Bruno Maçães discute economia do país no Twitter com ex-assessor de Durão

Bruno Maçães / Twitter

Bruno Maçães, secretário de Estado dos Assuntos Europeus

Bruno Maçães, secretário de Estado dos Assuntos Europeus

O secretário de Estado dos Assuntos Europeus, Bruno Maçães, envolveu-se esta segunda-feira numa troca acesa de tweets com Phillippe Legrain, economista britânico e antigo conselheiro de Durão Barroso.

A discussão começou quando Maçães partilhou um artigo do Wall Street Journal, usando-o como prova de que os países europeus em crise “já deixaram os problemas para trás”.

Phillippe Legrain – que lançou no ano passado uma obra onde defende uma “Primavera Europeia” e explica por que razão a economia e a política que se faz na Europa têm de ser mudadas – respondeu garantindo que a “economia de Portugal está 7,5% mais pequena que há sete anos“. “É a isso que se refere quando diz que já deixaram os seus problemas para trás?”, questiona.

Em resposta, Maçães garante que as previsões de Legrain estão erradas e que “Portugal está a crescer sem dívida pela primeira vez em 40 anos”, ao que o economista e comentador da BBC responde que “Portugal está num buraco terrível”. “Crescimento fraco, dívida sufocante, elevado desemprego, emigração em massa“, argumenta.

Mas o secretário de Estado não se deixou convencer: “Está errado. A ideologia está a cegá-lo para os fatos. Acredito que a maioria das pessoas prefira olhar para fatos”.

“Acabei de lhe dar os fatos. Ou vai rejeitar os dados do Produto Interno Bruto de Portugal?”, responde, por sua vez, Legrain. “Como disse anteriormente, é impossível debater se as pessoas ficam exaltadas se fica provado que estão erradas”, rematou Maçães, terminando a conversa com o economista, que afirma ter-se “rido com a sua falta de argumentos” e classificou a conversa como “surreal“.

Não é a primeira vez que  Maçães se envolve numa discussão económica na rede social. Há duas semanas, o secretário de Estado português, descontente com os dados incluídos num artigo do Wall Street Journal sobre Portugal, decidiu abordar a jornalista responsável pelo artigo pelo Twitter, numa discussão que acabou por envolver o editor do jornal em Bruxelas e outra jornalista.

O secretário de Estado, de 40 anos, é um académico licenciado em Portugal e doutorado nos EUA. Foi assessor de Pedro Passos Coelho e foi nomeado secretário de Estado dos Assuntos Europeus há dois anos.

ZAP

PARTILHAR

5 COMENTÁRIOS

    • …Se for do lado oposto à das dobradiças está mais próxima de ser porta de vai-e-vem!!! Tipo Dr. José M.Júdice desvinculado do PSD em 2006, em 2007, mandatário da candidatura do António Costa pelo Partido Socialista à Camara de Lisboa e no ano seguinte (2008) garantia à TSF que só assumia a liderança da sociedade ‘Frente Tejo’ (empresa criada para a recuperação urbanística entre o Cais do Sodré e Santa Apolónia), apenas por “teimosia do primeiro-ministro” José Sócrates e ontem por dotes de “futurólogo” afirmava que o “Caso BES ainda poderá custar muito dinheiro aos contribuintes”(!?!)
      Depois de um resgate e ajustamento imposto a 3 anos aquilo é “cegueira” por ideologia trabalhista-socialista!

  1. Não gozem mais com o Maçães … é de louvar o esforço do PSD para preencher quotas de lugares no governo com pessoas portadoras de deficièncias. Neste caso, síndrome de Down !

  2. Começa a ser recorrente a deturpação dos factos, dos numeros reais, em prol de um governo que teima que está a fazer um bom trabalho! Esta lamechice de teorias à la carte que servem somente para enganar os mais desatentos, já nao cola.

RESPONDER

Solução para Novo Banco pode não passar por um OE retificativo, diz João Leão

O ministro de Estado e das Finanças, João Leão, disse que a alternativa à anulação da transferência de 476 milhões de euros para o Novo Banco não tem "necessariamente que passar" por um orçamento retificativo …

Plano de vacinação arranca em janeiro com três fases. 950 mil pessoas no primeiro grupo prioritário

Pessoas com mais de 50 anos com uma patologia frequente nos casos graves de covid-19, residentes e/ou internados em lares e profissionais de saúde integram o primeiro grupo prioritário para a administração da vacina de …

Segunda vaga de moratórias autorizada pela Autoridade Bancária Europeia

A Autoridade Bancária Europeia (EBA) autorizou a reabertura de moratórias de crédito, com efeitos a partir de 01 de outubro até 31 de março de 2021, dois meses após ter suspendido novas adesões. Num comunicado publicado …

Turquia alvo de críticas duras em reunião da NATO e em risco de sanções

A Turquia esteve esta quarta-feira sob um fogo de críticas na reunião virtual dos Ministros dos Negócios Estrangeiros (MNE) da NATO e, com a deceção manifestada pelos Estados Unidos, deve preparar-se para sanções económicas americanas …

O que Neymar mais quer é voltar a jogar com Messi. Só se vier a custo zero, diz o Barça

O internacional brasileiro Neymar, que alinha pelo PSG, confessou esta quarta-feira que o mais deseja é voltar a jogar com o astro argentino Lionel Messi, com quem partilhou balneário entre 2013 e 2017 no Barcelona. …

Ministro da Administração Interna e procuradora-geral da República vão ser ouvidos no Parlamento

Eduardo Cabrita será ouvido sobre o caso do cidadão ucraniano assassinado nas instalações do SEF e Lucília Gago sobre a "recente diretiva sobre os poderes hierárquicos" na magistratura do Ministério Público. A comissão de Assuntos Constitucionais …

Portugal regista mais 79 mortos e 3.772 novos casos de covid-19

Portugal contabiliza esta quinta-feira mais 79 mortos relacionados com o novo coronavírus, que provoca a covid-19, e 3.772 novos casos de infeção com o novo coronavírus, segundo a Direção-Geral da Saúde (DGS). Desde o início da …

França investiga 76 mesquitas por suspeita de radicalização islâmica

A França vai investigar nos próximos dias 76 mesquitas por suspeitas de radicalização islâmica, anunciou esta quarta-feira o ministro do Interior do país, Gerald Darmanin. Trata-se de 16 templos na região de Paris e 60 no …

Medidas estão a dar resultados. Novas regras apresentadas sábado vão vigorar até 7 de janeiro

O primeiro-ministro afirmou que as medidas adotadas estão a produzir resultados, havendo uma trajetória descendente de novos casos de covid-19, mas advertiu que janeiro é mês de risco e as restrições não podem ser aliviadas. Esta …

Interpol alerta para ameaça do crime organizado ligado às vacinas. Falsificações podem ser fatais

A Interpol emitiu um alerta global aos perigos de burlas à volta da nova vacina para a covid-19. As falsificações podem ser lucrativas para os criminosos e fatais para quem as usar. A Interpol emitiu um …