Casas no Porto custam em média 182 mil euros. Em Lisboa chegam aos 260 mil

O preço das casas continua a subir e, no segundo trimestre, registou-se um aumento recorde de 13,2%, de acordo com o INE.

No segundo trimestre, foram transacionadas quase 6.500 casas no Porto e mais de 13 mil em Lisboa. Os preços estão a subir há um ano na Invicta e há dois anos na capital, de acordo com o jornal Eco.

Segundo os dados do Instituto Nacional de Estatística (INE), foram transacionadas mais de 43 mil habitações, das quais 58% foram no Porto e em Lisboa.

O preço médio das casas no Porto ronda atualmente os 182 mil euros, 30% abaixo da média de 260 mil em Lisboa. Mas ambos sobem há um e dois anos, respetivamente.

A venda de 43.607 habitações no segundo trimestre em Portugal movimentou 8,3 mil milhões de euros — o que equivale a um preço médio de 190 mil euros.

No entanto, estes dados não devem ser tidos em conta, pelo facto de os preços das casas serem distintos em várias regiões do país. É necessária uma pesquisa mais aprofundada para calcular o preço médio das casas nas duas principais cidades.

De acordo com os dados do INE, foram transacionadas 6.469 habitações na Área Metropolitana do Porto no segundo trimestre, equivalente a 1,18 mil milhões de euros, verificando-se um preço médio de cerca de 182 mil euros.

Segundo a análise realizada pelo ECO, este valor está a aumentar desde o terceiro trimestre de 2021 — altura em que a média estava nos 163 mil euros.

No caso da Área Metropolitana de Lisboa, foram vendidas 13.336 habitações entre abril e junho, somando um total de 3,48 mil milhões de euros.

O preço médio ronda os 260 mil euros, tendo vindo a aumentar desde o terceiro trimestre de 2020 — altura em que foram transacionadas 10.527 habitações, com um preço médio de 211 mil euros.

Segundo mostram os dados do INE, entre abril e junho o Índice de Preços da Habitação (IPHab) registou um aumento de 13,2%, comparativamente ao mesmo trimestre do ano passado, e 0,3 pontos percentuais face trimestre anterior, “atingindo um novo máximo histórico da série disponível”, que começou em 2009.

  ZAP //

Deixe o seu comentário

Your email address will not be published.