Carga viral na saliva ajuda a determinar o futuro de pacientes infetados com covid-19

Robin Van Lonkhuijsen / EPA

A carga viral na saliva de um paciente infetado com o novo coronavírus pode ajudar a prever o seu futuro quadro clínico, conclui um novo estudo da Universidade de Yale, que associou a quantidade de vírus à gravidade da doença.

A descoberta é de investigadores da Universidade de Yale, nos Estados Unidos, que descobriram uma relação entre a carga viral e as consequências da doença no infetado.

“A carga viral na saliva nos primeiros momentos [de infeção] está correlacionada com a gravidade da doença e com a mortalidade”, disse a equipa da imunologista Akiko Iwasaki, que analisou exaustivamente 154 pacientes com covid-19 no hospital universitário da cidade de New Haven.

Os dados mostram que os níveis virais aumentam progressivamente, de um mínimo em pacientes com sintomas leves, a um máximo em pacientes gravemente doentes e em pessoas que morreram de covid-19.

Além disso, a carga viral mais alta na saliva parece estar associada a fatores de risco conhecidos, como idade avançada, sexo masculino, cancro, insuficiência cardíaca, hipertensão e doenças pulmonares crónicas, relata o jornal espanhol El País.

“Se tirássemos amostras de saliva e analisássemos a carga viral – principalmente no início da infeção, quando a pessoa chega ao hospital – poderia ajudar muito para que os médicos previssem o prognóstico do paciente e a escolha dos tratamentos“, diz o microbiologista espanhol Arnau Casanovas, também autor do novo estudo, que ainda aguarda revisão para ser publicado numa revista especializada.

A equipa liderada por Iwasaki argumenta que a saliva ajuda a prever a progressão da doença muito melhor do que amostras colhidas com um cotonete nasofaríngeo – zaragatoa inserida pelo nariz.

Segundo os investigadores, estas amostras recolhidas com a zaragatoa apenas refletem a multiplicação do vírus no trato respiratório superior, enquanto a saliva também mostra a situação nos pulmões.

Algumas pesquisas mostram ainda que uma maior carga viral na saliva também está associada a uma maior quantidade de biomarcadores no sangue e que essa carga viral mais elevada está ligada a níveis mais baixos de plaquetas, leucócitos e anticorpos específicos contra o coronavírus.

“Traz uma perspetiva valiosa: que a saliva pode ter um valor maior do que se pensava para diagnóstico e prognóstico”, disse Elisabet Pujadas, patologista espanhola e investigadora da Escola de Medicina Icahn do Hospital Mount Sinai, em Nova Iorque, que aplaude o novo estudo.

A equipa do Pujadas publicou, em agosto, um artigo que mostra a relação entre a maior carga viral analisada em amostras de nasofaringe e a mortalidade por covid-19.

“É possível que a saliva reflita melhor a infeção do trato respiratório inferior”, afirma.

Pujadas realça, porém, que a nova análise inclui apenas 154 pacientes e que, por isso, seria “prematuro” concluir que a saliva deveria agora ser usada em vez das amostras nasofaríngeas.

Para a patologista espanhola, a principal lição é que não se devem classificar pacientes covid apenas com um simples positivo ou negativo. É preciso medir a respetiva carga viral.

“Para certos vírus, como o HIV, o padrão de qualidade é a carga viral, porque anos de pesquisa mostraram que tem implicações importantes para o risco do paciente e afeta a estratégia de tratamento. O mesmo deve acontecer com a covid-19 “, conclui Pujadas.

Sofia Teixeira Santos Sofia Teixeira Santos, ZAP //

PARTILHAR

RESPONDER

Cientistas criam massa que muda de formato assim que entra em contacto com a água

Da penne à fusilli: as pessoas adoram massas pelos seus formatos. Agora, uma equipa de cientistas liderada pelo Morphing Matter Lab da Carnegie Mellon University está a desenvolver massas planas que se transformam em formas …

Australiana fez uma cirurgia para remover as amígdalas (e acordou com um sotaque irlandês)

No dia 19 de abril, Angie Mcyen foi submetida a uma cirurgia para remover as amígdalas, um procedimento bastante simples que demorou apenas meia hora. Uns dias depois, acordou e apercebeu-se de que tinha um …

“Foi o crime do século“. Museu Britânico mostra o impacto do assassinato de Thomas Becket na Europa

Thomas Becket foi abatido dentro da Catedral de Cantuária por cavaleiros da comitiva do rei Henrique II. O assassinato, em 1170, causou ondas de choque em toda a Inglaterra. Agora, o religioso será recordado através …

Na Índia, ser-se rico ou pobre pode fazer a diferença no acesso à vacina

A Índia enfrenta uma grave escassez de vacinas contra a covid-19. Até ao momento, só 2,5% da população recebeu ambas as doses, enquanto 10% recebeu uma. Na Índia, as pessoas que vivem em cidades com fácil …

Ilha italiana torna-se "covid-free" e mostra-se pronta para receber turistas de todo o mundo

Numa altura em que vários países da Europa já começam a planear a abertura ao turismo de forma intensiva, há regiões que mostram já estar um passo à frente. É o caso da ilha de …

Política chinesa torna uigures reféns nas suas próprias casas

A China introduziu, em 2016, uma política de parentesco para promover a harmonia nacional e a unidade étnica, levando a que desde então mais de 1,1 milhões de funcionários do Estado ocupassem periodicamente as casas …

O palco de um dos maiores contos britânicos de sempre vai transformar-se num hostel

A Irlanda aprovou uma proposta para converter num hostel um dos pontos de referência de James Joyce mais icónicos de Dublin. O irlandês James Joyce é um dos maiores escritores da literatura britânica, sendo autor de …

Liz Cheney é a cara da oposição ao "trumpismo" no Partido Republicano

Esta quarta-feira, e depois de ter criticado o antigo Presidente dos Estados Unidos, a congressista Liz Cheney foi afastada de um cargo de liderança no Partido Republicano. Na noite desta terça-feira, e pouco antes de …

SC Braga punido com dois jogos à porta fechada por falta de habilitações de Custódio

O Sporting de Braga foi punido com dois jogos de interdição do seu estádio, após queixa da Associação Nacional de Treinadores de Futebol (ANTF), devido à falta de habilitações de Custódio, anunciou o Conselho de …

Marinha dos EUA faz apreensão de armas ilícitas no Mar da Arábia

A Marinha dos Estados Unidos apreendeu um carregamento ilícito de armas no Mar da Arábia, anunciou a Quinta Frota da Marinha americana. A apreensão do arsenal foi feita pelo navio USS Monterey na passada quinta-feira, dia …