Campo magnético da Terra desloca-se para oeste (e agora sabemos porquê)

Medimos o campo magnético da Terra há 400 anos. Em todo esse tempo, o campo tem se deslocado inexoravelmente para oeste. Não sabemos porquê, mas uma nova hipótese sugere que ondas lentas e estranhas no núcleo externo da Terra podem ser as causadoras desse desvio.

Chamadas ondas de Rossby, surgem em fluidos rotativos. Também são conhecidas como “ondas planetárias” e são encontradas em muitos corpos grandes e giratórios, como nos oceanos e na atmosfera da Terra, em Júpiter e no sol.

O núcleo externo da Terra também é um fluido rotativo, o que significa que ondas de Rossby também circulam nesse núcleo.

Enquanto as ondas oceânicas e atmosféricas de Rossby têm cristas que se movem para oeste contra a rotação leste da Terra, as ondas de Rossby no núcleo do planeta movem-se na direção contrária – as suas cristas vão sempre para leste.

De acordo com O. P. Bardsley, estudante de doutoramento da Universidade de Cambridge, no Reino Unido, essas ondas no núcleo externo terrestre podem explicar um dos mistérios sobre o nosso campo magnético.

A rotação do ferro magnético no núcleo da Terra dá origem ao campo geomagnético do planeta.

Esse campo geomagnético, por sua vez, protege o planeta da radiação solar, tornando-o importante para a vida na superfície. Sem esse campo, seríamos bombardeados por partículas carregadas do sol.

Enquanto tentava entender as ondas que se propagam por esse núcleo, Bardsley percebeu que as anomalias reveladas por medições de declinação magnética apresentavam uma tendência a mover-se para oeste também.

Nos últimos quatro séculos, os cientistas têm feito medições da declinação magnética – a diferença entre o norte verdadeiro e o ponto em que a agulha da bússola aponta. Como o campo magnético está repleto de pequenas anomalias locais, a agulha da bússola move-se um pouco em comparação com o norte verdadeiro, dependendo de onde está. “A deriva para oeste manifesta-se principalmente como uma série de bolhas sobre o Atlântico, perto do equador”, disse Bardsley.

Teorias para explicar essa deriva têm-se focado na dinâmica do núcleo externo. A hipótese mais popular, segundo Bardsley, é a de que o núcleo externo contém um giro semelhante ao jato de ar da atmosfera, que se move para oeste e arrasta o campo magnético da Terra junto com ele.

O problema é que não há razão particular para que esse giro exista. Até pode existir, mas como não temos evidências diretas dele, outras explicações são possíveis.

Uma possibilidade é a de que as ondas de Rossby são a razão por trás da estranheza do campo magnético na superfície da Terra. As ondas de Rossby no núcleo têm cristas que se movem para o leste, ao contrário da deriva que se move para o oeste. Mas as cristas de ondas nem sempre representam o seu movimento total de energia.

“É perfeitamente possível ter um grupo de ondas onde as cristas estão a ir para leste, mas a maior parte da energia está a ir para oeste”, afirmou Bardsley.

Medidas da superfície do campo geomagnético podem ler a maior parte da sua energia, mas não todos os pequenos detalhes. Assim, as ondas de Rossby com uma tendência de larga escala para mover a sua energia para oeste poderiam explicar o deslocamento para o oeste medido sobre o Oceano Atlântico.

Os detalhes de pequena escala, como as cristas que se movem para leste, seriam impossíveis de detetar. A hipótese do investigador foi publicada na quarta-feira num artigo na revista Proceedings of the Royal Society A.

PARTILHAR

RESPONDER

Ignorando as sanções dos EUA, Huawei lança novos modelos em Londres

A Huawei cumpriu o calendário e revelou novos modelos de telemóveis da marca Honor em Londres. Apesar da guerra aberta com os EUA, o evento não se desviou do guião e nenhuma declarações foi feita …

Jurados do julgamento de Rosa Grilo ganham 120 euros por dia

Por cada dia em tribunal, os jurados do julgamento de Rosa Grilo recebem 120 euros por dia. Para se tornarem elegíveis, basta terem a escolaridade obrigatória e ter menos de 65 anos. Esta terça-feira foram já …

Encontrados misteriosos "vasos da morte" numa floresta remota do Laos

Investigadores descobriram 15 locais no país do Laos, no Sudeste Asiático, que continham mais de cem enormes jarros de pedra de há cerca de mil anos. Acredita-se que os potes tenham sido usados ​​para armazenar …

Vem aí um Verão histórico. Ondas de calor e temperaturas de 43 graus

Este vai ser um Verão escaldante em Portugal. A previsão é de especialistas meteorológicos e aponta que a partir de Junho a temperatura vai começar a subir até atingir valores históricos. Os portugueses devem preparar-se …

Ter como religião a canábis. Freiras feministas controlam negócio milionário

Não há missas nem cânticos, nem tão pouco uma religião específica. Apesar disso, as "Irmãs do Vale" vestem hábitos de freiras e gerem um negócio de produção e venda de canábis para fins medicinais. E …

IRS. 3.000 contribuintes ricos pagam tanto como quase um milhão com rendimentos mais baixos

O número de contribuintes com rendimento superior a 250 mil euros por ano aumentou em 2017, de acordo com os dados da Autoridade Tributária (AT). Os contribuintes mais ricos são agora 3.125, mais 422 do …

José Sena Goulão / Lusa

Europeias: Com Rio chocado e Rangel emocionado, Marques encostou-se aos pesos-pesados

No rescaldo de mais um dia de campanha eleitoral para as europeias de domingo, apareceu Paulo Portas e com Rui Rio indignado com a RTP por causa da sondagem que dá vantagem ao PS, dois …

Estivadores de Setúbal atrasaram a economia portuguesa

Segundo a Organização para a Cooperação e Desenvolvimento Económico (OCDE), as "ações sindicais no porto de Setúbal, em novembro e dezembro, restringiram as exportações de automóveis". A Organização para a Cooperação e Desenvolvimento Económico (OCDE) culpa …

Portugal tem a eletricidade mais cara da União Europeia

Mais de metade do valor que os portugueses pagam pela eletricidade corresponde a impostos e taxas. Só a Dinamarca nos ultrapassa no que diz respeito ao preço da eletricidade. No segundo semestre de 2018, Portugal teve …

Fundação José Berardo em risco de falência

A sobrevivência da Fundação José Berardo "está dependente de apoio financeiro" do fundador, devido ao passivo de quase mil milhões de euros e que equivale às dívidas que três bancos tentam cobrar ao empresário madeirense. A …