Casa Branca exige que Congresso aprove reformas de práticas policiais

Oliver Contreras / Pool / EPA

O Presidente dos Estados Unidos (EUA), Joe Biden

O Presidente dos Estados Unidos (EUA), Joe Biden, quer que o Congresso aprove reformas relativas às práticas policiais para fazer justiça ao legado do afro-americano George Floyd, depois de o ex-polícia Derek Chauvin ter sido considerado culpado da sua morte.

Em declarações feitas na Casa Branca, Biden descreveu o veredicto como “um passo gigantesco em direção à justiça”, mas sublinhou que a condenação anunciada na segunda-feira pelos jurados do julgamento “não é suficiente” para apagar “a mancha” de “racismo sistémico” nos EUA, noticiou esta quarta-feira a agência Lusa.

“O veredicto de culpado não vai trazer George [Floyd] de volta”, disse o Presidente, defendendo, no entanto, que a decisão pode constituir o momento para avançar com “mudanças significativas”. Apelando à união do país, elogiou os polícias que testemunharam no julgamento, em vez de cerrar fileiras e ficarem calados.

O veredicto, considerou, envia uma mensagem forte, mas a reforma do sistema não pode parar e é importante garantir que nem negros nem pessoas de outras cores “temem a interação com as autoridades policiais”.

A vice-Presidente, Kamala Harris – a primeira negra no cargo -, também defendeu a necessidade de o país reformar o sistema de justiça criminal, sublinhando igualmente “Uma medida de justiça não é o mesmo que justiça igual” para todos, referiu.

Num discurso antes das declarações de Biden, Harris considerou que há “muito a fazer” para combater a “injustiça racial”, que é “um problema de todos os norte-americanos” e não só dos negros, dos latinos ou das pessoas com origens asiáticas ou indígenas.

“Todos nós fazemos parte do legado de George Floyd. E o nosso trabalho agora é honrar esse legado, homenageá-lo”, afirmou.

O júri do julgamento considerou, por unanimidade, o ex-polícia Derek Chauvin culpado de todas as acusações de homicídio. A morte de Floyd, aos 46 anos, aconteceu em 25 de maio de 2020, na sequência da sua detenção pela polícia de Minneapolis por suspeita de tentar pagar a conta do supermercado com uma nota falsa de 20 dólares (cerca de 16 euros).

A morte foi filmada em vídeo por transeuntes e divulgada nas redes sociais, sendo que o vídeo mostra Floyd a ser retirado do carro onde seguia sem resistir à polícia e Chauvin a colocar o joelho no seu pescoço e a pressionar durante quase nove minutos. No vídeo é possível ouvir-se Floyd a dizer ao polícia que não consegue respirar, acabando por morrer.

// Lusa

PARTILHAR

RESPONDER

Vulcão, La Palma

O Cumbre Vieja também tem negacionistas. "É tudo orquestrado"

Nos últimos dias, as redes sociais têm-se tornado o palco dos "negacionistas dos vulcões" que defendem que, por trás da erupção do Cumbre Vieja, há mão humana. Nas redes sociais já há negacionistas do vulcão Cumbre …

Selecção da Lituânia falhou os Mundiais porque...chegou atrasada

Per Strand venceu, António Morgado ficou em sexto, mas os ciclistas da Lituânia acabaram por marcar a prova de estrada de juniores, nos Mundiais em Flandres. Per Strand Hagenes é o novo campeão mundial júnior de …

Gil Vicente 1-2 Porto | Dragão canta de galo com dois golaços

Foi sofrer até ao fim. Sérgio Conceição tinha alertado que não seria fácil bater o Gil Vicente e foi isso que ocorreu na noite desta sexta-feira em Barcelos. O FC Porto apenas a um minuto dos …

Na II Guerra Mundial, um erro "humilhante" destruiu dois imponentes navios de guerra da Marinha Real

No dia 10 de dezembro de 1941, os japoneses afundaram os imponentes Prince of Wales e Repulse. A culpa foi do almirante Thomas Phillips que, na sequência de um "erro humilhante", acabou também por falecer. Winston …

O robô Atlas, da Boston Dynamics, faz parkour (e até dá um mortal para trás)

O Atlas é, sobretudo, um projeto de investigação: um robô que ajuda os engenheiros da Boston Dynamics a trabalhar em melhores sistemas de controlo e perceção. O parkour é um verdadeiro desafio para os seres humanos, …

Na Tailândia, um "cemitério" de táxis foi transformado numa horta sobre rodas

Desde pimentos a pepinos, beringelas e até mangericão. Num parque de estacionamento ao ar livre em Banguecoque, os táxis abandonados transformam-se em hortas para alimentar os trabalhadores. A pandemia de covid-19 obrigou os táxis de Banguecoque …

Morreu o "último nazi" canadiano, aos 97 anos

Um ucraniano que serviu como tradutor no regime nazi morreu na quinta-feira na sua casa, em Ontário, no Canadá, encerrando uma luta de décadas para deportá-lo e acusá-lo de cúmplice no assassinato de dezenas de …

No Sri Lanka, elefantes traficados foram resgatados. Mas voltaram às pessoas que os compraram ilegalmente

Um tribunal do Sri Lanka devolveu elefantes resgatados a pessoas influentes que foram acusadas de os terem comprado ilegalmente. Durante alguns anos, elefantes selvagens permaneceram na corda bamba de uma intensa batalha de custódia judicial entre …

Sporting 1-0 Marítimo | Porro volta a decidir de penálti

Que sofrimento! É normal ver os “grandes” dominarem por completo os seus adversários, mas nesta partida entre Sporting e Marítimo, em Alvalade, praticamente só houve uma equipa a atacar e a procurar o golo. Ainda assim, …

A falhar pagamentos e com 260 mil milhões de dívida - como é que a Evergrande chegou até aqui?

A situação da imobiliária chinesa Evergrande, que tem uma dívida maior do que a economia portuguesa, está a deixar o mundo ansioso sobre uma eventual repetição da história da crise de 2008, que começou com …