Bessa: o Diabo não chegou mas isto está preso por arames

(dr) Clube dos Pensadores

O economista Daniel Bessa

Daniel Bessa, antigo ministro da Economia de António Guterres, alerta que as contas públicas estão “por arames”, considerando que Mário Centeno, que lidera a pasta das Finanças no atual Executivo socialista, não fará parte de um futuro Governo para não “gerir a consequências da política que tem sido seguida”.  

“Há aspetos da verdade que não podem deixar de vir ao de cima. O Diabo não chegou, e ainda bem bem, mas isto está por arames”, considerou Daniel Bessa de forma perentória em entrevista ao jornal Observador nesta segunda-feira divulgada.

“As contas públicas estão por arames. Estão melhor do que estavam há 10 anos, mas o que está por arames é o sucesso, os 0,2% de défice, isso está por arames”, sustenta.

De acordo com o economista, Mário Centeno não fará parte do próximo Governo de António Costa “para não ter de gerir as consequências da política que tem sido seguida”. “Nos primeiros anos não investiram nada e agora anunciam investimento em tudo e mais alguma coisa — parece que é a promover, de alguma forma, o ministro das infraestruturas [Pedro Marques]. Não vai haver dinheiro para esses investimentos todo”, alerta.

“Haverá para alguns, dependendo das prioridades: se continuarem a meter o dinheiro nos salários e nas pensões, não haverá para o investimento. Mas Mário Centeno sabe perfeitamente que o ministro das Finanças que vier a seguir vai ter muitos problemas herdados da gestão que foi feita nesta legislatura”, atira Daniel Bessa.

Daniel Bessa vaticina que no “dia em que for preciso meter os funcionários públicos a funcionar com as 35 horas, no dia em que for preciso pagar aos fornecedores, no dia em que se tenham de fazer os investimentos que o país exige… aí vamos ter aqui grandes problemas de finanças públicas”.

Em declarações o Observador, o antigo ministro não esconde o apreço que tem pelo antigo primeiro-ministro Pedro Passos Coelho, revelando ter com este uma relação de “enorme consideração”.  “Sinceramente, eu acho que se Portugal fosse um país um bocadinho mais equilibrado, Pedro Passos Coelho não estaria só a dar aulas aqui em Lisboa. Seria aproveitado”, afirma Daniel Bessa.

Quanto a um possível regresso de Passos Coelho à cena política, o antigo ministro das Finanças não descarta a possibilidade, mas diz não saber se o antigo primeiro ministro estará disposto a fazê-lo: “Acho que pode. Não sei se quererá. Passos Coelho é muito novo. Mas sinceramente não sei se quererá”.

Centeno, o “coveiro” de Portugal

Também Manuela Moura Guedes, muito em linha com o que defende Daniel Bessa, afirmou, no seu habitual espaço de comentário na SIC, que a situação que o país não vive não é igual àquela que os políticos querem vender.

“O país não corresponde aquilo que os políticos querem vender. Aliás, acho que Centeno, ao contrário daquilo que as pessoas fazem vender, é o coveiro de Portugal. Eu acho que se vai provar que Centeno está a fundar Portugal”, disse.

“A carga fiscal foi a maior e é, neste momento, a maior de sempre. O PIB per capita desceu 3 posições entre 2015 e 2017. É a 15.ª [posição] entre os países da zona Euro. O poder de compra em Portugal também está em antepenúltimo da zona Euro”, exemplificou, dando conta que os país não é uma “maravilha”, tal como faz passar António Costa.

ZAP //

PARTILHAR

15 COMENTÁRIOS

  1. Os socialistas portugueses sempre se mostraram exímios em dois aspectos:
    – Governar com o dinheiros dos outros ( seja uma enorme carga de impostos, seja as contribuições comunitárias), e
    – Uma dialéctica elaborada que consegue convencer meio eleitorado que estamos a viver num Oásis, no melhor dos mundos. E se há algum problema, ele foi deixado pelos governos anteriores !

