O que é que Carlos Alexandre quer perguntar a António Costa

Tiago Petinga / Lusa

O primeiro-ministro tem cerca de 10 dias para responder às 100 perguntas que o juiz Carlos Alexandre lhe enviou, por escrito, no âmbito do processo do roubo de armas em Tancos. Entre as perguntas do magistrado, estão questões relativas aos contactos que manteve com o Presidente da República, o ministro da Defesa e os chefes militares, bem como quando teve conhecimento da encenação da Polícia Judiciária Militar (PJM).

O primeiro-ministro vai responder por escrito na qualidade de testemunha do ex-ministro da Defesa Azeredo Lopes, arguido do caso de Tancos, por decisão do juiz Carlos Alexandre que lhe formulou 100 perguntas.

António Costa tem um prazo de 10 dias para responder às 100 perguntas formuladas pelo juiz, as quais poderão, posteriormente, suscitar pedidos de esclarecimento dos advogados e do Ministério Público.

Entre essas perguntas, Carlos Alexandre pretende saber se o primeiro-ministro tinha conhecimento das condições de segurança dos paióis de Tancos, nomeadamente dos problemas que havia, e se também o ministro da Defesa, Azeredo Lopes, os conhecia.

O magistrado também pergunta quando é que Costa soube e quem o informou do furto e se falou dele com o Presidente da República, com o ex-ministro da Defesa, com o chefe do Estado-Maior das Forças Armadas, com o chefe do Estado-Maior do Exército, com o director da PJM, Luís Vieira, com o ministro dos Negócios Estrangeiros e com os responsáveis pelos serviços de segurança e informações.

Carlos Alexandre pergunta ainda sobre se Costa conhecia o teor das relações entre o director da PJM e Azeredo Lopes e se estes mantiveram reuniões para acompanhar o caso, bem como se recebeu o memorando e a fita do tempo com a descrição do furto e a posterior recuperação das armas.

O primeiro-ministro também é questionado sobre se falou com Azeredo Lopes sobre a recuperação das armas antes do debate quinzenal e durante o Conselho de Ministros, ou se abordou Marcelo Rebelo de Sousa sobre a investigação ao assalto.

O processo de Tancos tem 23 acusados, incluindo o ex-director nacional da PJM, o ex-porta-voz da PJM Vasco Brazão e o ex-fuzileiro João Paulino que é apontado como o cabecilha do furto. Em conjunto, respondem por crimes de terrorismo, associação criminosa, denegação de justiça e prevaricação, falsificação de documentos, tráfico de influências, abuso de poder, receptação e detenção de arma proibida.

O furto das armas em Tancos foi divulgado pelo Exército a 29 de Junho de 2017 com a indicação de que ocorrera no dia anterior. A alegada recuperação do material de guerra furtado teria ocorrido na região da Chamusca, Santarém, em Outubro de 2017 numa operação da PJM em conjunto com elementos da GNR de Loulé.

ZAP // Lusa

PARTILHAR

RESPONDER

Maduro ofereceu oxigénio ao Amazonas (quando há venezuelanos a morrerem por falta dele)

O presidente da Venezuela, Nicolás Maduro, ofereceu oxigénio hospitalar ao Estado do Amazonas, no Brasil, para ajudar a combater a falta deste gás devido ao elevado número de casos de covid-19. Uma generosidade que está …

Pior dia da pandemia. Portugal regista 10.947 infetados e 166 mortos em 24 horas

O boletim epidemiológico da Direção-Geral da Saúde (DGS) revela que, este sábado, Portugal atingiu dois recordes num só dia. Portugal voltou a registar um novo máximo este sábado, no dia dois do novo confinamento. Nas últimas …

Vírus duplica incidência em Espanha. Já provocou quase 2.500 mortos em 2021

Nos primeiros 15 dias de 2021, o número de infeções por covid-19 duplicaram em Espanha, com mais 300 mil novos contágios e 2.477 mortes, segundo números das autoridades sanitárias. Espanha começou o ano de 2021 com …

Apoio do Governo para pagar conta da luz em Janeiro não passa dos 2,40 euros por família

O apoio extraordinário que o Governo vai dar às famílias portuguesas para o pagamento da conta da luz, neste mês de Janeiro, devido ao confinamento e às temperaturas anormalmente baixas, é modesto. A verba máxima …

Crónica ZAP - Nota Artística por Nuno Miguel Teixeira

Nota artística: um clássico que valia 14 pontos

https://soundcloud.com/nuno-teixeira-264830877/fc-porto-1-1-benfica-o-musical-1 Chegámos.   Chegámos ao grande jogo do campeonato. Desta vez aparece no calendário só a meio de Janeiro, mas cá está ele. O grande jogo. "Ai não! Há Sporting, há Boavista, há Braga!". O Sporting e o …

Armin Laschet sucede a Angela Merkel na liderança da CDU

Este sábado, Armin Laschet foi eleito líder do partido alemão União Democrata-Cristã (CDU), depois de Angela Merkel ter abandonado o cargo, em setembro. Armin Laschet, chefe do governo da Renânia do Norte-Vestfália, é o novo líder …

"Não há vagas". Ambulâncias fazem fila à porta dos hospitais (até parece Itália em Março)

Os engarrafamentos de ambulâncias à entrada das urgências dos Hospitais de Torres Vedras e de Santa Maria, em Lisboa, ilustram a gravidade do que está a acontecer no Serviço Nacional de Saúde (SNS) com o …

PSD prepara reforma do sistema político e quer "conquistar" PS

Até maio, o PSD vai lançar um processo de debate, interno e externo, para preparar uma série de reformas no sistema político, na Justiça e para a revisão constitucional. O PSD vai preparar um pacote de …

Arranca na Índia a "maior campanha de vacinação do mundo"

Começou este sábado, na Índia, aquela que é considerada a "maior campanha de vacinação do mundo" pelo Governo de Narendra Modi. Depois de ter registado 175 mortes e 15.158 novos casos nas últimas 24 horas, a …

Entre críticas e um mea culpa, Marcelo não quer "sistema manco" e deixa recados à direita e esquerda

Marcelo Rebelo de Sousa deixa algumas críticas ao Governo e aos partidos políticos pela forma como tem sido alinhada a resposta à pandemia de covid-19, mas também faz um mea culpa quanto ao alívio das …