/

Carro a hidrogénio vai aguentar-se durante 2 mil quilómetros

5

(dr) Volkswagen

Carro hidrogénio Volkswagen

Afinal, a Volkswagen também aposta nos carros a hidrogénio e já pediu o registo de patente para a nova viatura.

A Volkswagen parecia distante do mercado dos carros movidos a hidrogénio mas, afinal, a realidade é outra.

No ano passado, lembra o portal El Confidencial, o director-geral da Volkswagen assegurou que os carros a hidrogénio “não eram a solução” para o clima.

“A electrificação impôs-se nos transportes. Os debates falsos são uma perda de tempo. Por favor, escutem a ciência“, apelou Herbert Diess.

No entanto, agora a Volkswagen já pediu o registo de patente para a sua nova viatura…movida a hidrogénio.

O novo carro, que está a ser desenvolvido pela empresa alemã, deverá ser mais barato do que os modelos de concorrência e, sobretudo, vai percorrer 2 mil quilómetros com um único depósito.

A maior diferença entre este novo carro e os carros de Hyundai e Toyota está na membrana utilizada nas células de hidrogénio: é de cerâmica, não de plástico. Não precisa de platina – e fica mais barata.

Essa membrana não precisa de ser humedecida e vai reduzir custos na fabricação dos carros.

A ideia é apresentar este carro, no máximo, em 2026.

  ZAP //

5 Comments

  1. Já há muito que digo: o futuro da mobilidade será o hidrogénio. E aos poucos a realidade para aí caminha.
    Quando todos os que agora investem nos elétricos perceberem que afinal isto vai é pelo hidrogénio…

    • Boa sorte com o hidrogênio e uma boa carteira parte continuar a depender das petrolíferas agora disfarçadas no lobby do H2

  2. Não tenho dúvida que o futuro pertence aos carros a hidrogénio.
    Os carros elétricos apenas irão assegurar a transição, pois não há lítio que chegue no mundo. E a poluição que representam é um problema real e insolúvel para os engenheiros. Esperem só para ver…
    Não vou comprar carro elétrico. Vou manter o meu carro a combustão até que o meu modelo a hidrogénio chegue ao mercado.

    • Totalmente de acordo. De salientar que os carros a hidrogénio são elétricos (têm uma fuellcell). A diferença é que a bateria será o hidrogénio e não uma coisa dispendiosa, arcaica e intolerável em termos ambientais feita em lítio.
      Os últimos grandes lançamentos da indústria automóvel (VW, Renault,…) são modelos a hidrogénio. A Toyota só aposta no hidrogénio.

    • Por favor explique onde é que vai conseguir hidrogénio em quantidades suficientes para substituir o que agora é obtido com motores de combustão funcionando com combustíveis fósseis. Esta questão existe há décadas. O hidrogénio obtido a partir da cisão de hidrocarbonetos fósseis ou a partir de electricidade gerada com combustíveis fósseis não constitui solução, é apenas disfarçar/esconder o problema. Os defensores da célula a hidrogénio nunca responderam a esta questão. Sou 200% a favor da redução/ mitigação da emissão de gases resultantes do processamento dos combustíveis fósseis. Mas não alinho em “soluções” disfarçadas de “milagres”.

Deixe o seu comentário

Your email address will not be published.