    Mário Soares, Guterres, Sócrates e agora António Costa, fazem isto muito bem !
    E metade do povo burro ( só é preciso metade… ) acredita e mantém-nos no poleiro.

  2. vozes de burro não chegam ao céu, um tosco a avaliar a obra do mestre fale-nos do que é que já fez por Portugal a não ser mamar. estes ppd’s/cds herdeiros de salazar saudoso filhos da assembleia nacional são tão cobardes que se travestem de socialistas para comentar sobre o que não tem capacidade para fazer, imbecis incompetentes. um bom assunto para este tosco comentar é o caso dos biliões de euros que a múmia de boliqueime esturrou com os amigos e ainda hoje nos custam milhões, comboios de dinheiro que vieram da cee e sumiram como se fosse eter nem rasto deixaram. tristes comedores de hóstias que se acham uns predestinados.

    • Olha que o teu partido deixou o país num lindo estado. E foram esses tais do psd e cds que o consertaram. Estás bonito, estás! Um conselho amigo: não te automediques que não vais a lado nenhum. Entra no primeiro hospital que te aparecer à frente e diz alto: estou louco e preciso de ajuda! É o primeiro passo para seres como os restantes mortais.

  3. “A carga fiscal foi a maior e é, neste momento, a maior de sempre. O PIB per capita desceu 3 posições entre 2015 e 2017. É a 15.ª [posição] entre os países da zona Euro. O poder de compra em Portugal também está em antepenúltimo da zona Euro”, exemplificou, dando conta que os país não é uma “maravilha”, tal como faz passar António Costa.

    Não diria melhor. No entanto, grande parte dos portugueses parece não querer ver os factos. Talvez porque aceitam tudo o que o Costa diz. E daquela boca só saem tretas e mentiras.

  4. … Portugal está recheado de incompetência politica. Não há, não houve homem que se possa apresentar como gestor dum país serio e democrático. Todos os que conheço só olham para o seu bolso e esbanjar dinheiros públicos sem nunca a lei os chamar á responsabilidade dos atos feitos, atos totalmente realizados por pessoas irresponsáveis e vazias de saber intelectual pessoas com cabeça oca e vazia de ideias plausíveis, pessoas que não merecem o ar que respiram por tudo aquilo que tirarem e roubaram ao povo trabalhador português uns autênticos vampiros.

  5. Mas que palhaçada é esta neste país?
    Quem reconhece a uma “Senhora” que se diz jornalista e ao seu marido que a única coisa que tem de positivo é ser benfiquista “debitar” sobre economia e finanças públicas? Este casal é só azia e que é aproveitada para a polémica!
    Acho incrível como um economista de nome Daniel Bessa tenha dado uma pirueta de 180º passando de socialista para defensor de políticas e políticos que a única coisa que fizeram foi prejudicar e fazer retroceder o país. Todos os economistas reconhecidos na Europa devem andar a dormir, para não descobrirem esse “diabo” de que tanto falam. Viva o Liberalismo como política económica defendida por este casal.! Viva a incompetência e a parvoice
    Quem se lembra de Daniel Bessa como Ministro da Economia? Que valor acrescentado aportou para o país?
    Falar é fácil….PROMOVA-SE UM DEBATE ABERTO COM TODOS OS QUE SABEM ALGUMA COISA DE ECONOMIA E FINANÇAS PÚBLICAS, onde incluam Mário Centeno, Bessa e companhia!

  6. Se os dados da Manuela estão corretos e o povo for informado então o PS não vai ganhar as eleições. Seria assim num país normal e doutra forma num de deficientes mentais.

  7. Há quem tenha asco à Manuela M. Guedes, porque ela disse muitas verdades sobre o maior coveiro de Portugal. Um tal de socas44, socialista de gema.

  8. O problema é que dizem que o Diabo é terrível que nem preso por ferros o conseguem aguentar, se a coisa já está apenas por arames estamos todos tramados!.