Câmara de Lisboa quer gerir Carris e Metro

anggarfer / Flickr

-

A Câmara de Lisboa e o Governo vão negociar a passagem da gestão da Carris e do Metropolitano para o município antes de a tutela tomar uma decisão definitiva quando à concessão destas empresas de transportes a privados.

A Câmara de Lisboa foi uma das entidades que participou no período de consulta pública sobre a concessão a privados das empresas de transportes Carris e Metropolitano de Lisboa. O Governo pretende lançar o concurso para a concessão destas empresas a privados até ao final do mês de junho.

“O Estado decidiu separar a propriedade da gestão ao admitir concessionar a gestão a privados. Nós constatámos que, relativamente aos termos em que o Estado colocou a questão, temos condições para discutir também com o Estado e assumirmos nós a gestão destas empresas”, disse à agência Lusa o presidente da Câmara de Lisboa, António Costa.

O autarca socialista indicou que a “negociação terá de estar terminada atempadamente para que o Governo possa tomar decisões sobre o futuro das empresas” e a tutela “aceitou negociar antes de tomar uma decisão definitiva sobre a abertura dos concursos”.

“O Governo convidou-nos a participar num processo de avaliação de novos modelos de propriedade e gestão da Carris e do Metro e no quadro desse processo surgiu uma hipótese séria de a câmara assumir essa gestão”, declarou, mostrando-se confiante num acordo.

António Costa marcou para terça-feira uma reunião de câmara extraordinária, onde o PS tem maioria absoluta, para “aprovar formalmente” a abertura destas negociações com o Governo e os moldes da negociação.

Decisões antigas

Além da passagem da gestão dos transportes públicos para o município, António Costa tem reivindicado uma indemnização da parte do Estado pela nacionalização da Carris e do Metropolitano em 1975, até então municipais, mas este assunto fica para já fora desta negociação.

“Não estou a dizer que vamos a abdicar [da questão patrimonial], mas sem prejuízo dessas matérias. Agora estamos disponíveis para negociar o que está em cima da mesa negociar que é a disponibilidade para começar a gerir desde já estas duas empresas. Não tem de ser já amanhã. Vamos abrir negociações e vamos ver”, disse o autarca.

Os moldes da gestão municipal, os custos para o município e o período da gestão são assuntos que António Costa e o Ministério da Economia ainda vão discutir, segundo o autarca.

Melhorar serviços e relação com trabalhadores

“O que faz sentido para a Câmara quando assume a gestão da Carris e do Metro é melhorar o serviço, a cobertura e a satisfação dos utentes, e isso tem de ser feito sem prejudicar a trajetória de consolidação das empresas, nem o equilíbrio financeiro do município”, afirmou.

Estruturas representantes dos trabalhadores da Carris e do Metropolitano têm mantido reuniões com António Costa, que considerou que “há um empenho para encontrar no município soluções” que compatibilizem a defesa dos direitos dos funcionários com situação financeira da empresa e do município.

“Se o processo tiver sucesso, nós garantimos que a propriedade e a gestão da empresa se mantêm públicas“, afirmou, apontando que “seria muito útil por termo ao clima de conflito que se tem arrastado nos últimos anos”.

Para António Costa, a negociação tem de passar também por uma “partilha adequada de responsabilidades de quem é acionista – o Estado – e quem assume gestão – o município” e deverá ser feita de acordo com um “modelo de financiamento sustentável dos investimentos futuros e da exploração e tendo como pressuposto uma solução para os passivos acumulados”.

/Lusa

PARTILHAR

RESPONDER

Salgado acusa Banco de Portugal de "deslealdade" e "desonestidade"

Na contestação à coima aplicada pelo supervisor por violação de normas de prevenção de branqueamento de capitais, a defesa de Ricardo Salgado acusou o Banco de Portugal de ter sido “desleal e desonesto” na forma …

No Reino Unido, só 22% das pessoas que testaram positivo relataram ter sintomas

Um novo estudo acaba de revelar que, no Reino Unido, apenas 22% dos casos positivos tinha sintomas da covid-19 no dia em que fizeram o teste. Um estudo do Office for National Statistics (ONS) britânico, divulgado …

Administração Trump notifica formalmente o Congresso sobre saída da OMS

O Governo norte-americano informou esta terça-feira o Congresso sobre a sua saída forma da Organização Mundial da Saúde (OMS). A Administração Trump já notificou formalmente o Congresso norte-americano de que os Estados Unidos vão sair da …

“Não vou ser infetado e propagar a covid-19”. Burundi anuncia triagem maciça da população

O Governo do Burundi começou esta segunda-feira uma campanha de triagem maciça da covid-19, decisão que demonstra uma alteração das políticas implementadas pelo novo Presidente do país no sentido de combater mais assertivamente a propagação …

Despedida de Centeno e estreia de Leão. Eurogrupo elege presidente na quinta-feira

A eleição para a presidência do Eurogrupo, na quinta-feira, será a última reunião presidida por Mário Centeno e a estreia europeia de João Leão como ministro das Finanças. A eleição para a presidência do Eurogrupo é …

Governo está a preparar um programa específico de apoio ao Algarve

O Algarve terá um programa específico de apoio, que já está a ser preparado pelo Governo, avançou o ministro da Economia esta terça-feira. O ministro da Economia disse, esta terça-feira, que o Governo está a preparar …

OMS admite transmissão pelo ar e pede que se evitem espaços fechados

Depois do alerta de 239 especialistas, a Organização Mundial de Saúde diz que há novas provas de que o novo coronavírus se transmite pelo ar. A Organização Mundial de Saúde (OMS) admitiu, esta terça-feira, haver novas …

Lufthansa vai cortar mil empregos administrativos (e reduzir novas aeronaves a metade)

Esta terça-feira, a Lufthansa anunciou novas medidas do seu plano de reestruturação que incluem uma redução de mil postos de trabalho nos serviços administrativos. A companhia aérea alemã Lufthansa anunciou, esta terça-feira, que irá reduzir o …

Bloco deixa recado ao PS: voto do Suplementar não estará garantido para o OE2021

Depois de o PCP ter rompido o espírito de acordos à esquerda, foi a vez de o Bloco de Esquerda deixar avisos para 2021. Em entrevista ao portal esquerda.net, divulgada esta terça-feira, Mariana Mortágua deixa claro …

Ferrari vai enfrentar problemas no Mundial de F1 "sem chorar"

O diretor-geral da Ferrari elogiu o talento de Leclerc e mostrou-se preocupado com os problemas que afetaram Sebastian Vettel. O diretor-geral da Ferrari, Louis Camilleri, reiterou esta terça-feira a confiança na equipa e assegurou que a …