Qilin: nova bateria carrega 80% em 10 minutos, com autonomia para 1000 km

Nova bateria vai diminuir consideravelmente o tempo de carregamento do carro eléctrico. Densidade energética é essencial.

O tempo de carregamento continua a ser um motivo de hesitação para algumas pessoas, quando se pensa em comprar um carro eléctrico.

No entanto, da China chega uma nova bateria que pode marcar um avanço importante nesta questão fundamental.

A CATL, que fornece material para as “gigantes” Tesla e Volkswagen, desenvolveu uma nova bateria, a Qilin, que recupera 80% da bateria do carro em 10 minutos, em postos de carregamento rápido.

Uma rapidez que se baseia num novo sistema de arrefecimento celular, cuja potência para troca de calor é quatro vezes maior do que na geração anterior. Vai haver uma maior troca energética em menos tempo (e sem risco de sobreaquecimento).

Além disso, a Qilin deverá prolongar a autonomia do carro, que poderá circular durante 1.000 quilómetros sem necessidade de carregamento.

Os números divulgados pelo Auto Esporte acrescentam que a grande mudança nesta bateria é a densidade energética: 255 Wh/kg. Ou seja, mais de 25% superior às habituais densidades de 200 Wh/kg.

Essa densidade energética maior é a base para a autonomia de 1.000 quilómetros – contudo, como se sabe, essa “resistência” depende de quem está a conduzir. A velocidade, o estilo de condução, os percursos mais utilizados: tudo interfere no gasto, tal como acontece com os combustíveis.

Nesta inovação chinesa, cerca de 72% da célula é dedicada somente à bateria – uma subida considerável, tendo em conta que na primeira geração desta bateria, a percentagem rondava os 50%.

As primeiras baterias deste género devem começar a ser implementadas em carros eléctricos no início do próximo ano.

  ZAP //

Deixe o seu comentário

Your email address will not be published.