Casa Branca admite que EUA não poderão controlar pandemia. Biden acusa Trump de ter desistido

Mark Meadows, chefe de gabinete do Presidente norte-americano, Donald Trump

A Casa Branca admitiu este domingo que os EUA não poderão controlar a pandemia por ser tão contagiosa, numa mudança à postura de minimização da gravidade da crise, numa altura em que há novos recordes de contágios.

“Não vamos controlar a pandemia, vamos controlar o facto de conseguirmos vacinas, terapias e outras formas de mitigá-la”, afirmou Mark Meadows, chefe de gabinete do Presidente norte-americano, Donald Trump, em entrevista à cadeia televisiva CNN.

Questionado sobre porque afirmava não ser possível controlar a pandemia de covid-19, Meadows respondeu: “Porque é um vírus muito contagioso, como o da gripe”, acrescentando que a Casa Branca está a tentar contê-lo.

Os seus comentários acontecem um dia depois de Trump ter insistido que os Estados Unidos estão a “virar a página” da pandemia e que os dados sobre a incidência no país são incríveis, considerando que a subida do número de casos não é algo para causar alarme.

Na sexta-feira, os Estados Unidos registaram um recorde diário de novos contágios de covid-19, com mais de 85.000 em apenas 24 horas, e no sábado quase tocou essa marca, com 83.178, segundo dados da Universidade Johns Hopkins.

Quase 8,6 milhões de norte-americanos foram infetados pelo novo coronavírus desde o início da pandemia, e espera-se que hoje seja ultrapassada a barreira de 225.000 de mortos devido a esta infeção, mais do que em qualquer outro país.

Biden acusa Trump de ter desistido

O candidato democrata à Casa Branca, Joe Biden, Donald Trump de ter “desistido” no combate à pandemia de covid-19, referindo-se às palavras de Meadows. “[Trump] acenou a bandeira branca da derrota”, disse, em comunicado citado pelo jornal Público.

“[Meadows] admitiu esta manhã que a administração desistiu no controlo desta pandemia, que a Casa Branca desistiu no seu dever básica de proteger o povo americano”, disse o ex-vice-presidente dos Estados Unidos.

Também nesta fim-de-semana, um dos principais peritos em doenças infecciosas da Casa Branca, Anthony Fauci, admitiu, em entrevista à BBC, que os Estados Unidos podem ter uma vacina contra a covid-19 já em dezembro, mas alertou, contudo, que a sua distribuição alargada só deverá ocorrer em meados de 2021.

“Acredito que vamos saber se uma vacina é segura e eficaz no fim de Novembro, início de Dezembro (…) Mas quando falamos de vacinar uma proporção substancial da população, e, dessa forma, ter um impacto significativo na dinâmica do surto, isso muito provavelmente não acontecerá antes do segundo ou terceiro trimestre do ano [2021].”

ZAP //

PARTILHAR

RESPONDER

O envelhecimento celular em humanos foi parcialmente revertido (com o uso de oxigénio)

Investigadores da Universidade de Tel Aviv, em Israel, descobriram uma forma de reverter o processo de envelhecimento celular e podem ter feito um avanço na procura pela juventude eterna. O novo estudo publicado na revista Aging …

Porto 0-0 Man City | Pragmatismo portista garante “oitavos”

O FC Porto está nos oitavos-de-final da Liga dos Campeões. Os “azuis-e-brancos” precisavam apenas de um empate, ou que o Olympiacos não vencesse em França, em casa do Marselha, e ambos os pressupostos aconteceram – …

O céu tingiu-se de roxo na Suécia (e a culpa era de uma plantação de tomates)

O céu ficou misteriosamente tingido de roxo em Trelleborg, a cidade mais a sul da Suécia, por causa da luz vinda de uma plantação de tomate enuma cidade próxima. Há algumas semanas, os moradores de Trelleborg …

Maurícias estão a abater um morcego ameaçado de extinção por interesses económicos

O morcego das Maurícias, em perigo de extinção, é mais uma vez o centro de um polémico abate nas mãos do Governo, para alarme das organizações de conservação da vida selvagem. Sob pressão de agricultores e …

Procurador-geral dos EUA: não há provas de fraude eleitoral generalizada

O procurador-geral dos Estados Unidos da América, William Barr, reconheceu hoje que não houve fraude em dimensão suficiente para invalidar a vitória do democrata Joe Biden nas eleições presidenciais norte-americanas. "Nesta altura, não vimos fraude a …

Parque de esculturas subaquático vai ser inaugurado em Miami

Miami vai servir de casa para um novo parque de esculturas subaquático como nunca viu. O ReefLine é projetado para servir como um recife artificial e vai estar disponível a receber visitantes em dezembro de …

Da "política do filho único" aos incentivos à natalidade: como a China tem mudado a sua estratégia populacional

A China está a planear incluir novas medidas para estimular a taxa de natalidade do país e lidar com o rápido envelhecimento da população. A estratégia passa pelo “plano de cinco anos” que deverá estar …

Vacinação será “grande prioridade” de presidência portuguesa da UE

O primeiro-ministro português, António Costa, referiu hoje que a vacinação contra a covid-19 deverá ser uma das “grandes prioridades” da presidência portuguesa do Conselho da União Europeia (UE), após um encontro com o presidente do …

No Cambodja, os aldeões usam "espantalhos mágicos" para afastar a covid-19

Os aldeões do Cambodja têm evitado a pandemia de covid-19 sem máscaras nem distanciamento social, mas sim com "espantalhos mágicos" que espantam o vírus mortal. Os dois espantalhos de Ek Chan, um aldeão de 64 anos, …

O Arecibo desabou. É o fim de uma era à procura de vida extraterrestre

O Observatório de Arecibo, em Porto Rico, morreu. Três semanas depois de um dos principais cabos de sustentação da sua cúpula ter desabado, danificado irremediavelmente o radiotelescópio, o icónico caçador de vida extraterrestre antecipou-se à …