Centeno admite aumento de impostos indiretos em 2017

Paulo Vaz Henriques / Portugal.gov.pt

O ministro das Finanças, Mário Centeno

O ministro das Finanças, Mário Centeno

O ministro das Finanças garantiu esta manhã que não haverá aumento de impostos diretos em 2017. O mesmo não aconteceu quando se falou dos indiretos.

Mário Centeno admitiu esta quarta-feira, no Parlamento, que haverá a possibilidade do Governo contemplar uma subida dos impostos indiretos, escreve o Jornal de Negócios.

O ministro das Finanças falava com os deputados à margem do Orçamento do Estado para o próximo ano, garantindo, porém, que não haverá aumento dos impostos diretos.

“Vamos ter uma descida da carga fiscal em 2017”, assegurou o governante na Assembleia.

“As alterações fiscais a adotar no Orçamento do Estado para 2017 terão o mesmo padrão do Orçamento do Estado para 2016”, explicou Centeno.

Ou seja, “para reduzir o nível de impostos diretos terá de haver um balanceamento entre impostos diretos e impostos indiretos“, acrescentou.

No OE deste ano, o Governo conseguiu baixar os impostos sobre o rendimento das famílias, nomeadamente a sobretaxa de IRS, e ainda o IVA da restauração (de 23% para 13%).

No entanto, para isso acontecer, a carga fiscal aumentou em produtos como os combustíveis, o tabaco ou os veículos automóveis.

ZAP

PARTILHAR

5 COMENTÁRIOS

  1. Como se pode ver Não há milagres. Quando regataram o poder p/ eles (PS) iam fazer mundos e fundos, agora vê-se como habitualmente que não há dinheiro, conforme os outros que lá estavam tinham informado, esses pelo menos não enganaram nesse aspecto, quanto a estes é sempre la mesma coisa (M….) mente com tudo e todos. PORTUGUESES ATÉ QUNADO vão aguentar esta bodega ? Quando estivermos como a Venezuela? É que só pode. Está na hora de dizer BASTA e arrumar c/ esta gentalha.

  2. A história e a canção repete-se, eles comem tudo e não deixam nada, as moscas é que variam. Onde está aquele ou aqueles que veio de França e de outros países que levantaram a mão esquerda a anunciar que será feita justiça social a fundação de um deles com o seu nome quanto gasta por ano e quais são os benefício que este gasto traz para os Portugueses que trabalham a vida inteira para receber reformas de miséria. Eles comem tudo, eles comem tudo e não deixam nada, a não ser M. (Miséria)

  3. Segundo os dados fornecidos por um noticiário da TV às 20 horas ascendem a vários milhares de milhões o aumento das receitas já este ano com o aumento dos impostos “indiretos” e descaradamente os senhores governantes com a cumplicidade da extrema-esquerda que lhes dá suporte vêm para a comunicação social pretender fazer crer que os impostos “indiretos” são coisa suave que não afeta ninguém e já estão prontos para açambarcar mais uns milhares de milhões da mesma forma dando em contrapartida um ligeiro fôlego de algumas centenas de milhões nos diretos fazendo crer que estão a aliviar a bolsa ao contribuinte mas neste caso o alívio é carteira mais vazia.

RESPONDER

Motorista que conduziu Marcelo entre Lisboa e Porto mandou um e-mail. Foi investigado como "ameaça ao Estado"

O Governo recebeu um email a avisar que a greve dos motoristas ia provocar o caos, fazendo parar muitos serviços - e lembrando que assim caiu um governo no Chile. O executivo receou que fosse uma …

Marinho e Pinto quer Pardal Henriques como deputado do Partido Democrático Republicano

Ainda que não tenha confirmado Pedro Pardal Henriques como um dos cabeça-de-lista do partido que fundou, Marinho e Pinto não poupou elogios ao advogado do Sindicato de Motoristas de Matérias Perigosas (SNMMP) . “Seria um …

TAP vai deixar de contar para o défice orçamental

A 15 dias das eleições legislativas, o défice orçamental de 2018 vai ser revisto em baixa. Em causa estão os prejuízos da TAP que deixam de influenciar as contas nacionais. A alteração será comunicada a duas …

Imigrantes desesperam com atrasos no SEF. Bloco questiona Governo

As marcações para atendimento no SEF estão suspensas até ao final deste ano e não existem datas disponíveis nem agenda definida para 2020, levando muitos imigrantes a ficar em risco de irregularidade. A espera para conseguir …

Rui Rio esteve de cócoras a confecionar tapetes em Viana do Castelo. Mas quer país governado “bem de pé”

O líder do PSD, Rui Rio, esteve “de cócoras” a confecionar tapetes floridos em Viana do Castelo, na noite de segunda-feira, assumindo que aquela posição é desaconselhada para governar o país. Duzentos metros ao lado, António …

Empresa está há 12 anos à espera que o Fisco lhe devolva 86 mil euros

Uma empresa do sector alimentar está há 12 anos à espera que o Fisco lhe devolva 86 mil euros de uma caução paga no âmbito de uma queixa que apresentou contra a Autoridade Tributária (AT). …

Há medicamentos esgotados há mais de um ano. Doentes estão sem alternativas

Há várias farmácias com os medicamentos esgotados, segundo os dados que a Associação Nacional de Farmácias (ANF). Os hipertensos são dos que mais preocupam. Quem sofre de hipertensão e é medicado com Adalat tem, há pelo …

Homem com gasolina e arma de brincar sequestrou autocarro no Rio de Janeiro. Acabou abatido

Um homem armado fez vários reféns num autocarro no Rio de Janeiro, no Brasil. Identificando-se como polícia militar, o sequestrador entrou no veículo com gasolina e com uma arma que se veio a revelar ser …

Governo de Hong Kong anuncia plataforma de diálogo. Ativistas desconfiam

O Governo de Hong Kong anunciou a criação de uma "plataforma de diálogo" com "pessoas de todas as áreas sociais", dois dias depois do protesto pacífico que terá juntado 1,7 milhões de pessoas. Em conferência de …

Altice rompe contrato com o Estado e já não vai enterrar cabos nas zonas de risco de incêndio

A Altice Portugal denunciou o protocolo assinado com a Infraestruturas de Portugal, em 2017, para o enterramento de cabos de telecomunicações nas zonas de elevado risco de incêndio, alegando falta de "condições necessárias" para cumprir …