Milhares de britânicos foram infetados com hepatite C e SIDA em tratamento de saúde

Persian King / Flickr

Nos anos 70 e 80, cerca de 7.500 britânicos foram infetados com produtos sanguíneos contaminados emitidos pelo Serviço Nacional de Saúde. Quase cinco mil pacientes contraíram hepatite C e SIDA.

Os casos têm mais de 30 anos, mas têm agora ganho atenção mediática, já que alguns dos pacientes estão a ser ouvidos em tribunal, com a abertura da investigação sobre o escândalo médico. Dos 7.500 envolvidos, cerca de 4.800 tinham hemofilia — um distúrbio da coagulação do sangue — e contraíram hepatite C e SIDA.

Os produtos contaminados do Serviço Nacional de Saúde foram infetados por transfusões sanguíneas ou durante o parto, segundo informa o All That’s Interesting. Sabe-se que o sangue foi importado dos Estados Unidos e foi pago a grupos de alto risco, como presidiários, para doarem o sangue, sem que fosse feita uma triagem adequada.

Depois de importado, o sangue foi usado num tratamento com plasma sanguíneo humano, que ficou conhecido como Fator VIII. Como a procura era imensa, a solução encontrada na altura foi importar o sangue dos EUA, que foi inclusive usado para tratar pequenas lesões.

Muitos dos pacientes que participaram em tratamentos com este sangue contraíram doenças como a hepatite C e a SIDA. Entre os infetados estavam algumas crianças. De todos os infetados, apenas 250 deles estão hoje vivos.

“Quando somos jovens, somos invencíveis. Quando temos 23 anos, estamos em boa forma — mas depois quando nos dizem que temos 12 meses para viver — é muito difícil compreender”, explicou Derek Martindale, um dos pacientes infetados.

Martindale contraiu SIDA e hepatite C após ter sido infetado com sangue contaminado do Serviço Nacional de Saúde britânico. Na altura, o britânico tinha apenas 23 anos quando soube da sua situação. O britânico explica que foi aconselhado a não contar a ninguém, porque poderia tornar-se num “pária social”.

O irmão de Martindale, que também sofria de hemofilia e passou pelo mesmo tratamento, contraiu SIDA e morreu em 1990. Durante as suas declarações em tribunal não conseguiu esconder a emoção ao contar a sua história.

Ele sabia que estava a morrer, sabia que tinha SIDA e que não tinha muito tempo para viver e só queria falar sobre isso, falar sobre como estava com medo. Mas eu não pude”.

Antes das audiências, o Governo britânico anunciou um apoio financeiro extra para aqueles que foram infetados. Os novos fundos rondariam entre as 75 e as 98 milhões de libras.

“Eu sei que este será um momento difícil para as vítimas para as famílias, mas hoje começa uma jornada que será dedicada a saber a verdade sobre o que aconteceu e fazer justiça a todos os envolvidos”, disse a primeira-ministra Theresa May em comunicado.

ZAP //

PARTILHAR

RESPONDER

"DeepNude". Inteligência Artificial "tirou a roupa" a mulheres nas redes sociais

A empresa de informação Sensity alertou que mais de 100 mil imagens foram carregadas para um canal de Telegram onde um bot "tirou a roupa" de mulheres. A empresa de segurança Sensity revelou recentemente que existe …

Poluição atmosférica "custa" a cada citadino europeu 1.276 euros por ano

A poluição atmosférica "custa" 1.276 euros por ano a cada cidadão europeu residente em cidades, de acordo com um estudo da Aliança Europeia de Saúde Pública (EPHA) divulgado esta quarta-feira. O estudo chegou ao valor médio …

"Emergência arqueológica". O degelo dos Alpes está a "libertar" artefactos escondidos há milhares de anos

As alterações climáticas podem estar a ajudar os arqueólogos a encontrar artefactos escondidos nos glaciares do Alpes há milhares de anos. O derretimento dos glaciares dos Alpes está a "liberta" objetos que permaneceram congelados no tempo …

Thermite RS3 é o primeiro robô de combate a incêndios dos EUA (e está pronto a entrar ao serviço)

O Corpo de Bombeiros de Los Angeles, nos Estados Unidos, deu as boas-vindas ao mais recente membro da equipa: um bombeiro robótico. O Thermite RS3 é um rover de controlo remoto capaz de bombear milhares de …

Inventor dinamarquês que matou jornalista no seu submarino escapou da prisão (mas já foi apanhado)

O inventor dinamarquês Peter Madsen, condenado a prisão perpétua por torturar e assassinar a jornalista sueca Kim Wall, fugiu da prisão esta terça-feira.  As autoridades dinamarquesas capturaram-no minutos depois. Peter Madsen, o dinamarquês condenado a prisão …

Molécula descoberta por menina de 14 anos pode levar a uma cura para a covid-19

A jovem norte-americana de 14 anos, Anika Chebrolu, descobriu uma molécula que pode levar a uma potencial cura para a covid-19. Enquanto cientistas dos quatro cantos do mundo trabalham no desenvolvimento de uma vacina para a …

Cerca de 1.300 reclusos fogem de prisão no Congo após ataque do Estado Islâmico

Cerca de 1.300 reclusos escaparam de uma prisão na República Democrática do Congo na manhã de terça-feira, após um ataque reivindicado pelo Estado Islâmico, informou a Organização das Nações Unidas (ONU). Embora as autoridades locais tenham …

Amesterdão vai usar flores para impedir que os ciclistas estacionem bicicletas nas pontes

A cidade conhecida pelo uso de bicicletas, vai agora tomar uma medida em relação ao estacionamento destas nas pontes. Tudo para proteger as vistas para os seus famosos canais. Amesterdão orgulha-se de ser uma das cidades …

Morreu voluntário envolvido no ensaio da vacina de Oxford. Tinha 28 anos e era médico recém-formado

As autoridades de saúde brasileiras divulgaram esta quarta-feira a morte de um voluntário dos testes da vacina contra a covid-19, desenvolvida pelo laboratório AstraZeneca e pela Universidade de Oxford. A Agência Nacional de Vigilância Sanitária (Anvisa), …

Milo, o "comunicador de ação" que permite conversar em grupo durante atividades ao ar livre

Chegou o Milo, o novo aparelho que vai revolucionar as aventuras em grupo. Este pequeno dispositivo permite-lhe conversar com o seu grupo à distancia sem precisar de levar o smartphone para o meio da montanha, …