“Não sou uma arma de arremesso na arena política.” Cantora desiste de representar Ucrânia na Eurovisão

A cantora ucraniana Maruv, vencedora do concurso nacional equivalente ao Festival da Canção, e que iria representar a Ucrânia na Eurovisão, renunciou, esta segunda-feira, ao lugar por pressões políticas.

No sábado, Maruv, uma cantora de 27 anos, foi escolhida para representar a Ucrâia na Eurovisão, com o tema “Siren Song”. Esta segunda-feira, Anna Korsun renunciou ao lugar por desentendimentos com a emissora estatal do país, a UA:PBC, que promove o concurso.

Segundo o Observador, o primeiro conflito entre a artista e os organismos ucranianos deveu-se à impossibilidade de atua na Rússia, país com o qual a Ucrânia tem tido confrontos militares e diplomáticos sobretudo desde a anexação da Crimeia pelo regime de Putin, em 2014.

Maruv tinha concertos agendados na Rússia e foi-lhe dado um prazo de 24 horas para assinar um contrato que a impediria de atuar naquele país. Caso não assinasse, não poderia representar a Ucrânia na Eurovisão, apesar de ter vencido o concurso de apuramento.

À BBC, a cantora disse que estava disponível para cancelar a sua digressão à Rússia, mas o contrato que a impedia de atuar naquele país tinha outras cláusulas que considerava problemáticas. Como não quis aceitar aquilo que chamou de “censura“, a cantora desistiu de representar a Ucrânia na próxima edição da Eurovisão.

“Sou uma cidadã da Ucrânia, pago impostos e sinceramente amo a Ucrânia. Mas não estou disponível para me dirigir [às pessoas] com slogans, transformando a minha participação no concurso em promoção dos nossos políticos. Agradeço mesmo e fico muito grata a todos os que acreditaram e votaram em mim. Peço-vos para aceitarem esta situação e não entrarem numa onda de confrontação”, escreveu Maruv no Facebook.

Na mesma publicação, a cantora escreveu que não quis ceder a uma lista de exigências que incluía a impossibilidade de improvisar sem aprovação prévia, de transferir imediatamente os direitos de autor da sua canção para o grupo editorial Warner Music ou de falar com jornalistas sem consentimento.

Em contraposição, a estação pública afirmou que o representando do país tem “o compromisso de ser embaixador cultural da Ucrânia e de não só mostrar a sua música como expressar a opinião da sociedade ucraniana no mundo”.

Como não encontrou “base para acordo”, a UA:PBC expressou receio de que a participação de Maruv pudesse “escalar as divisões na sociedade ucraniana“. O Ministério da Cultura ucraniano apoio a estação, afirmando que apenas “patriotas que estejam conscientes das suas responsabilidades” podem representar o país.

ZAP ZAP //

PARTILHAR

RESPONDER

Carta de 1949 revela que Einstein já suspeitava do "super sentido" dos pássaros

Muitas décadas antes de sabermos que alguns animais têm "super sentidos", como é o caso dos pássaros, já o Nobel da Física discutia esse assunto com outros investigadores. Embora não se conheça o conteúdo da primeira …

Ferro empossa comissão de revisão constitucional por três meses. Iniciativa Liberal retira projeto

O presidente da Assembleia da República, Ferro Rodrigues, deu esta quinta-feira posse à comissão de revisão constitucional por três meses (90 dias), desejando “votos de muito bom trabalho”, na sala do Senado do Palácio de …

Serena Williams: "A prioridade é a minha filha, não os Jogos Olímpicos"

Recordista do ténis feminino deixa a entender de que não vai a Tóquio. Naomi Osaka coloca dúvidas à volta do próprio evento. "Sou atleta e, por isso, é claro que o meu pensamento imediato é: quero …

A Cidade do México está a afundar a um ritmo incontrolável

Um novo estudo mostra que a Cidade do México, a metrópole mais populosa da América do Norte, afundou tanto que será impossível salvá-la. Depois de séculos de drenagem dos aquíferos subterrâneos, o leito do lago no …

Micróbios podem já estar a comunicar com espécies alienígenas

Os micróbios podem já estar a comunicar com espécies alienígenas, algo semelhante ao que tentamos fazer através do projeto SETI desde 1959. Estaremos sozinhos no Universo? O famoso programa SETI (Search for Extraterrestrial Intelligence) tem tentado …

Tweet de Elon Musk afunda Bitcoins (e dá força à criptomoeda que nasceu como meme)

A Tesla vai deixar de aceitar Bitcoins como forma de pagamento. A revelação foi feita por Elon Musk numa publicação no Twitter e levou à queda do valor da criptomoeda no mercado. A par disso, …

Investigadores criam nova solução para óculos de realidade virtual e aumentada

Uma equipa de investigadores criou uma nova tecnologia para fornecer óculos de realidade virtual que não parecem "olhos de inseto". Num novo artigo publicado na Science Advances, os especialistas descrevem a impressão de ótica de forma …

Genética da população portuguesa pode explicar deficiência de vitamina D

Investigadores portugueses concluíram que a população portuguesa tem uma prevalência superior à média europeia de algumas alterações genéticas que levam a uma predisposição para o défice de vitamina D. Este estudo, coordenado pelo Centro Cardiovascular da …

Polónia quer comprar casa de campo francesa (para recuperar o legado de Marie Curie)

A Polónia quer comprar e renovar a casa de campo francesa de Marie Curie e transformá-la num museu, naquele que é um esforço para reivindicá-la como génio científico e pioneira polaca. Embora tenha nascido na Polónia, …

Min Nyo é jornalista, cobriu os protestos em Myanmar e foi condenado a 3 anos de prisão

Min Nyo, um jornalista birmanês de 51 anos, foi condenado a três anos de prisão pela sua cobertura dos protestos na sequência do golpe de Estado em Myanmar. Min Nyo, que trabalhava para a DVB (Voz …