Carros da Volkswagen saem da oficina com ainda mais emissões poluentes

Julian Stratenschulte / EPA

-

A Deco Proteste insiste que se verifica um aumento das emissões poluentes de carros da Volkswagen testados depois da intervenção obrigatória da marca alemã, para reparar a fraude que afeta 11 milhões de automóveis.

Passado mais de um ano sobre o escândalo Volkswagen (VW), o Parlamento Europeu recordou há uma semana que os consumidores europeus afetados pelo escândalo devem ser indemnizados pelos fabricantes de automóveis implicados na fraude, tal como estão a ser os consumidores norte-americanos afetados pelo escândalo que envolver a marca automóvel alemã.

“Testámos mais dois carros submetidos à intervenção obrigatória decorrente da fraude cometida pela Volkswagen. A conclusão repete-se: as emissões aumentam. Não há qualquer correção ou diminuição”, denuncia esta terça-feira a associação de defesa dos consumidores.

Na opinião da Deco, é “necessário reavaliar com urgência” a intervenção técnica que está a ser feita pela Volkswagen aos carros afetados pela fraude e ainda que seja assegurada “a sua eficácia na redução de emissões”. A associação denuncia ainda, mais uma vez, a falta de apuramento da verdade pela justiça.

“Tal como já tínhamos feito há cerca de meio ano, em conjunto com as nossas congéneres Altroconsumo (Itália), OCU (Espanha) e Test’Achats (Bélgica), quando testámos um Audi Q5 TDI 2.0, submetemos agora a análise laboratorial um Volkswagen Polo TDI 1.2 e um Volkswagen Golf TDI 1.6.”, refere a Deco.

A metodologia agora utilizada foi a mesma de há seis meses, uma medição aos níveis de emissões “imediatamente antes e depois” da intervenção oficial da marca alemã.

“Os resultados que obtivemos – aumento generalizado das emissões de óxido de azoto (NOx) – voltam a pôr em causa a eficácia do procedimento”, alertou novamente a associação.

Nos três carros agora testados, a associação diz ter sido possível verificar um aumento das emissões após a intervenção técnica, saldado em mais 13,3% de emissões no Audi Q5, mais 6,3% no VW Polo e mais 23,2% no VW Golf.

“Continuamos a aguardar que a Volkswagen ou as autoridades dos vários estados europeus comprovem a eficácia da intervenção técnica, entretanto homologada pela autoridade alemã KBA, e justifiquem a sua obrigatoriedade, dada a sua aparente ineficácia”, conclui a associação naquele comunicado.

No dia 14 de março, na apresentação de resultados na sede do fabricante automóvel alemão, o presidente da Volkswagen, Matthias Müller, afirmou que os resultados de 2016, em que ganhou mais de 5,1 mil milhões de euros, demonstram que o grupo está “financeiramente bem equipado para superar as consequências da crise do ‘diesel'”.

Nesse encontro, foi ainda revelado que todas as marcas do grupo Volkswagen tiveram no ano passado lucro operacional, incluindo a espanhola Seat, que regressou aos ganhos pela primeira vez desde 2007.

Em 2015, o grupo Volkswagen tinha tido resultados negativos líquidos de 1,582 mil milhões de euros devido ao escândalo do ‘diesel’, enquanto que 2016, apesar das previsões de “um ano de pesadelo” para a marca, acabou por ser um ano “muito positivo”, segundo Matthias Müller.

Na semana passada, o Parlamento Europeu aprovou um reforço da fiscalização ao setor automóvel, incluindo medidas para prevenir eventuais práticas ilegais por parte dos fabricantes de automóveis, que passem a aplicar corretamente as regras europeias e a assegurar uma fiscalização eficaz.

A Deco, que aplaudiu esta posição do Parlamento Europeu, enalteceu o alerta quanto à necessidade de os consumidores europeus afetados pelo escândalo serem compensados, tal como estão a ser os consumidores dos EUA, onde 10 mil milhões de dólares foram já destinados a compensações aos consumidores da marca.

A campanha “Quero Justiça” é a face visível mais recente da luta da Deco Proteste e de outras organizações europeias de defesa dos consumidores, como a Altroconsumo (Itália), OCU (Espanha) e Test’Achats (Bélgica) por um tratamento igual dos consumidores afetados pela manipulação fraudulenta de emissões.

// Lusa

PARTILHAR

1 COMENTÁRIO

RESPONDER

Quase 40% dos americanos com dificuldades financeiras. Doar sangue é a sua maior receita

A economia dos Estados Unidos (EUA), considerada uma das maiores do mundo, permitiu avanços sociais e tecnológicos inestimáveis. Contudo, atualmente, cerca de 40% dos norte-americanos afirmam ter dificuldade em pagar por comida, por habitação, por …

"Políticos devem ser colocados contra a parede". Greta pede desculpa

A ativista do clima Greta Thunberg pediu desculpa por ter dito que os políticos devem ser colocados “contra a parede”, após diversas pessoas terem considerado que a jovem estava a defender a violência. A sueca de …

Carnaval belga retirado da lista de Património Imaterial da UNESCO após queixas de antissemitismo

As festas da cidade de Aalst, na Bélgica, foram retirada da lista do Património Imaterial da Humanidade, depois de a UNESCO ter sancionado a presença de carros carnavalescos contendo imagens antissemitas. O presidente da Câmara …

Conselho de Ministros aprova proposta de OE2020 (e foram quase 10 horas de reunião)

O Conselho de Ministros aprovou hoje a proposta de Orçamento do Estado para 2020, dez horas depois de a reunião extraordinária ter começado, anunciou hoje o primeiro-ministro na sua página na rede social Twitter. "O Conselho …

Nova espécie de baleia mostra como este animal evoluiu para conseguir nadar

Cientistas descobriram uma nova espécie de baleia, que existiu há 35 milhões de anos, que pode dar novas pistas sobre como as baleias evoluíram para conseguir nadar. De acordo com a revista Newsweek, os investigadores analisaram …

Casal separado após sobreviver a Auschwitz reencontra-se 72 anos depois em Nova Iorque

Em 1944, David Wisnia e Helen "Zippi" Spitzer eram dois prisioneiros judeus e secretamente namorados que, miraculosamente, conseguiram sobreviver ao campo de concentração nazi Auschwitz, na Polónia. Porém, no final da guerra, foram separados depois de …

Benfica 4-0 Famalicão | Pizzi entrega saco cheio de Natal

O Benfica terminou o seu ano de Liga NOS com mais uma vitória, de novo por 4-0, tal como havia acontecido na anterior partida no Estádio da Luz, ante o Marítimo. Desta vez frente ao …

Morreu o ator Danny Aiello

Morreu esta quinta-feira, em Nova Jérsia, o ator Danny Aiello, que recordamos pelos seus muitos êxitos dos anos 80. Tinha 86 anos. "É com profunda dor que comunicamos que Danny Aiello, amado marido, pai, avô, ator …

Videojogo chinês incita jogadores a atacar os "traidores" em Hong Kong

Há um novo videojogo que está a ganhar popularidade na China. Chama-se "Fight the Traitors Together" e permite que os jogadores ataquem manifestantes de Hong Kong. No jogo, os jogadores podem bater nos manifestantes pró-democracia, sendo …

Mundial de Clubes proíbe demonstrações públicas de afeto

Começou na passada quarta-feira, dia 11 de dezembro, em Doha, capital do Catar, o Mundial de Clubes da FIFA, prova onde estão inseridos clubes como Flamengo e Liverpool. E esta até poderia ser mais uma …