Buraco da camada do ozono dá sinais de estar a encolher

Mais de 30 anos após a sua descoberta, o buraco da camada de ozono sobre a Antártida está a dar sinais de recuperação. Esta aparente melhoria está, em boa parte, relacionada com a proibição do uso de certos gases em produtos como os aerossóis.

Com base em dados recolhidos entre setembro de 2000 e setembro de 2015, cientistas dos EUA e do Reino Unido concluíram que o buraco na camada de ozono, descoberto em 1985, encolheu cerca de quatro milhões de quilómetros quadrados, o que corresponde a uma área maior que a Índia.

“É uma grande surpresa”, disse Susan Solomon, investigadora do MIT (Instituto de Tecnologia de Massachusetts), à revista Science, explicando que não esperava que se chegasse a tais resultados tão cedo.

O artigo científico, publicado na Science, revela que grande parte desta recuperação se deve à implementação das medidas definidas com o Protocolo de Montreal, um tratado internacional de 1987 ratificado pelas Nações Unidas que promoveu a proibição do uso dos clorofluorocarbonetos (CFC), compostos utilizados desde os anos 1920 em aerossóis, produtos para refrigeração e produtos de limpeza.

“É expectável que a camada de ozono recupere em resposta a estas medidas, ainda que a um passo muito lento”, lê-se no artigo.

Os CFC podem permanecer na atmosfera entre 50 a 100 anos, pelo que os seus efeitos nefastos ainda se farão sentir por largos anos, e por isso a “cicatrização” completa do buraco na camada de ozono não deverá acontecer antes de 2050 ou 2060, realçam os cientistas.

O estudo conclui que os sinais são positivos para o ambiente e comprovam que os vulcões também desempenham um papel essencial na destruição da camada de ozono.

Este impacto das erupções vulcânicas na camada de ozono ficou comprovado em 2015, quando a erupção do vulcão Calbuco, no Chile, interrompeu a tendência registada até então de encolhimento do buraco na camada de ozono devido às partículas projetadas pelo vulcão para a atmosfera.

“Depois de uma erupção, o enxofre forma partículas minúsculas que se tornam as sementes das nuvens estratosféricas polares”, explica Susan Soloman à BBC. “Estas nuvens aumentam quando se verifica uma erupção vulcânica e isso leva a uma maior perda de ozono”, acrescenta a investigadora.

Quando os vulcões se unem aos químicos produzidos pelo Homem, é uma mistura tóxica e a Antártida é particularmente vulnerável”, explicou a investigadora do MIT ao The Guardian.

Localizada a cerca de 10 quilómetros da superfície da Terra, esta camada sofre variações cíclicas no seu tamanho.

Considerada uma das barreiras protetoras da Terra, a camada de ozono protege o planeta dos raios ultravioleta prejudicais à saúde. A ONU estima que cerca de dois milhões de casos de cancro da pele por ano poderiam ser evitados através da eliminação progressiva dos CFC.

ZAP

PARTILHAR

RESPONDER

Acusado de racismo e sexismo, conselheiro político de Boris demite-se

Andrew Sabisky, conselheiro direto do primeiro-ministro britânico, Boris Johnson, demitiu-se esta segunda-feira, depois de ser acusado de racismo e sexismo pelo próprio Partido Conservador por causa de declarações suas no passado. Em causa estão declarações feitas …

"Impressora de pele" promete ajudar na cicatrização de queimaduras

Uma nova impressora 3D portátil é capaz de depositar "folhas de pele", umas sobre as outras, e criar um curativo biológico para cobrir grandes queimaduras. A nova impressora 3D foi desenvolvida por uma equipa de investigadores …

"Made in Space". A primeira fábrica espacial vai começar a ganhar forma

Com o objetivo de construir coisas cada vez maiores no Espaço, uma empresa do Colorado, nos Estados Unidos, está a preparar-se para uma missão de demonstração de construção. A Blue Canyon Technologies vai fornecer a infraestrutura …

Asteróide que passou recentemente pela Terra não estava sozinho

Astrónomos descobriram que o asteróide 2020 BX12, que passou pela Terra na semana passada, era afinal um sistema binário de asteróides. Estamos a falar do asteróide 2020 BX12, que passou a 4,3 milhões de quilómetros de distância da …

"Parasitas" vai ter uma série na HBO. E já são conhecidos dois nomes do elenco

A produção sul-coreana de Bong Joon Ho, especialmente condecorada pela Academia, merece agora uma adaptação para a televisão pelas mãos da HBO. A série televisiva de "Parasitas" foi anunciada em janeiro e a produção está encarregue …

O carregador do seu smartphone é mais potente do que o computador da Apollo 11

Não restam dúvidas de que a informática deu um passo gigante em termos de evolução nos últimos 50 anos. Agora, um engenheiro de software descobriu que até mesmo o carregador do seu smartphone é mais …

Tribunal suspende construção da Gigafactory na Alemanha

Um tribunal alemão ordenou à Tesla, este domingo, a suspensão das obras da sua fábrica "Gigafactory" por questões ambientais. Em novembro do ano passado, Elon Musk, presidente executivo da Tesla, anunciou que a Alemanha tinha sido …

Novos semáforos da Índia ficam vermelhos quando os condutores buzinam

A Polícia de Mumbai, na Índia, instalou detetores de ruído em vários semáforos de cruzamentos importantes da cidade, visando reduzir a poluição sonora. Agora, quanto mais os condutores buzinam, mais tempo a luz se mantém …

Polícia de Hong Kong procura autores de roubo de papel higiénico

Um camião que transportava papel higiénico foi, esta segunda-feira, alvo de um assalto à mão armada em Hong Kong, onde a escassez do produto motivou uma corrida ao comércio local. As autoridades informaram que um motorista …

Centeno considera gravações de Varoufakis "politicamente lamentáveis"

O presidente do Eurogrupo considerou, esta segunda-feira, a atitude do antigo ministro das Finanças grego, que gravou reuniões do fórum de ministros das Finanças da zona euro, "politicamente lamentável". "Honestamente, não tenho comentários a fazer sobre …