Cartel dos bancos no crédito à habitação aumentou com a crise (e há suspeitas de que se mantém)

A Autoridade da Concorrência (AdC) que condenou 14 Bancos a uma multa recorde de 225 milhões de euros no âmbito do chamado “cartel da banca”, suspeita que as entidades financeiras envolvidas podem estar a continuar a concertação de posições no âmbito de créditos à habitação, ao consumo e às empresas, mantendo as práticas ilegais por que foram condenadas.

Estes dados constam da decisão final da AdC, após uma investigação de sete anos ao chamado “cartel da banca”. A análise resultou num documento de 936 páginas que, após análise da TSF, conclui que não há evidências de que as práticas ilegais tenham terminado nos 14 bancos condenados.

A Caixa Geral de Depósitos (CGD), BBVA, o BIC (pelas acções do antigo BPN), o BPI, o BCP, o BES, o BANIF, o Barclays, a Caixa Central de Crédito Agrícola Mútuo (CCCAM), o Montepio, o Santander (por factos também praticados pelo Banco Popular), o Deutsche Bank e a UCI são os bancos condenados, depois de terem trocado de forma ilegal informação sensível, durante o período entre 2002 e 2013.

A prática de concertação, nomeadamente de spreads (o preço a que os Bancos emprestam o dinheiro e que é fixado por cada instituição de forma livre) nos créditos à habitação, ao consumo e às empresas, terá sido especialmente evidente no seguimento da crise de 2008.

Nessa altura, o Banco Central Europeu (BCE) optou por baixar as taxas de juro para promover a recuperação económica. A par disso, os spreads subiram de forma significativa nos Bancos implicados, o que levou ao aumento dos juros de quem pedia empréstimos.

Na análise da AdC, houve uma “intensificação do intercâmbio de informações a partir, precisamente, do Verão de 2008 quando a Euribor começou a descer de forma acentuada, baixando a taxa de juro do crédito à habitação”, conforme cita a TSF. Essa troca de informações “claramente reservadas” quanto a intenções futuras de baixa de spreads é um caso “mais grave”, entende a entidade.

E não há nada que demonstre, em todos os documentos analisados ao longo dos últimos sete anos, que as práticas proibidas de concertação tenham cessado nos Bancos condenados, vinca a decisão da AdC que data de 9 de Setembro de 2019, como reforça a TSF.

Os Bancos condenados estão a contestar a condenação da AdC, com recursos para o Tribunal da Concorrência. O Barclays e o Montepio que colaboraram na investigação, pediram dispensa ou redução da multa que lhes compete.

Durante a investigação, várias das entidades bancárias implicadas rejeitaram a ideia de troca proibida de dados, alegando que “a informação, alegadamente trocada, deve ser considerada histórica e pública“, como alegou a CGD. O Banco público também referiu que “não é possível estabelecer a autoria material dos documentos” analisados pela AdC.

O BPI argumenta que não sabe qual é a origem de alguns dos documentos, enquanto o Deutsche Bank destaca que não tinha “consciência de que estava a partilhar informação sensível”.

ZAP //

 

PARTILHAR

1 COMENTÁRIO

RESPONDER

Técnicos do INEM recusaram-se a sair em quatro ambulâncias por falta de desinfeção

Técnicos do Instituto Nacional de Emergência Médica (INEM) recusaram-se, nesta segunda-feira, a sair em serviço por falta de desinfeção de quatro ambulâncias destinadas para o transporte de doentes com covid-19. A notícia é avançada esta …

FIFA pede "bom senso" sobre castigos a jogadores que homenageiem George Floyd

A FIFA pediu na segunda-feira "bom senso" na aplicação de possíveis castigos a jogadores que homenageiem durante os encontros o norte-americano George Floyd, que morreu em 25 de maio, após uma ação policial. Em comunicado, a …

China atrasou partilha de mapa genético do novo coronavírus com a OMS

As autoridades chinesas atrasaram mais de uma semana a publicação do genoma do novo coronavírus, após vários laboratórios públicos o terem descodificado, privando a OMS de informação essencial para combater a pandemia, noticia esta terça-feira …

Mosaico romano do século III d.C encontrado intacto no norte de Itália

O piso de um mosaico romano, que os especialistas acreditam ser do século III d.C, foi encontrado intacto em Verona, cidade no norte de Itália. Depois de várias escavações fracassadas, o piso ornamentado foi encontrado junto …

Em 2012, Passos Coelho teve um "paraministro". Costa achou "um escândalo"

Enquanto primeiro-ministro, Pedro Passos Coelho entregou três dossiês ao então responsável da Goldman Sachs e do FMI, António Borges. António Costa achou "um escândalo". Em 2012, o então primeiro-ministro Pedro Passos Coelho entregou a António Borges …

Deputados obrigados a usar máscara mesmo nas intervenções orais no Parlamento

A Assembleia da República pediu um parecer à Direção-Geral da Saúde (DGS) sobre a opção de retirar a máscara durante as intervenções parlamentares. A partir desta semana, os deputados serão obrigatórios a manter a máscara …

Grávidas com covid-19 podem ter um maior risco de lesões na placenta

As mulheres que contraem a covid-19 durante a gravidez podem correr um maior risco de sofrer lesões na placenta, concluiu uma nova investigação. Comparativamente com as mulheres não infetadas com o novo coronavírus, as mulheres infetadas …

George Floyd morreu devido a asfixia, revela autópsia independente

A autópsia pedida pela família de George Floyd revelou que o afro-americano morreu de asfixia devido à compressão do pescoço e das costas quando um polícia de Minneapolis o pressionou contra o chão com o …

Bolsonaro falou com Trump sobre participação do Brasil no "novo G7". Canadá rejeita incluir Rússia

O Presidente brasileiro, Jair Bolsonaro, disse na segunda-feira que conversou com o seu homólogo dos Estados Unidos sobre a possibilidade de o Brasil fazer parte do novo modelo de G7 proposto por Donald Trump. “Conversei, na …

Estar à beira da morte é uma experiência feliz (e a razão pode estar no cérebro)

A comunidade científica tenta há muito tempo entender o motivo pelo qual as experiências de quase-morte (EQM) são descritas como "pacíficas" ou "felizes". Christof Koch, cientista do Instituto Allen de Ciêncis do Cérebro, considera que a …