Cabrita “está a contaminar” a popularidade de Costa

Mário Cruz / Lusa

Luís Marques Mendes

Luís Marques Mendes focou o seu comentário nos acontecimentos políticas da semana e trouxe novidades sobre o processo de vacinação.

Como já habitual, a vacinação contra a covid-19 foi um dos temas em análise no espaço de comentário de Marques Mendes no Jornal da Noite.

O comentador disse que a vacinação contra a covid-19 para os jovens entre os 12 e os 18 anos deverá arrancar na segunda quinzena de agosto. Caso isso aconteça, deverá permitir que grande parte dos alunos regresse às aulas em setembro com a vacinação completa.

Por outro lado, teceu também alguns comentários sobre a popularidade de António Costa e do Governo.

Marques Mendes refere que no Governo todos estão “à espera da remodelação” e que “dentro dos gabinetes não se fala de outra coisa”, embora o primeiro-ministro tenha até agora resistido.

No seu comentário semanal na SIC, o antigo líder do PSD disse que Eduardo Cabrita é “o grande abcesso político do Governo” e “está a contaminar a popularidade do primeiro-ministro”. Neste sentido, o antigo líder do PSD acredita que Costa fará “uma remodelação quando não se falar do tema” e avisa que “quanto mais tarde, pior”.

Relativamente ao Orçamento do Estado para 2022, Marques Mendes também que “não vai haver qualquer crise política” e que “O PCP, o PEV e o PAN vão viabilizá-lo de novo”.

Sobre o chumbo dos diplomas dos apoios sociais pelo Tribunal Constitucional, Marques Mendes diz que “o Governo ganhou juridicamente“, mas o “Presidente declarou-se politicamente feliz”.

O antigo líder do PSD diz que “o Governo tem de mudar de vida”, sob pena de transformar “o TC no centro da governação, o que é mau para todos.”

O comentador político destacou ainda o facto de Nuno Melo ter emergido nas jornadas parlamentares a “defender a história do partido”, a mostrar “como se faz oposição” e “a pedir combate e não resignação”.

Marques Mendes falou ainda do projeto de revisão constitucional do PSD, algo que classifica como uma “escolha legítima”, mas diz que “as prioridades parecem invertidas”, uma vez que a prioridade do partido liderado por Rui Rio “devia ser explicar aos portugueses o que faria de diferente do PS se estivesse no Governo”.

Isto porque, “sem mostrar estas diferenças dificilmente o PSD será visto como alternativa”.

Ana Isabel Moura, ZAP //

 

PARTILHAR

RESPONDER

Travar margens nos combustíveis pode acabar por prejudicar os consumidores (e até fechar bombas)

A proposta de lei do Governo aprovada, na semana passada, para a limitação das margens das petrolíferas nos preços dos combustíveis pode acabar por travar a concorrência e até levar ao encerramento de bombas de …

"Nunca se pode tirar Messi" (mas há um gesto que pode explicar a sua substituição)

A substituição de Messi, e a forma como reagiu, no jogo entre o Paris Saint-Germain e o Lyon da Liga francesa, continua a dar que falar. E agora avança-se a possibilidade de o craque argentino …

Médicos querem que norma de isolamento tenha em conta a atual taxa de vacinação

Com o regresso às aulas, médicos de saúde pública defendem a revisão da norma referente ao isolamento de contactos de risco, para que esta tenha em consideração a elevada taxa de vacinação. O ano letivo arrancou …

Com Moedas como alvo e Temido como "guardiã", Medina prometeu um novo futuro para Lisboa

O candidato da coligação PS/Livre à presidência da Câmara de Lisboa, Fernando Medina, acusou a direita de ambicionar nas autárquicas de domingo “a segunda volta do jogo que perdeu na disputa do poder legislativo”. Fernando Medina …

Descoberto sistema de esgotos intacto construído por romanos há 2.000 anos

Uma equipa de arqueólogos turcos encontrou um sistema de esgotos perfeitamente intacto na antiga cidade de Tripolo no Meandro. A infraestrutura foi construída por romanos. A antiga cidade de Tripoli no Meandro — também conhecida por …

De calculadora em riste, PSD faz contas para evitar um resultado "igual, pior ou muito pouquinho melhor" nas autárquicas

PSD tenta recuperar de duas eleições autárquicas menos conseguidas, agarrando-se aos municípios em que a obra feita pelos autarcas do PS não recebe nota positiva de forma unânime da população ou onde haverá uma transição …

Um Barcelona "de juniores" quebrou um recorde (mas quase perdia em casa)

Domingos Duarte marcou cedo e Granada esteve a ganhar em Camp Nou até perto dos 90 minutos. Equipa muito jovem do Barcelona mas mais uma exibição modesta. Quinta jornada da Liga espanhola de futebol, mais uma …

Galp recusou proposta para salvar empregos em Matosinhos (mas é Costa quem está "no olho do furacão")

O Governo tentou evitar o despedimento colectivo na refinaria da Galp em Matosinhos, desafiando a empresa a pagar uma formação feita "à medida" dos trabalhadores abrangidos. Mas a Galp recusou. Pelo meio, António Costa também …

Análise de ADN revela que japoneses modernos são descendentes de três povos diferentes

O território que hoje dá lugar ao Japão está ocupado desde o período do Paleolítico Superior. Até agora pensava-se que a ancestralidade genética japonesa era dupla, mas uma nova pesquisa vem trazer novos detalhes.  Um novo …

"Engodo dos eleitores". Jerónimo acusa PS de usar aparelho do Estado para conquistar votos

O secretário-geral do PCP acusou o PS de estar a utilizar o aparelho do Estado, nomeadamente a “bazuca europeia”, para conquistar votos nas eleições autárquicas, e exigiu que seja garantida a neutralidade dos órgãos de …