Ceia de Natal da polícia espanhola na Catalunha foi “uma vergonha”

1

Os agentes da Polícia espanhola destacados na Catalunha divulgaram imagens da ceia de Natal apresentada a quem estava de serviço. O ministro do Interior espanhol já deu ordem à Direção-Geral da Polícia para a abertura de um inquérito.

O jantar de Natal dos agentes da polícia espanhola destacados na Catalunha, alojados a bordo de navios ancorados em Barcelona, está a gerar polémica. Um prato de esparguete com um mexilhão, um panado de peixe, croquetes, vegetais assados e uma garrafa de água foi o jantar servido na noite de Consoada aos agentes de serviço.

Segundo a TVI24, a refeição foi fotografada e partilhada nas redes sociais por sindicalistas da polícia e está a gerar polémica. O ministro do Interior espanhol, Juan Ignacio Zoido, já deu ordem à Direção-Geral da polícia para a abertura de um inquérito para apurar responsabilidades.

Alfredo Perdiguero, subinspetor da polícia espanhola, partilhou a fotografia do jantar no Twitter e escreveu que tinha “vergonha” do menu que tinha sido oferecido aos seus agentes. “Parece-vos normal ou também vos envergonha como a mim? Que tenham uma boa ceia de Natal.”

De acordo com o El País, o ministro do Interior terá, esta terça-feira, duas reuniões com sindicatos da polícia e representantes da Guarda Civil para discutir salários, sendo de prever que a ceia de Natal servida aos polícias esteja também à mesa.

No entanto, de acordo com o El Confidencial a polémica em torno da consoada não está bem esclarecida. O jornal teve acesso a outras fotografias, que serão alegadamente “as fotos originais” do jantar.

Nestas novas fotos, é possível ver marisco, enchidos, queijo e cerveja à mesa dos agentes policiais. O jornal espanhol afirma que esta imagem é uma das que foi partilhadas nas redes sociais, mas sem cortes ou edição.

(dr) El Confidencial

Perante esta “nova versão”, o jornal contactou o Sindicato Unificado da Polícia e a União Federal da Polícia, com o intuito de entender a polémica instalada no país. Ambos os sindicatos garantiram que os próprios agentes “saíram do barco e pagaram do seu bolso” as gambas, o queijo, os enchidos e a cerveja.

  ZAP //

1 Comment

  1. Bonito…
    Devem ser da mesma empresa que serve as refeições em algumas escolas portuguesas…
    Algumas dessas empresas até são espanholas, portanto…

Deixe o seu comentário

Your email address will not be published.

PUBLICIDADE
PUBLICIDADE