Centeno “é um ministro a prazo” e Joacine a deputada do “show off”

Mário Cruz / Lusa

Luís Marques Mendes

No seu habitual comentário na SIC, Luís Marques Mendes disse que Mário Centeno tem perdido força e que a deputada do Livre, Joacine Katar Moreira, ” tem sido um vazio”.

Para Luís Marques Mendes, o Orçamento do Estado “está a ser feito na praça pública”. Carlos César e Ana Catarina Mendes, ambos dirigentes do PS, “pressionaram” em público Mário Centeno para o Ministro das Finanças dar mais dinheiro à saúde, enquanto que o ministro da Administração Interna, Eduardo Cabrita, “pressionava” Centeno para este dar mais dinheiro às Forças de Segurança.

Este sábado, no Expresso, viria a resposta de Mário Centeno: o ministro não vai ceder no excedente orçamental.

“Nunca se tinha visto disto no passado. Mas é má novidade: isto demonstra que há mal-estar dentro do Governo, perda de coesão entre os ministros, primeiro-ministro e ministro das Finanças em rota de colisão”, afirmou Marques Mendes, no seu habitual espaço de comentário na SIC, este domingo.

Segundo o comentador político, este cenário pode ser negativo para ambas as partes: Centeno, que está de saída, é um “ministro a prazo“, logo “é sempre um ministro respeitado”; já a atitude de António Costa representa “perda do poder e autoridade”.

Luís Marques Mendes considera que se os ministros recorrem à imprensa para mandarem recados uns aos outros, significa que já não acreditam no seu poder arbitral.

Mas o social-democrata foi ainda mais crítico com a deputada única do Livre, Joacine Katar Moreia. Para Marques Mendes, tem sido só “vedetismo, show off e, até, falta de cultura democráticas”. “É o novo riquismo aplicado à política”, disse, explicando que um novo rico “é uma pessoa deslumbrada, convencida, exibicionista, sempre a dar nas vistas, com um ego do tamanho do mundo”.

“Um deputado é escolhido pelo povo para ter ideias políticas, iniciativas políticas e propostas políticas. Nesse plano, esta deputada tem sido um vazio. Não há uma ideia, uma iniciativa, uma proposta”, declarou.

O próprio Livre, partido pelo qual Joacine foi eleita, “escolheu o mediatismo” – mas se fez esta opção “não pode agora queixar-se” e exigir uma deputada “discreta, sóbria, alinhada”, disse. “Não é possível ter sol na eira e chuva no nabal ao mesmo tempo.”

Costa primeiro-ministro vs Costa ministro da Administração Interna

O comentador lembrou, este domingo, que o que o agora primeiro-ministro António Costa anunciou no Congresso dos Municípios já existiu nos tempos do Governo social-democrata de Durão Barroso, e foi precisamente Costa, que, com a pasta da Administração Interna do Governo de Sócrates, acabou com o regime.

Este sábado, o primeiro-ministro revelou que a eleição das Comissões de Coordenação Desenvolvimento Regional (CCDR) avança no início de 2020, “para criar no país a confiança necessária para os passos seguintes”, nomeadamente a eleição direta das Áreas Metropolitanas e a Regionalização.

Segundo o Observador, Marques Mendes lembrou que esta possibilidade já existia num regime criado em 2003 por Durão Barroso – e que veio a ser revogado dois anos depois por António Costa.

“O mesmo António Costa primeiro-ministro que agora quer dar poder às autarquias para escolherem os presidentes destas comissões, foi o mesmo ministro da Administração Interna que em 2005 ajudou a tirar este poder às autarquias. Ou seja António Costa primeiro-ministro hoje tem uma versão, António Costa, ministro da Administração Interna tem outra”, disse.

ZAP //

PARTILHAR

RESPONDER

Segundo maior diamante transforma-se em joias Louis Vuitton

Depois de cortado e polido, o segundo maior diamante da história será transformado numa coleção de joias da Louis Vuitton. A Lucara Diamond encontrou o diamante Sewelo, de 1.758 quilates, na sua mina do Botswana, no …

Filho do presidente da Câmara de Pedrógão Grande "sem memória" no caso da reconstrução de casas

O adjunto do presidente da Câmara de Pedrógão Grande, Telmo Alves, que também é filho do autarca, disse em Tribunal que desconhece o processo de reconstrução das casas ardidas no incêndio no concelho, em 2017, …

Joacine não está inscrita no congresso do Livre

De acordo com o semanário Expresso, a deputada única do Livre não se inscreveu na reunião magna do partido, que se realiza este fim de semana, em Lisboa. A deputada do Livre, Joacine Katar Moreira, e …

"Há condições para avançar" com o alargamento da ADSE

"Há condições para avançar" com o alargamento da ADSE aos contratos individuais do Estado e aos precários regularizados no PREVPAP, disse Alexandra Leitão, esta sexta-feira, no Parlamento. A ministra da Modernização do Estado e da Administração …

Países "lutam" por fundos europeus para neutralizar emissões de carbono

Um novo fundo de 100 mil milhões destinado a neutralizar as emissões de dióxido de carbono na Europa até 2050 está em disputa por vários países. A Comissão Europeia quer implementar um fundo de 100 mil …

Tribunal japonês suspende atividade de reator nuclear que tinha recebido luz verde

Um tribunal no Japão ordenou esta sexta-feira que o reator nuclear da central de Ikata (oeste do país) pare por razões de segurança, numa decisão que revoga uma anterior que deu luz verde ao seu …

Panamá. Sete corpos encontrados em vala comum em área indígena controlada por seita religiosa

Os corpos de sete pessoas foram encontrados na quinta-feira numa vala comum numa área indígena do Panamá controlada por uma seita religiosa, entre eles o de uma grávida e cinco dos seus filhos. Outras 15 …

Deixar de dar aulas com mais de 60 anos só no pré-escolar e 1.º ciclo

A possibilidade de os professores com mais de 60 anos deixarem de dar aulas para "desempenhar outras atividades", prevista no Orçamento do Estado de 2020, será apenas aplicada ao pré-escolar e 1.º ciclo, esclareceu o …

Aumento extra de dez euros pode beneficiar 1,6 milhões de pensionistas

O aumento extra de dez euros nas reformas até 658,2 euros, confirmado esta quinta-feira pelo secretário de Estado dos Assuntos Parlamentares, pode vir a beneficiar cerca de 1,6 milhões de pensionistas. A estimativa é avançada …

Rui Pinto vai a julgamento por 93 crimes

A juíza do Tribunal de Instrução Criminal de Lisboa decidiu que Rui Pinto vai ser julgado por 93 crimes, e não 147 como estava acusado. O Tribunal de Instrução Criminal de Lisboa decidiu esta sexta-feira levar …