CDS quer ensino básico de 6 anos e apenas 8 semanas de férias de verão

SESI SP / Flickr

-

O CDS apresenta esta quinta-feira, no parlamento, uma proposta de alteração da Lei de Bases da Educação que prevê apenas oito semanas consecutivas de férias no verão e a divisão do ensino básico em dois ciclos.

Na semana passada, a deputada do CDS-PP Ana Rita Bessa desafiou a maioria de esquerda para um consenso em torno de alterações à lei de base da educação, anunciando na Assembleia da República uma proposta de alteração da autoria dos centristas.

Segundo a proposta do CDS-PP, passariam a ser limitadas as “férias no período de verão a não mais do que oito semanas consecutivas”, compensadas “através de semanas intercalares de pausa letiva em períodos a designar pelas escolas”.

O ensino básico passaria a ter apenas seis anos divididos em dois ciclos, acabando com a atual divisão de três ciclos – 1.º ciclo que começa no 1.º ano e termina no 4.º ano de escolaridade; o 2.º ciclo entre o 5.º e 6.º ano de escolaridade e o 3.º ciclo entre o 7.º e o 9.º ano.

A proposta dos centristas defende que o ensino básico deve ter “a duração de seis anos e divide-se em dois ciclos de três anos”: no 1.º ciclo os alunos teriam apenas um professor, que poderia ter o apoio de outros docentes para áreas específicas; no 2.º ciclo o ensino seria organizado em áreas interdisciplinares de formação básica.

O ensino secundário também seria composto por dois ciclos, cada um de três anos: no 1.º ciclo do secundário haveria um currículo unificado, com áreas vocacionais diversificadas, e no 2.º ciclo do secundário já haveria “cursos predominantemente orientados para a vida ativa ou para o prosseguimento de estudos”, lê-se na proposta de projeto de lei do CDS.

A proposta defende ainda que os alunos que terminam os seis anos do ensino básico podem ter acesso à formação profissional, assim como todos os outros alunos que “não concluíram a escolaridade obrigatória até à idade limite desta” (18 anos) ou os trabalhadores que pretendam o aperfeiçoamento ou reconversão profissionais.

Tal como a líder do CDS, Assunção Cristas, já tinha anunciado, é igualmente proposto que as “regras relativas à avaliação do sistema, educadores e alunos, devem manter-se estáveis por um período não inferior a seis anos”, de forma a darem estabilidade ao setor, não coincidindo com ciclos eleitorais.

O projeto do CDS estabelece ainda que “integram a rede pública os estabelecimentos de educação e ensino estatais, assim como os estabelecimentos de ensino privado e cooperativo, as escolas profissionais e as instituições de solidariedade social”.

Recordando que faz este mês 30 anos desde a aprovação da Lei de Bases do Ensino Educativo, o CDS apresenta uma proposta de alteração que entende que será “capaz de enquadrar, não só o tempo presente, mas sobretudo os próximos trinta anos de Educação”.

/Lusa

PARTILHAR

2 COMENTÁRIOS

    • Mas qual Europa e qual gastar dinheiro?!
      Se não sabes nada sobre o assunto, evita maçar os outros com esses comentários ignorantes…
      .
      Estas escumalha do CDS que ainda há pouco esteve (mandou!) no governo só agora se lembra destas propostas (ridícula e sem qualquer melhoria práctica)?!
      Pois…

RESPONDER

Preços dos passes da Área Metropolitana do Porto devem manter-se em 2020

A Área Metropolitana do Porto (AMP) revelou esta quarta-feira que pretende manter inalterados os preços das assinaturas mensais Andante, em 2020, apesar da Taxa de Atualização Tarifária (TAT) de 0,38%. Em resposta à Lusa, aquela entidade …

Diplomata suspeito de tentar matar com ácido sulfúrico detido

A PSP conseguiu deter, esta quarta-feira, o diplomata guineense suspeito de ter atacado o companheiro da ex-namorada com ácido sulfúrico. Depois do incidente, em Sintra, as autoridades não tinham conseguido prender por causa do seu …

TAP baptiza avião em homenagem a Raul Solnado

Raul Solnado, um dos maiores nomes do humor português, vai dar nome, a partir desta quinta-feira, a um avião da TAP. A homenagem acontece no Dia Mundial da Televisão. O batismo do "Avião Raul Solnado" acontecerá …

Fisco quer devolução de 3,5 milhões de euros por erro em declarações de IRS de 2015

A Autoridade Tributária e Aduaneira (AT) identificou um erro na liquidação de declarações de IRS relativas a 2015, que implicou um novo apuramento do imposto em cerca de dez mil declarações no valor de 3,5 …

Afeganistão declara derrota do Daesh no principal bastião no país

O Presidente do Afeganistão, Ashraf Ghani, anunciou esta terça-feira a derrota do grupo extremista Daesh na província de Nangarhar, no leste, considerado um dos principais bastiões do grupo 'jihadista' no país. "Quem poderia imaginar há um …

Parlamento vota Orçamento do Estado a 10 de janeiro

O Orçamento do Estado para 2020 será discutido na generalidade em 9 e 10 de janeiro, na Assembleia da República, com votação final global marcada para 7 de fevereiro. Segundo o jornal Público, as duas primeiras …

Legionella. Fase de instrução do surto de Vila Franca de Xira começa hoje

O início desta fase facultativa, em que o Tribunal de Instrução Criminal de Loures vai decidir se o processo segue e em que termos para julgamento, está agendado para as 09h30 e decorrerá à porta …

Um dos mais influentes empresários de Malta foi detido no caso da morte de jornalista

Foi detido no seu iate o magnata Yorgen Fenech, um relevante empresário de Malta, no âmbito das investigações à morte da jornalista Daphne Caruana Galizia que estava a investigar pessoas influentes do país pelo alegado …

Presidente argentino diz que vai pagar dívida ao FMI, mas recusa mais ajustes fiscais

O Presidente eleito da Argentina, Alberto Fernández, assegurou na terça-feira ao Fundo Monetário Internacional (FMI) que o país vai cumprir com os compromissos em matéria de dívida, mas rejeitou aplicar mais ajustes fiscais. "Desenvolvemos um plano …

Vieira garante "reforma" de 3,8 milhões de euros com OPA do Benfica à SAD

A OPA parcial lançada pelo Benfica à sua própria SAD desportiva vai beneficiar os accionistas com um encaixe potencial de mais de 24 milhões de euros. Luís Filipe Vieira está entre esses beneficiados, podendo encaixar …