Ao contrário do que se pensava, os cães sabem quando mentimos

Um novo estudo revela que, contrariamente ao que acontece com as crianças, os cães tendem a ignorar afirmações de pessoas que estão a mentir. Estas conclusões trazem uma nova luz sobre a forma como os fiéis companheiros processam informações sociais.

Ludwig Huber, um dos autores da pesquisa, afirma que, antes do estudo, a equipa achava que “os cães se comportavam como crianças com idade inferior a 5 anos”, mas a nova pesquisa mostra que é possível que os animais de quatro patas “possam entender quando alguém está a mentir”.

Para chegar a esta conclusão, a equipa concretizou uma pesquisa em que 260 cães de várias raças foram treinados para encontrar comida que se encontrava escondida em duas tigelas cobertas.

Neste sentido, os cães aprenderam a seguir a sugestão de uma pessoa que nunca conheceram – o “comunicador” – que tinha como função tocar na tigela que estava cheia de comida, olhar para o cão e dizer: “Isto é muito bom”. Esta conduta despertou a confiança dos cães, sendo que posteriormente os animais pareciam confiar nessa pessoa.

Depois de ser estabelecido um vínculo de confiança, os investigadores envolvidos na pesquisa fizeram com que os cães observassem outra pessoa – que não o “comunicador” inicial – a mover a comida da primeira para a segunda tigela.

Durante este processo, os “comunicadores” também estavam na sala e testemunharam a troca, ou estiveram ausentes por um breve período e aparentemente não perceberam que a comida havia sido trocada.

Em qualquer caso, os comunicadores recomendariam mais tarde a primeira tigela – que  estava agora vazia.

Na nova experiência, os cães não confiaram tanto nos comunicadores mentirosos, o que deixou os investigadores surpreendidos.

Metade dos cães seguiu o conselho do comunicador mentiroso, se este não tivesse testemunhado a troca de comida. Porém, cerca de dois terços dos cães ignoraram um comunicador que observou a troca de comida e ainda recomendou a tigela vazia, sendo que nesta situação os cães simplesmente se dirigiram para a tigela cheia de comida.

“Este estudo mostra-nos que os cães estão a observar-nos de perto, captando os nossos sinais sociais e aprendendo connosco, mesmo que seja fora dos contextos de treino formal”, refere Monique Udell, da Oregon State University, ao New Scientist.

O facto de metade dos cães confiar no comunicador que parecia ter cometido um erro honesto pode revelar muito sobre como estes processam informações sociais, refere Udell.

A investigadora frisa que “existem evidências genéticas e comportamentais de que os cães são hipersociais, o que significa que muitos têm dificuldade em ignorar os sinais sociais, mesmo quando outra solução pode ser mais vantajosa”, disse.

O estudo foi publicado no jornal Proceedings of the Royal Society B no dia 21 de julho.

Ana Isabel Moura, ZAP //

PARTILHAR

RESPONDER

Num golpe de "fake it until you make it", Hong Kong vai a eleições a saber o vencedor

Hong Kong prepara-se para as primeiras eleições legislativas após as mudanças no sistema eleitoral implementadas pela China para garantir a vitória dos seus aliados. Aos olhares mais desatentos, as eleições em Hong Kong são mais um …

Stefano Pioli propõe regra de basquetebol que contribui para um "futebol de ataque"

O treinador do Milan, Stefano Pioli, propõe uma alteração nas regras do futebol que promete revolucionar o desporto rei. De forma semelhante ao basquetebol, uma vez dentro do meio campo adversário, as equipas não poderiam voltar …

Um dos maiores sites de dados sobre a covid-19 na Austrália é, afinal, gerido por adolescentes

Aproveitando o momento em que passaram a integrar as estatísticas que os próprios fazem chegar diariamente à população australiana, o grupo de três jovens revelou a sua identidade para surpresa de muitos dos seus seguidores. …

Mais cinco mortes e 713 casos confirmados em Portugal

Portugal registou, este sábado, mais cinco mortes e 713 casos confirmados de covid-19, de acordo com o mais recente boletim epidemiológico da Direção-Geral da Saúde (DGS). Este sábado registaram-se mais cinco mortes e 713 novos casos …

Dirigente da Huawei detida no Canadá pode voltar à China após acordo com EUA

A justiça dos EUA aceitou hoje o acordo entre o Departamento da Justiça e a Huawei, que vai permitir à filha do fundador e diretora financeira do conglomerado chinês de telecomunicações regressar à China. Uma juíza …

Depois do coro de críticas, brasões da Praça do Império passam do jardim para a calçada

Os brasões florais que representam as capitais de distrito e as ex-colónias portuguesas vão mesmo ser retirados da Praça do Império, em Lisboa, mas passarão a estar representados em pedra da calçada. É a solução …

Vulcão, La Palma

Aeroporto de Las Palmas inoperacional devido à acumulação de cinzas

O aeroporto de La Palma, na Ilha de Tenerife, nas Canárias, está inoperacional por acumulação de cinzas, resultante da erupção do vulcão Cumbre Vieja, informou hoje a empresa gestora dos aeroportos e do tráfego aéreo …

Siza Vieira reforça que é "trabalho" dos Bancos discutir com os clientes o reembolso das moratórias

O ministro da Economia, Pedro Siza Vieira, reforça que cabe aos Bancos "discutir com os seus clientes que têm moratórias nos sectores mais afectados" pela pandemia o reembolso das dívidas após o fim destes mecanismos …

Domingos Soares de Oliveira de saída do Benfica

Além de João Varandas Fernandes e José Eduardo Moniz, o administrador Domingos Soares de Oliveira também não vai integrar a lista de Rui Costa para as próximas eleições. Rui Costa confirmou na terça-feira que é candidato …

Depois do Bayern, Barcelona também está atento a Luis Díaz

Luis Díaz continua a somar boas exibições e clubes interessados na sua contratação. Agora fala-se do desejo do Barcelona em contratar o colombiano em janeiro. Luis Díaz atravessa um momento de forma excecional ao serviço do …