Brigadas de camponeses peruanos controlam quarentena à chicotada

Brigadas criadas por camponeses peruanos na década de 1980 para se defenderem de grupos rebeldes de esquerda, como o Sendero Luminoso, foram reativadas com o objetivo de controlar o contágio de coronavírus.

Segundo noticiou na segunda-feira o Diário de Notícias, essas brigadas, compostas por camponeses das regiões dos Andes, reúnem-se agora de forma mais pacífica para ajudar a controlar o vírus. Tal acontece em quase toda a América Latina, o Peru regista um número elevado de infeções, contabilizando até à data 230 mil casos e cerca de 6700 mortes.

Como mostrou o Mundo no Twitter, as “rondas campesinas” impõem a ordem através punições, atos que incluem chicotadas. “De acordo com o crime cometido, podemos punir com chicotadas”, disse Aladino Fernández, presidente de uma das brigadas, em Cajamarca, numa conversa telefónica com a Reuters. “Um crime grave pode levar a cerca de 15 chicotadas”, exemplificou.

As brigadas englobam pessoas eleitas numa assembleia popular, que resolvem casos de justiça peculiares – infidelidades e roubos de galinhas – e aplicam castigos a autarcas, juízes e outros “maus funcionários”.

Desde que a quarentena foi declarada, em março, as rondas camponesas de Cajamarca – na parte central norte do país – fecharam as fronteiras e impuseram o isolamento social da população. Na região, a pandemia está sob controlo.

O ministro da Defesa, Walter Martos, disse que Cajamarca regista 1.279 casos e 16 mortes, numa população de 1,3 milhão de habitantes, uma das regiões mais populosas. Já no sul de Puno, com 1,2 milhão de habitantes, há 566 infeções e 13 mortes. Nesta região, as rondas também assumiram o controlo após o início da quarentena.

“Para a pessoa se corrigir, de acordo com os nossos avós, tem que haver três chicotadas. Se houver duas, a pessoa não se corrige, essa é a crença”, disse Vinter Apaza, presidente das brigadas de camponeses de Puno.

Durante o período da quarentena, forma punidos autarcas, policias corruptos e diretores de saúde que não cumpriram a restrição. As atividades das brigadas são reconhecidas pela lei e desempenharam um papel importante na luta contra os insurgentes do grupo maoísta do Sendero Luminoso, que queriam chegar ao poder com armas no final do século passado.

No combate ao vírus, as autoridades tiveram dificuldades em impor restrições nas cidades do litoral e da Amazónia, como Lima, Piura e Lambayeque, que contam entre milhares e centenas de mortes, hospitais a transbordar e escassez de medicamentos e oxigénio.

  ZAP //

PARTILHAR

RESPONDER

Sporting está no pódio dos melhores clubes de formação (com Benfica na iminência)

O Ajax é o clube com mais jogadores da sua formação a atuar nas 31 principais divisões europeias. O Sporting surge no terceiro posto, Benfica no oitavo e FC Porto no 16.º. O Observatório do Futebol …

Ministro alemão diz que "é legítimo" proteger fronteiras com muros

O ministro do Interior alemão, Horst Seehofer, considerou que "é legítimo" querer proteger as fronteiras, numa altura em que Estados europeus exigem a ajuda da UE para erguer muros que evitem a entrada de migrantes. A …

Pintor da corte tentou impedir Henrique VIII de casar com Ana de Cleves. O rei ignorou - e arrependeu-se

A aristocrata alemã Ana de Cleves foi a quarta das seis esposas de Henrique VIII, casando-se com o rei inglês a 6 de janeiro de 1540. Depois de mais um divórcio, e de estar dois anos …

Com guerra de palavras à esquerda, Costa recebe apoio de Marcelo. "É o ano com mais alterações"

Estalou o verniz entre Bloco de Esquerda e Governo, pelo que a última esperança para António Costa é a de que os comunistas reconsideram os sinais que têm vindo a dar num passado recente. Marcelo …

A diretora-geral da Saúde, Graça Freitas.

Graça Freitas não fecha a porta a novos confinamentos. "Está tudo em aberto"

Em entrevista ao Diário de Notícias, a diretora-geral da Saúde fez um balanço da pandemia no país. Além de falar sobre o que se pode esperar no inverno, Graça Freitas não afastou a hipótese de …

A extinção dos mamutes-lanosos não foi culpa dos humanos

Durante várias décadas, os cientistas acreditaram que os ancestrais dos atuais elefantes se extinguiram porque eram constantemente caçados pelos humanos. No entanto, a análise de ADN dos antigos campos de pasto dos mamutes-lanosos revela uma …

O candidato à liderança do Partido Social Democrata (PSD), Paulo Rangel, durante um encontro com militantes

Rio não "pica" Rangel. "O que me pica é a fraca governação do PS"

O primeiro objetivo de Paulo Rangel é vencer a Rui Rio e liderar o Partido Social Democrata. O segundo é vencer a António Costa e liderar o país. O comício que marcou o arranque da …

A ministra da Saúde, Marta Temido

Carreira de técnico auxiliar de saúde avança já em 2022 (como reivindicava o BE)

A ministra da Saúde, Marta Temido, anunciou este domingo que a carreira de técnico auxiliar de saúde vai avançar em 2022, numa antecipação reivindicada pelo Bloco de Esquerda. A criação da carreira de técnico auxiliar de …

O Presidente da República, Marcelo Rebelo de Sousa

"Não houve proibição nenhuma" de cânticos no Dia do Exército, foi recomendação sanitária

O Presidente da República foi questionado sobre o incidente que levou a que, nas celebrações do Dia do Exército, o ministro da Defesa tenha sido vaiado e pedida a sua demissão por centenas de ex-paraquedistas. …

Até 2030, o plástico irá emitir mais gases de efeito de estufa do que o carvão

Um novo relatório mostra que, até 2030, os plásticos irão emitir mais gases de efeito de estufa do que o carvão, caso a indústria norte-americana mantenha os planos futuros. O aumento contínuo da produção de plástico …