo domingo duas manifestações - uma Lisboa (Praça Luís de Camões) e outra no Porto (Avenida dos Aliados). O mote é a luta contra o fascismo. Estas manifestações …

Marcelo não entende por que Portugal continua na "lista negra" do Reino Unido (e leu os relatórios de Reguengos)

O Presidente da República, Marcelo Rebelo de Sousa, disse, em declarações transmitidas pela RTP3, que não entende porque é que Portugal continua na "lista negra" do Reino Unido. Em declarações transmitidas pela RTP3 a partir de …

Estado só recuperou 21% dos créditos tóxicos do BPN

O Estado apenas recuperou 21% dos créditos tóxicos do Banco Português de Negócios, que derivaram da nacionalização da instituição bancária em 2008. Até final de 2019, o Estado só conseguiu recuperar 21% da carteira de créditos …

Novas matrículas "só" vão durar 45 anos (por causa das palavras obscenas)

O novo formato de matrículas entrou em vigor a 2 de março. As novas matrículas vão durar menos tempo do que poderiam porque não serão usadas combinações “que possam formar palavras ou siglas que se …

Novo lay-off conta apenas com 1% das adesões do simplificado

O sucedâneo do lay-off simplificado conta apenas com 1.268 adesões nas primeiras duas semanas. Este valor é apenas 1% do número de empresas que acederam ao primeiro apoio. Nas primeiras duas semanas desde a sua implementação, …

Trump promove falsa teoria de que Kamala Harris não nasceu nos EUA (e que não será elegível para vice)

O Presidente dos Estados Unidos, Donald Trump, disse que ouviu que Kamala Harris, candidata democrata à vice-presidência da Casa Branca, não era elegível para o cargo, com base num boato que sugeria que pode não …