Cientistas encontram 15 cérebros de uma estranha criatura marinha

(dr) Rebecca Gelernter

Impressão de artista de um exemplar de Kerygmachela kierkegaardi

Um grupo de cientistas do Reino Unido encontrou 15 cérebros fossilizados de uma insólita criatura marinha que viveu há cerca de 520 milhões de anos.

Os fósseis do “monstro marinho”, que viveu há cerca de 520 milhões de anos, foram encontrados congelados na Gronelândia. A investigação descobriu os cérebros e sistemas nervosos de 15 exemplares, pertencentes a uma das espécies ancestrais de aracnídeos e insetos.

Esta descoberta é fruto do trabalho de um grupo de cientistas do Reino Unido entre 2011 e 2016, em Sirius Passet, no norte da Gronelândia. Por mais que esta espécie já fosse conhecida e identificada, os novos fósseis revelaram informações inéditas.

O cérebro deste animal, conhecido como Kerygmachela kierkegaardi, tinha uma estrutura simples e era composto por um único segmento.

Esta característica faz com que o seu cérebro seja diferente do dos humanos e até dos seus “parentes artrópodes, como aranhas, gafanhotos ou borboletas”, cujo cérebro está dividido em três partes, frisou Jakob Vinther, investigador da Universidade de Bristol e autor principal do estudo publicado na revista Nature.

A descoberta tem importantes implicações, já que se trata de um dos mais antigos cérebros fossilizados encontrados, ajudando os cientistas a entender melhor os mecanismos da evolução.

​O Kerygmachela kierkegaardi tinha forma oval e media 25 centímetros. A sua cabeça tinha dois apêndices longos e ostentava uma cauda fina. Para se deslocar na água usava os seus onze pares de barbatanas.

Segundo Vinther e a sua equipa, as análises do cérebro desta espécie, um predador marinho, mudam a forma como vemos a evolução do nosso próprio cérebro. “Podemos chamá-los de elo perdido por conter características que existem em animais atuais, mas que não eram encontradas em fósseis mais antigos”, explicou.

O cérebro simples dos Kerygmachela kierkegaardi pode ter sido um fator chave para a sobrevivência da espécie durante a Explosão Cambriana, um período, há cerca de 541 milhões de anos, durante o qual uma enorme variedade de animais surgiu.

Antes disso, a maior parte dos organismos era simples, composta por células individuais e organizada em colónias. Tudo mudou nos 80 milhões de anos seguintes, quando a diversidade de formas de vida apareceu e configurou um quadro semelhante ao que existe hoje em dia.

Os cientistas acreditam que um grande “pico de oxigénio” foi o responsável pelo desenvolvimento de várias espécies, um evento que terminou há 488 milhões de anos, com o fenómeno da extinção do Cambriano Ordoviciano, ao qual este “monstro marinho” sobreviveu.

A primeira grande extinção em massa conhecida pode ter acontecido por dois motivos: queda brusca de oxigénio nos oceanos ou um período de glaciação na Terra.

PARTILHAR

3 COMENTÁRIOS

  1. No artigo é dito que encontraram os cérebros fossilizados. É dito também que encontraram os cérebros congelados. Qual a versão correcta?

  2. O artigo também dá a entender que o organismo teria 15 cérebros. Afinal eram 15 indivíduos cada um com um cérebro. Mas, isto já não é ‘catchy’…

Veneno de caracol marinho usado para criar insulina híbrida promissora no tratamento da diabetes

Cientistas criaram uma versão minimalista e híbrida de insulina, a partir da hormona humana e de um caracol marinho, que pode vir a melhorar o tratamento da diabetes, divulgou a universidade norte-americana de Ciências da …

Sequelas da covid-19 em doentes mais graves ainda estão por compreender

O acompanhamento depois da alta para doentes que estiveram internados com covid-19 é um dos grandes desafios do sistema de saúde para compreender que sequelas, por enquanto desconhecidas, a doença poderá deixar. “Só daqui a seis …

Criança nasce com duas bocas nos EUA. É o 35.º caso registado desde 1900

A menina, nascida nos Estados Unidos, foi operada ao seis meses para remover a cavidade oral secundária, que incluía dentes, língua e um lábio. Uma bebé nasceu nos Estados Unidos com duas bocas, devido a uma …

Funcionários do Facebook em "greve virtual" face à recusa de Zuckerberg em agir contra Trump

Os funcionários do Facebook estão insatisfeitos com a decisão do fundador da rede social de manter uma postura neutra perante as recentes publicações do Presidente dos Estados Unidos. De acordo com o jornal The Guardian, os …

Inteligência Artificial recria "verdadeiro" rosto de Napoleão Bonaparte

Recorrendo a uma técnica de Inteligência Artificial, um artista holandês criou um retrato em alta definição do imperador francês Napoleão Bonaparte. O fotógrafo freelancer holandês Bas Uterwijk, cujo pseudónimo é Gandbrood, recorreu a uma rede neuronal …

"Apito" da covid-19. Novo teste deteta novo coronavírus em apenas um minuto

Uma equipa de cientistas da Universidade Ben-Gurion, em Israel, desenvolveu um novo dispositivo que é capaz de detetar a presença do novo coronavírus no organismo humano em apenas um minuto. O novo teste, desenvolvido pelos investigadores …

"We Call it Alentejo". Novo filme promocional destaca as maravilhas alentejanas

A gastronomia e vinhos, as pequenas aldeias, a sustentabilidade e a natureza são atributos do Alentejo evidenciados no mais recente filme promocional do território, lançado pela agência regional de promoção turística para chamar visitantes estrangeiros. Com …

Curandeiro convocou cerca de 100 pessoas para se abraçarem contra a "farsa" da pandemia

Josep Pàmies, um agricultor espanhol defensor das terapias alternativas, convocou cerca de 100 pessoas a abraçarem-se a beijarem-se contra a "farsa" da pandemia. No sábado, cerca de uma centena de pessoas juntaram-se em Balanguer, na província …

Rússia anuncia início de ensaios clínicos de uma vacina contra a covid-19

A Rússia vai começar os ensaios clínicos de uma vacina contra a covid-19 em 50 soldados que se ofereceram para participar nos testes, anunciou esta terça-feira o Ministério da Defesa. "Para verificar a segurança e eficácia …

Montenegro tem uma carta na manga para promover o turismo

Para incentivar o turismo, Montenegro tem a intenção de usar a carta da segurança sanitária para convencer os turistas estrangeiros a visitar o país. No dia 25 de maio, Montenegro declarou-se um "país livre de coronavírus" …