Células solares de plástico são produzidas à temperatura ambiente

(dr) Christopher Moore / Georgia Tech

-

Uma técnica de dopagem elétrica, feita em solução e à temperatura ambiente, promete ajudar a reduzir ainda mais o custo das células solares poliméricas e outros dispositivos eletrónicos orgânicos – feitos de plástico.

Ao permitir a produção de células solares de camada única sobre uma base de plástico flexível e transparente, o novo processo pode ajudar a levar a energia fotovoltaica orgânica para uma nova geração de dispositivos portáteis e permitir gerar energia distribuída numa escala doméstica, em painéis que podem ser aplicados sobre qualquer superfície.

Desenvolvida por investigadores de quatro instituições americanas, a técnica fornece uma nova maneira de induzir o doping elétrico de tipo positivo em películas de semicondutores orgânicos.

O processo, apresentado num artigo publicado na Nature Materials, envolve a breve imersão das películas numa solução à temperatura ambiente, e substitui a técnica atual mais complexa e mais cara, que requer um processamento a vácuo por envolver a aplicação de camadas de óxido de molibdénio, um material muito sensível ao ar.

“A nossa esperança é que isto possa ‘mudar o jogo’ da energia fotovoltaica orgânica, simplificando ainda mais o processo de fabricação das células solares baseadas em polímeros”, disse Bernard Kippelen, do Instituto de Tecnologia da Georgia.

“Acreditamos que esta técnica provavelmente vai afetar muitas outras plataformas de dispositivos em áreas como componentes eletrónicos impressos, sensores, fotodetetores e LEDs,” concluiu.

Rumo ao mercado

A técnica consiste em mergulhar filmes finos de semicondutores orgânicos e as suas misturas em soluções de polioxometalato (PMA e PTA) com nitrometano por um curto período de tempo.

A difusão das moléculas de dopante nas películas durante a imersão gera uma dopagem elétrica eficiente do tipo “p” (positivo) a uma profundidade controlada de 10 a 20 nanómetros da superfície do filme.

Em relação ao processo convencional, as regiões “p” apresentam uma maior condutividade elétrica e alta funcionalidade, a solubilidade no solvente de processamento é reduzida e a estabilidade à foto-oxidação pelo ar é amplamente melhorada.

“A concretização de fotovoltaicos monocamada com a nossa abordagem permite que os dois eletrodos no dispositivo sejam feitos com materiais condutores de baixo custo,” disse Canek Fuentes-Hernandez, membro da equipa de investigação.

“Isso oferece uma simplificação dramática da geometria dos dispositivos. Embora sejam ainda necessários vários estudos de vida útil e de custos para avaliar o impacto total dessas inovações, são certamente desenvolvimentos entusiasmantes no caminho para transformar a energia fotovoltaica orgânica numa tecnologia comercial”.

ZAP // EcoD

PARTILHAR

RESPONDER

Vila romena reelege autarca que morreu de covid-19 dez dias antes

Os moradores de Deveselu, na Roménia, decidiram prestar uma última homenagem ao presidente da Câmara, nas eleições locais deste domingo, que morreu devido a complicações provocadas pela covid-19 dez dias antes. De acordo com a agência …

Jogador do Rio Ave recusou jogar

Matheus Reis não quis defrontar o Vitória de Guimarães porque quer sair rapidamente de Vila do Conde. Presidente anunciou suspensão do atleta. O Rio Ave apareceu no duelo com o Vitória de Guimarães (0-0) sem Matheus …

António Joaquim entrega recurso no Supremo no caso do homicídio do triatleta

O advogado de António Joaquim, condenado pelo Tribunal da Relação pelo homicídio do triatleta Luís Grilo, entregou, esta segunda-feira, no Supremo Tribunal de Justiça um recurso sobre essa decisão, defendendo a sua revogação e a …

57% dos portugueses diz que a pandemia dificultou acesso à saúde (e mais de 600 mil perderem consultas)

Mais de metade dos portugueses (cerca de 57%) considera que a pandemia dificultou o seu acesso aos cuidados de saúde, sendo a população mais idosa (69%) e os doentes crónicos (70%) quem mais manifesta esta …

“Negacionista e bem raivosa”. Livro de ex-ministro da Saúde revela reação de Bolsonaro à pandemia

O primeiro ministro da Saúde do mandato de Jair Bolsonaro, Luiz Henrique Mandetta, publicou um livro sobre o combate à pandemia no Brasil e revelou que o Presidente teve uma reação “negacionista” e “raivosa”. De acordo …

"É um génio". Futre acredita que João Félix lutará pela Bola de Ouro dentro de pouco tempo

O antigo internacional português e antigo jogador do Atlético de Madrid Paulo Futre acredita que João Felix lutará pela Bola de Ouro dentro de pouco tempo. "É um génio. Cada vez que a bola passa pelos …

Seis novos sauditas indiciados na Turquia pela morte de Khashoggi

Os seis sauditas, indiciados a alguns dias do segundo aniversário do homicídio, não se encontram na Turquia e devem ser julgados à revelia. O procurador de Istambul indiciou, esta segunda-feira, seis novos sauditas suspeitos de …

Expressões neutras e imagens de homens e mulheres. Governo quer militares a usar linguagem inclusiva

O Ministério da Defesa quer que os militares comecem a usar uma linguagem mais inclusiva e menos discriminatória nos documentos e comunicações oficiais, de acordo com uma diretiva enviada Estado-Maior-General das Forças Armadas e aos …

Trump acusado de incentivar afro-americanos a não votar em 2016. E queria a filha Ivanka como vice

A equipa da campanha digital de Donald Trump tentou dissuadir milhões de afro-americanos de votar nas eleições presidenciais norte-americanas de 2016, segundo uma investigação hoje divulgada por jornalistas da estação de televisão britânica Channel 4 …

Leitura, Matemática e Ciências. Alunos portugueses são únicos da OCDE com cada vez melhores resultados

Os alunos portugueses foram os únicos da OCDE que têm vindo a melhorar significativamente os seus desempenhos a Leitura, Matemática e Ciências, segundo uma análise que compara o desempenho académico de jovens de 15 anos …