Carga viral na saliva ajuda a determinar o futuro de pacientes infetados com covid-19

Robin Van Lonkhuijsen / EPA

A carga viral na saliva de um paciente infetado com o novo coronavírus pode ajudar a prever o seu futuro quadro clínico, conclui um novo estudo da Universidade de Yale, que associou a quantidade de vírus à gravidade da doença.

A descoberta é de investigadores da Universidade de Yale, nos Estados Unidos, que descobriram uma relação entre a carga viral e as consequências da doença no infetado.

“A carga viral na saliva nos primeiros momentos [de infeção] está correlacionada com a gravidade da doença e com a mortalidade”, disse a equipa da imunologista Akiko Iwasaki, que analisou exaustivamente 154 pacientes com covid-19 no hospital universitário da cidade de New Haven.

Os dados mostram que os níveis virais aumentam progressivamente, de um mínimo em pacientes com sintomas leves, a um máximo em pacientes gravemente doentes e em pessoas que morreram de covid-19.

Além disso, a carga viral mais alta na saliva parece estar associada a fatores de risco conhecidos, como idade avançada, sexo masculino, cancro, insuficiência cardíaca, hipertensão e doenças pulmonares crónicas, relata o jornal espanhol El País.

“Se tirássemos amostras de saliva e analisássemos a carga viral – principalmente no início da infeção, quando a pessoa chega ao hospital – poderia ajudar muito para que os médicos previssem o prognóstico do paciente e a escolha dos tratamentos“, diz o microbiologista espanhol Arnau Casanovas, também autor do novo estudo, que ainda aguarda revisão para ser publicado numa revista especializada.

A equipa liderada por Iwasaki argumenta que a saliva ajuda a prever a progressão da doença muito melhor do que amostras colhidas com um cotonete nasofaríngeo – zaragatoa inserida pelo nariz.

Segundo os investigadores, estas amostras recolhidas com a zaragatoa apenas refletem a multiplicação do vírus no trato respiratório superior, enquanto a saliva também mostra a situação nos pulmões.

Algumas pesquisas mostram ainda que uma maior carga viral na saliva também está associada a uma maior quantidade de biomarcadores no sangue e que essa carga viral mais elevada está ligada a níveis mais baixos de plaquetas, leucócitos e anticorpos específicos contra o coronavírus.

“Traz uma perspetiva valiosa: que a saliva pode ter um valor maior do que se pensava para diagnóstico e prognóstico”, disse Elisabet Pujadas, patologista espanhola e investigadora da Escola de Medicina Icahn do Hospital Mount Sinai, em Nova Iorque, que aplaude o novo estudo.

A equipa do Pujadas publicou, em agosto, um artigo que mostra a relação entre a maior carga viral analisada em amostras de nasofaringe e a mortalidade por covid-19.

“É possível que a saliva reflita melhor a infeção do trato respiratório inferior”, afirma.

Pujadas realça, porém, que a nova análise inclui apenas 154 pacientes e que, por isso, seria “prematuro” concluir que a saliva deveria agora ser usada em vez das amostras nasofaríngeas.

Para a patologista espanhola, a principal lição é que não se devem classificar pacientes covid apenas com um simples positivo ou negativo. É preciso medir a respetiva carga viral.

“Para certos vírus, como o HIV, o padrão de qualidade é a carga viral, porque anos de pesquisa mostraram que tem implicações importantes para o risco do paciente e afeta a estratégia de tratamento. O mesmo deve acontecer com a covid-19 “, conclui Pujadas.

Sofia Teixeira Santos, ZAP //

PARTILHAR

RESPONDER

"Era como se a morte estivesse num copo." No século XVIII, o gin estava a arruinar a Inglaterra

A bebida alcoólica tornou-se tão popular no Reino Unido que os empresários começaram a utilizar todo o tipo de aditivos para enriquecerem. No século XVIII, o gin tornou-se a maior droga que o homem poderia consumir …

Vacinar animais contra a covid-19? Dezenas de zoos nos EUA estão a avançar com a ideia

Cerca de 70 jardins zoológicos e espaços de conservação nos Estados Unidos estão a administrar a vacina da farmcêutica veterinária Zoetis aos seus animais. Não são só os humanos que estão a ser vacinados contra a …

Lewis Hamilton: "Eu não disse que estava a morrer"

Acidente com Max Verstappen originou dores no campeão; Helmut Marko disse que já era "espectáculo" a mais. Troca de palavras entre os dois candidatos ao título. Como se esperava, o acidente que envolveu Lewis Hamilton e …

Autorretrato de Frida Kahlo deverá ser vendido por um valor recorde de 30 milhões de dólares

A Sotheby’s espera ultrapassar os 30 milhões de dólares (mais de 25 milhões de euros) com o autorretrato da pintora mexicana Frida Kahlo, no qual aparece também o seu marido Diego Rivera. O autorretrato Diego y …

David Luiz: "Um dos dias mais especiais da minha vida" - e ainda se fala sobre Jorge Jesus

Flamengo ficou mais próximo de mais uma final da Libertadores, depois de derrotar o Barcelona de Guayaquil. David Luiz estreou-se. O Flamengo venceu o Barcelona de Guayaquil por 2-0, na primeira "mão" das meias-finais da Copa …

Iémen. Escassez de alimentos empurra 16 milhões de pessoas para a fome, revela ONU

Pelo menos 5 milhões de pessoas no Iémen estão à beira da fome e outros 16 milhões estão "a caminhar para a fome", num país dilacerado pela guerra civil. O Programa Mundial de Alimentos (WFP, na …

Presidente da Tunísia governará por decreto, ignorando partes da constituição

O Presidente da Tunísia, Kais Saied, declarou que governará por decreto e ignorará partes da constituição, enquanto se prepara para mudar o sistema político, gerando críticas imediatas da oposição. Desde 25 de julho, dia em que …

Alemanha deixa de pagar quarentena a trabalhadores não vacinados

A Alemanha vai deixar de indemnizar trabalhadores não vacinados que forem forçados a quarentena devido ao coronavírus, por ser "injusto pedir aos contribuintes que subsidiem aqueles que se recusam a ser vacinados", disse na quarta-feira …

Governo acaba com recomendação do teletrabalho

O Conselho de Ministros decidiu acabar com a recomendação da opção pelo teletrabalho e eliminar a testagem em locais de trabalho com mais de 150 trabalhadores. Estas medidas integram a terceira e última fase do plano …

Cansado de denúncias, Betis pede aos seus sócios: "Portem-se bem"

Clube onde jogam dois portugueses quer que os adeptos tenham um "comportamento adequado" durante os jogos no Benito Villamarín. O Betis de Sevilha jogou seis vezes até agora, nesta época. Quatro desses encontros foram disputados em …