Campo magnético da Terra desloca-se para oeste (e agora sabemos porquê)

Medimos o campo magnético da Terra há 400 anos. Em todo esse tempo, o campo tem se deslocado inexoravelmente para oeste. Não sabemos porquê, mas uma nova hipótese sugere que ondas lentas e estranhas no núcleo externo da Terra podem ser as causadoras desse desvio.

Chamadas ondas de Rossby, surgem em fluidos rotativos. Também são conhecidas como “ondas planetárias” e são encontradas em muitos corpos grandes e giratórios, como nos oceanos e na atmosfera da Terra, em Júpiter e no sol.

O núcleo externo da Terra também é um fluido rotativo, o que significa que ondas de Rossby também circulam nesse núcleo.

Enquanto as ondas oceânicas e atmosféricas de Rossby têm cristas que se movem para oeste contra a rotação leste da Terra, as ondas de Rossby no núcleo do planeta movem-se na direção contrária – as suas cristas vão sempre para leste.

De acordo com O. P. Bardsley, estudante de doutoramento da Universidade de Cambridge, no Reino Unido, essas ondas no núcleo externo terrestre podem explicar um dos mistérios sobre o nosso campo magnético.

A rotação do ferro magnético no núcleo da Terra dá origem ao campo geomagnético do planeta.

Esse campo geomagnético, por sua vez, protege o planeta da radiação solar, tornando-o importante para a vida na superfície. Sem esse campo, seríamos bombardeados por partículas carregadas do sol.

Enquanto tentava entender as ondas que se propagam por esse núcleo, Bardsley percebeu que as anomalias reveladas por medições de declinação magnética apresentavam uma tendência a mover-se para oeste também.

Nos últimos quatro séculos, os cientistas têm feito medições da declinação magnética – a diferença entre o norte verdadeiro e o ponto em que a agulha da bússola aponta. Como o campo magnético está repleto de pequenas anomalias locais, a agulha da bússola move-se um pouco em comparação com o norte verdadeiro, dependendo de onde está. “A deriva para oeste manifesta-se principalmente como uma série de bolhas sobre o Atlântico, perto do equador”, disse Bardsley.

Teorias para explicar essa deriva têm-se focado na dinâmica do núcleo externo. A hipótese mais popular, segundo Bardsley, é a de que o núcleo externo contém um giro semelhante ao jato de ar da atmosfera, que se move para oeste e arrasta o campo magnético da Terra junto com ele.

O problema é que não há razão particular para que esse giro exista. Até pode existir, mas como não temos evidências diretas dele, outras explicações são possíveis.

Uma possibilidade é a de que as ondas de Rossby são a razão por trás da estranheza do campo magnético na superfície da Terra. As ondas de Rossby no núcleo têm cristas que se movem para o leste, ao contrário da deriva que se move para o oeste. Mas as cristas de ondas nem sempre representam o seu movimento total de energia.

“É perfeitamente possível ter um grupo de ondas onde as cristas estão a ir para leste, mas a maior parte da energia está a ir para oeste”, afirmou Bardsley.

Medidas da superfície do campo geomagnético podem ler a maior parte da sua energia, mas não todos os pequenos detalhes. Assim, as ondas de Rossby com uma tendência de larga escala para mover a sua energia para oeste poderiam explicar o deslocamento para o oeste medido sobre o Oceano Atlântico.

Os detalhes de pequena escala, como as cristas que se movem para leste, seriam impossíveis de detetar. A hipótese do investigador foi publicada na quarta-feira num artigo na revista Proceedings of the Royal Society A.

PARTILHAR

RESPONDER

Ex-comandante paraquedista diz que Tancos foi obra de "amadores"

O coronel de infantaria Alves Pereira admitiu "embaraço" pela "falha" e considerou que o "Exército após Tancos é diferente do Exército antes de Tancos". O coronel de infantaria Alves Pereira sustentou esta quarta-feira que o …

Tspiras vence moção de confiança com margem mínima

O primeiro-ministro grego, Alexis Tsipras, viu esta quinta-feira o parlamento aprovar um voto de confiança, dias depois de ter terminado a coligação que viabilizava o seu Governo. Com 151 votos favoráveis, dos 300 parlamentares, Tsipras viu …

Parlamento discute a legalização da canábis para fins recreativos

A legalização da canábis para uso recreativo é debatida esta quinta-feira no Parlamento, com BE e PAN a apresentarem projetos de lei idênticos, discordando apenas quanto aos locais de venda. O Bloco de Esquerda (BE) defende …

Estátua de diabo "alegre demais" divide moradores em Espanha

Uma estátua que representa o diabo foi criticada por ser "alegre demais" por moradores da cidade de Segóvia, em Espanha. A escultura de bronze, que ainda não foi instalada, foi criada em homenagem a uma lenda …

"Incapacidade e incompetência". Fenprof pede a Costa que substitua ministro da Educação

A Federação Nacional de Professores (Fenprof) defendeu esta quarta-feira que o primeiro-ministro substitua o ministro da Educação, devido à sua "incapacidade e comprovada incompetência política" para dirigir as negociações de recuperação de tempo de serviço …

Bombeiros protestam contra a proposta do Governo

De acordo com o sindicato, a proposta do Governo "significa uma desvalorização enorme na carreira". Além disso, critica a ideia de haver uma carreira única de sapadores e municipais nivelada por baixo. Bombeiros municipais e sapadores …

Há uma parte da Antártida que está a encolher (mas não era suposto)

Quando os cientistas falam sobre o derretimento da Antártida, geralmente estão a referir-se à Antártida Ocidental, onde gigantescos glaciares costeiros estão a derramar grandes quantidades de água. Mas, do outro lado das montanhas transantárticas a leste, …

A cor dos olhos pode explicar porque é que as pessoas ficam tristes no inverno

Tempo mais frio e noites mais longas fazem algumas pessoas sentir-se tristes. A isso, dá-e o nome de Transtorno Afetivo Sazonal (TAS). Embora o TAS seja uma forma reconhecida de depressão clínica, os especialistas ainda estão …

Há vida pós-LHC. CERN planeia acelerador de partículas dez vezes mais potente

O futuro da Física de Partículas começa a ganhar forma. O CERN (Laboratório Europeu de Física de Partículas) detalhou esta terça-feira os seus planos para o novo acelerador de partículas que irá suceder o Grande …

DARPA quer construir robôs conscientes usando cérebros de insetos

A DARPA quer construir robôs conscientes usando cérebros de insetos, uma forma de criar novos modelos de inteligência artificial eficientes, que poderiam ser usados para explorar a própria consciência. Ao contrário dos humanos, os insetos operam …