Centeno admite ficar nas Finanças (e aumentar Função Pública)

d.r. partidosocialista / Flickr

O ministro das Finanças, Mário Centeno

Em entrevista ao Jornal de Negócios, Mário Centeno mostrou-se disponível para se manter como ministro das Finanças. No entanto, para já, fixa apenas uma meta: acabar o mandato no Eurogrupo.

Mário Centeno mostrou, pela primeira vez, disponibilidade para se manter ao comando das Finanças portuguesas depois das eleições legislativas de 6 de outubro. “Primeiro vamos ver a opinião dos portugueses sobre esta legislatura.”

Em entrevista ao Jornal de Negócios, o governante afirmou ter assumido um compromisso até ao fim desta legislatura. “Sou presidente do Eurogrupo, tenho como objetivo terminar o mandato… se o resultado das eleições assim o permitir”, disse o Centeno.

O mandato à frente do Eurogrupo é de dois anos e meio, pelo que, feitas as contas, terminará em junho de 2020. “Depois vamos estabelecer novos compromissos, e o momento não é este” para os especificar, continuou o atual ministro das Finanças. Desta forma, se há quatro anos o compromisso de Centeno era para quatro anos, desta vez não será assim.

De acordo com o Expresso, esta quarta-feira, António Costa deu o mesmo exemplo para sugerir que o ministro ficaria no lugar, talvez sabendo a resposta que Centeno teria dado durante a entrevista ao Jornal de Negócios.

“Cada um é livre de decidir o seu destino. Mas quando ele diz que quer continuar a ser presidente do Eurogrupo, sabendo que para ser presidente do Eurogrupo tem que ser membro do Governo, creio que é a melhor resposta, respeitando os portugueses, que pode ser dada”, disse o primeiro-ministro.

Se Centeno coloca nas mãos dos portugueses a avaliação desta legislatura, adianta também a sua própria atribuição das notas, elogiando o seu Governo e afirmando que Portugal tem hoje uma estabilidade financeira “incomparável” com aquela que tinha em 2015.

“Como sabem, sou candidato a deputado e estive envolvido na preparação do programa do PS. Quatro anos depois, todos conseguimos avaliar a razoabilidade e a credibilidade dessas propostas”, disse o atual ministro das Finanças.

Centeno admite aumentos na Função Pública

Um próximo Governo do PS terá margem, no próximo ano, para atualizações nos salários da Administração Pública, pelo menos ao nível da taxa de inflação, disse Mário Centeno na mesma entrevista ao Jornal de Negócios.

“Tivemos dois meses consecutivos de taxa de inflação negativa. Esse é um bom indicador para 2020 e acho que na projeção da legislatura, reiniciando esse processo, há condições para aumentos gerais ao nível da inflação”, adiantou.

A taxa de inflação ronda os 0,5%, mas apesar de estar extremamente baixa, o governante não mostrou abertura para ir mais além. “Se continuarmos a descer impostos e esses impostos tiverem como consequência baixar os preços, o benefício já foi dado através da redução dos impostos.”

O ministro das Finanças disse também que, na próxima legislatura, haverá lugar à redução de IRS para aqueles rendimentos que menos beneficiaram com as alterações aos escalões, mas afastou cortes no IRC ou no IVA.

Para Centeno, a mudança nos escalões do IRS dirigiu-se aos rendimentos mais baixos, mas na próxima legislatura será possível beneficiar a classe média.

ZAP //

PARTILHAR

13 COMENTÁRIOS

  1. o país está mais endividado, com uma estrutura económica que nos esta a levar a importar mais e com saldo negativo cada vez maior da balança comercial. a receita deve se aos vários aumentos nos impostos que hoje são cobrados, e ao aumento dos rendimentos devido ao boom do turismo, que permitiram continuar a melhorar o défice no entanto, os serviços públicos estão piores, com menos recursos e mais cativações e também mais funcionários, o que irá pesar na despesa no futuro. reformas estruturais não existiram. quando a envolvente externa mudar e o turismo e imobiliário caírem, voltamos a 2009. somos um pais governado por incompetentes, com um povo analfabeto, não podemos ir longe.

    • quem é que te enfiou a cacete que te pôs a latir fininho. pensava que só os papagaios imitavam os humanos até mesmo aqueles que só dizem werda mas estou a ver que os caniches amestrados das direitas d’empurrão também o fazem muito bem tal não é a frustração em que vivem.

      • Ó Zacarias… então enfiaram-te um cacete onde não deviam? É que ao pedro osorio quando muito enfiaram uma cassete. Agora a ti não tenho dúvidas que te enfiaram algo onde não deviam. E como a boca te fugiu para o cacete… cada um lá sabe o que costuma meter para dentro e por onde. As melhoras!

        • também lates fininho prova que também te enfiaram a cacete. já percebeste. isto é a cacete isto é uma cassete . tá-te o corpinho a pedir folia andas de olho alçado a pedir lenha.

