“Cápsulas do tempo.” Água de mina sul-africana pode conter vida isolada durante dois mil milhões de anos

(dr) Tullis Onstott and Princeton Institute for the Science and Technology of Materials Imaging & Analysis Center

Célula em divisão

Uma equipa de cientistas encontrou depósitos de água isolados numa mina na África do Sul, que podem conter microrganismos vivos com cerca de dois mil milhões de anos.

Estas “cápsulas do tempo” líquidas, encontradas pela equipa na mina sul-africana, são quentes, salgadas e desprovidas de nutrientes. De acordo com os investigadores, estes depósitos podem ser quimicamente semelhantes aos depósitos de água em Marte.

Os cientistas estimam que os depósitos de água, situados a três quilómetros abaixo da superfície da Terra, foram formados há cerca de dois mil milhões de anos. O líquido surge em fraturas, que existem nas rochas devido a perfurações, o que permitiu aos investigadores libertar parte da água pressurizada e filtrar o material para análise.

Depois de analisarem as amostras, a equipa concluiu que, na água, existe um bioma em forma de haste com bactérias ou micróbios chamados archaea. Uma das células aparentava estar “apertada”, aparentemente num processo de divisão.

Devan Nisson, estudante da Universidade de Princeton, em Nova Jersey, Estados Unidos, afirma que é provável que estas formas encontradas sejam minerais. A equipa apresentou as descobertas preliminares numa reunião da União Geofísica Americana, em São Francisco.

Para determinar com segurança se a água contém células vivas, Nisson e o resto da equipa tentaram extrair e sequenciar o ADN. “Existe a possibilidade de os depósitos de água terem sido isolados a longo prazo. Portanto, esta seria uma excelente oportunidade de ver a vida a evoluir numa bolha.”

Além disso, os dados genéticos ajudariam a revelar se as células são realmente criaturas isoladas durante milhares de milhões de anos, ou se são micróbios mais familiares introduzidos quando os mineiros perfuraram as rochas, adianta a Sputnik News.

Ainda assim, mesmo sem a análise genética, os cientistas conseguiram obter pistas sobre a vida que poderia existir neste lugar. A água destes depósitos é, aproximadamente, sete vezes mais salgada do que a água do mar e atinge temperaturas de até 54 graus Celsius, temperatura no limite do que se acredita que a vida tolera.

Ao mesmo tempo, os cientistas descobriram uma abundância de pequenos ácidos orgânicos que poderiam fornecer o carbono necessário para construir e manter estruturas celulares. Os investigadores também encontraram iõe,s como nitrato e sulfato, que alguns micróbios podem usar em processos metabólicos para gerar energia.

Estas descobertas sugerem que a vida pode sobreviver em ambientes extremos, como nas profundezas da África do Sul. Além disso, estas conclusões dão também aos especialistas esperança de que a vida possa resistir em Marte.

ZAP //

PARTILHAR

RESPONDER

Mulan a preço premium estreia na Disney+ em setembro

A adaptação live-action de Mulan tem nova data de estreia. O anúncio foi feito pela Disney nesta terça-feira (4). O filme chega à plataforma de streaming Disney+ no dia 4 de setembro, estando disponível em …

Belgas trocam as voltas à pandemia e passam férias nas árvores

Enquanto uns passam o verão em casa, outros atrevem-se a ter uma experiência diferente. Alguns belgas estão a passar as noites de verão pendurados em árvores, em tendas em forma de lágrima. A pandemia de covid-19 …

Máscara inteligente traduz até oito línguas (mas não protege do coronavírus)

Esta máscara inteligente, criada por uma empresa japonesa, consegue traduzir o discurso do seu utilizador em várias línguas (mas, por si só, não o protege do novo coronavírus). Quando a pandemia de covid-19 transformou as máscaras …

Empresa fica com excedente de 40 mil quilos de frutos secos devido à covid-19

A GNS Foods, a empresa que nos últimos 30 anos forneceu os frutos secos à American Airlines, ficou com um excedente de 40 mil quilos por causa de restrições impostas devido à covid-19. Servir frutos secos …

Astronautas da NASA fizeram partidas por telefone para "matar" tempo durante o regresso à Terra

Os astronautas da NASA Bob Behnken e Doug Hurley fizeram algumas partidas por telefone durante o regresso à Terra a bordo cápsula Dragon, da empresa SpaceX de Elon Musk, num voo que foi duplamente histórico. …

Em plena pandemia, há um venezuelano que assegura os funerais no Peru

Ronald Marín é a última esperança para os habitantes de Comas, em Lima. O venezuelano é o único que realiza funerais católicos num cemitério longe do centro da capital, em plena pandemia. Vestido com uma túnica …

Covid-19 pôs mais de um milhão de portugueses em teletrabalho no 2.º trimestre

Um milhão de pessoas esteve em teletrabalho no segundo trimestre, sobretudo devido à covid-19, o equivalente a 23,1% da população empregada, enquanto mais de 600 mil não trabalharam nem no emprego nem em casa. De acordo …

Dia da Defesa Nacional regressa ao formato presencial a 2 de setembro

O Dia da Defesa Nacional, que está suspenso desde o dia 9 de março devido à pandemia de covid-19, irá regressar ao formato presencial a 2 de setembro, anunciou o Governo esta quarta-feira. Em comunicado, o …

Norte-americano detido depois de usar fundos da covid-19 para comprar um Lamborghini

As autoridades dos Estados Unidos detiveram um empresário que comprou um carro de luxo da marca Lamborghini com dinheiro que recebeu de programas federais para ajudar os afetados pelo novo coronavírus (covid-19). A notícia é …

FC Porto e Benfica disputam Supertaça a 23 de dezembro

O jogo da Supertaça, que vai opor o FC Porto ao Benfica e que deveria a abrir a temporada 2020/21, vai disputar-se a 23 de dezembro, anunciou, esta quarta-feira, a Federação Portuguesa de Futebol (FPF). Em …