    • “Eis um verdadeiro e genuíno profeta da desgraça”… Tudo tão mau? “Um País Governado por incompetentes,” “com um povo analfabeto, não podemos ir longe”. Para onde? Marte? Lua? Bom…Com este quadro apresentado, porque não muda de País? Um País onde se sinta realizado e Feliz?

      • Fui precisamente esse tipo de pensamento que levou o D. Afonso Henriques a sair do país que era seu na altura, era tudo tão mau. Trate-se criatura, há por aí países mais abastados que nós em que os políticos têm que andar de transporte público, não têm direito a casas de luxo, motoristas e outras mordomias à descrição. Aqui eles dizem que são direitos seus, curioso é que são eles quem lhes consagrou esses mesmos.

  2. Para o Pedro Osório (suponho ser este o seu nome e não aquele que escreveu), faça o favor de se incluir no grupo de analfabetos que descreveu, pois a língua portuguesa não é consigo. Ou, então, voltar à escola, para acabar a quarta classe.

  3. Os funcionário públicos vão ser aumentados?? Não estivesse o país a um mês de eleições. Eu recebo menos do que recebia em 2011. Quanto à carga de impostos não se fala. Mentirosos, chupistas, ladrões!!!

  4. MÁRIO CENTENO o melhor Ministro das Finanças da última década… Reconhecido Internacionalmente pelas suas competências profissionais… Um grande Português…Há vida para lá das intriguices internas…

    • Nada como ter seguido os dois anteriores, nomeadamente a Albuquerque e o Gaspar e ainda ter aumentando mais alguns impostos (Imposto sobre os combustíveis é um exemplo) e de ter procedido às cativações. Por mim estou feliz com a política seguida. Apenas acho que o destino do dinheiro não deveria ter sido para despesa corrente mas sim para amortizar dívida pública, que subiu neste governo, e para investimentos públicos nomeadamente na justiça, saúde e educação.

  5. Este comunista Centeno, envergonhadito e sub-repticiamente aqui está com a sua cara enjoada a prometer qualquer coisita. Este miserável também quer ajudar na conquista do voto. Se olhasse é para o país deficitário que está a criar! Que miserável !

RESPONDER

Síria. Crianças morrem ao frio após ofensivas do regime de Bashar Al-Assad

A intensificação da ofensiva das forças governamentais em Aleppo e em Idlib, na Síria, levaram a que milhares de famílias tivessem que se deslocar para o noroeste do país, na fronteira com a Turquia. Nas …

Rolando é reforço do Sporting de Braga

Sem clube desde que deixou o Marselha no verão, Rolando é o novo reforço do Sporting de Braga. O defesa de 34 anos deverá ser apresentado pelo clube minhoto ainda hoje. Dado ao facto de estar …

Quinta do Lazareto rende 13 milhões à Sonangol

A alienação da Quinta do Lazareto, um dos ativos imobiliários que a Sonangol pôs à venda em Portugal, rendeu à petrolífera angolana 13 milhões de euros, 45% acima da expetativa inicial, segundo uma administradora da …

Professores exigem negociações sobre progressão da carreira e ameaçam avançar para tribunal

Cerca de 50 professores concentraram-se esta quinta-feira em Bragança, onde decorre o primeiro Conselho de Ministros descentralizado, para exigir a abertura das negociações com a tutela, avisando que, se o Governo não o fizer, a …

Governo dá mais dias de férias a funcionários que se mudem para o interior

O Governo aprova esta quinta-feira em Conselho de Ministros um regime de incentivos para os funcionários da Administração Pública que decidam ir trabalhar para o interior, com ajudas de custo ou compensações financeiras e mais …

Autarquias têm mais um ano para preparar descentralização

O Governo decidiu dar mais tempo às autarquias para estas se prepararem para a descentralização. O prazo passa para o primeiro trimestre de 2022. Segundo avançou o Jornal de Notícias, citado pelo ECO, após críticas aos …

Sá Fernandes ponderou sair do Livre (e apoia eventual candidatura de Ana Gomes a Belém)

Na sua primeira grande entrevista após o caso Joacine, Ricardo Sá Fernandes, dirigente do Livre, revelou ao Observador que ponderou sair do partido e admitiu apoiar uma possível candidatura da ex-eurodeputada socialista Ana Gomes às …

Medina diz desconhecer caso do alegado falso engenheiro

O presidente da Câmara de Lisboa, Fernando Medina, disse esta quarta-feira que não ter informação sobre o alegado falso engenheiro da empresa Tanagra, com quem a autarquia celebrou vários contratos para obras públicas. A TVI noticiou …

Parlamento debate fim das comissões bancárias no MB Way e nas prestações da casa

O Parlamento debate esta quinta-feira projetos do BE, do PCP, do PS, do PAN e do PSD sobre limitação e proibição de comissões bancárias, tendo os bloquistas, que agendaram esta discussão, expectativa de que os …

Castração química. Bloco de Esquerda é contra veto a projeto de lei do Chega (e explica porquê)

A Comissão Parlamentar de Assuntos Constitucionais, Direitos, Liberdades e Garantias considerou que o projeto de lei do Chega "não preenche os requisitos do ponto de vista constitucional". O Bloco de Esquerda votou contra e explicou …