Brexit arranca dia 29. Deste lado, está tudo a postos

O Reino Unido vai accionar o artigo 50 do Tratado de Lisboa na próxima semana e começar formalmente o processo de saída da União Europeia.

O embaixador britânico para a UE, Tim Barrow, confirmou hoje, com a entrega de uma carta em Bruxelas, que a notificação do governo britânico para a saída do Reino Unido da União Europeia – determinada num referendo realizado em 23 de junho do ano passado – será feita a 29 de março.

A primeira-ministra, Theresa May, tinha-se comprometido, no congresso do partido Conservador em outubro do ano passado, a activar o Artigo 50 até ao final de março, mas até agora o governo tinha recusado apontar uma data específica.

O acto decorre do resultado do referendo de 23 de junho de 2016, quando 52% dos eleitores votaram pela saída do país da UE, derrotando o 48% que preferiam a permanência.

“Em junho passado, a população do Reino Unido tomou a histórica decisão de deixar a UE. Na quarta-feira da próxima semana, o governo vai concretizar essa decisão e iniciar formalmente o processo ao ativar o Artigo 50″, afirmou o ministro para a Saída da União Europeia, David Davis, num comunicado.

O responsável considera que se seguem as mais importantes negociações para o país em uma geração. “O governo é claro no seu objetivo: um acordo que funcione para cada nação e região do Reino Unido e também para todas na Europa – uma parceria nova, positiva entre o Reino Unido e os nossos amigos e aliados na União Europeia”, vincou.

Theresa May deverá dar conta do ato no parlamento no mesmo dia, já que às quartas-feiras está presente na Câmara dos Comuns para a sessão semanal de respostas aos deputados.

“Deste lado, está tudo a postos”

A Comissão Europeia confirmou hoje ter sido informada por Londres de que a notificação para a saída do Reino Unido da UE chegará em 29 de março e sublinhou que, em Bruxelas, “está tudo a postos” para as negociações.

“Sim, fomos informados com antecedência da data da ativação do artigo 50 do Tratado de Lisboa. Estamos prontos para começar as negociações, estamos à espera da carta, que agora sabemos que chegará no dia 29. E sim, deste lado tudo a postos”, afirmou o porta-voz do executivo comunitário, Margaritis Schinas.

Questionado sobre o procedimento, o porta-voz apontou que “o primeiro passo após a notificação será a adopção de directrizes pelo Conselho Europeu”, o que pode ser considerada “a reacção política“.

“A Comissão Europeia irá então imediatamente aprovar uma recomendação para abrir as negociações”, e adoptará formalmente um mandato para o negociador da União Europeia, Michel Barnier“.

// Lusa

2 COMENTÁRIOS

  1. Portugal com a sua grande comunidade de Ingleses nao deve esquecer que a partir deste momento poderá livremente fazer acordos com os Ingleses e sobretudo aplicar taxas ou impostos sobre todos os produtos Ingleses

    • Mas que ideia tão brilhante… Gastou quanto tempo a engendrar esse plano maquiavélico para conseguirmos enriquecer à custa dos milhões de ingleses que vivem em Portugal?? “sobretudo aplicar taxas ou impostos sobre todos os produtos Ingleses”, para depois os ingleses adotarem a mesma medida e afundar ainda mais as nossas empresas que exportam para o Reino Unido, certo?

RESPONDER

-

Fugitivo de Caxias está escondido em Israel

O luso-israelita, que fugiu da prisão de Caxias com dois chilenos, está escondido em Israel e por lá continua sossegado porque as autoridades do país não estão a colaborar. Esta terça-feira, completam-se cem dias desde …

Anne Hidalgo, Presidente da Câmara de Paris

Festival "afro-feminista" gera polémica em França

Um festival planeado para este verão em Paris e reservado principalmente às mulheres negras desencadeou uma polémica, com a presidente da Câmara da capital francesa a defender a proibição de um evento "interdito aos brancos". Programado …

-

Mulheres são as maiores vítimas de assédio no trabalho, mas homens também sofrem

As mulheres são as principais vítimas tanto de assédio moral (16,7%) como de assédio sexual (14,4%) no local de trabalho, uma perseguição que também atinge os homens, segundo um estudo que será debatido hoje na …

Luaty Beirão, músico luso-angolano

Luaty denuncia Angola ao "abandono" com vídeo de grávida a dar à luz na rua

O músico e activista político angolano Luaty Beirão critica os responsáveis do poder, no seu país, com a divulgação de um vídeo que mostra uma mulher grávida a dar à luz no meio da rua …

-

Estado português é o segundo na Europa que mais tempo demora a pagar

O Estado português leva 95 dias a pagar as suas faturas, ocupando a segunda posição entre 29 países europeus estudados, segundo divulgou esta segunda-feira a consultora Intrum Justitia. O relatório conclui que a Grécia é o …

-

Afinal, tarifa bi-horária de luz pode estar a prejudicar milhares de famílias

Há um universo de 1,34 milhões de consumidores que permanecem no mercado regulado de electricidade e 60% deles têm tarifas bi-horárias e tri-horárias que podem estar a penalizar as suas contas mensais. O alerta surge no …

-

Imobiliária "despachou" em dois dias 7 imóveis e 2 Porsches para fugir a penhora de 1.1 milhões

Uma imobiliária conseguiu vender a terceiros, em apenas dois dias, sete imóveis de que era proprietária na zona de Lisboa, colocando-os a salvo de uma penhora de que foi alvo, cujo valor ascende já …

O antigo presidente do PSD, Luis Marques Mendes

Centeno está "deslumbrado e a oferecer-se" ao Eurogrupo

Mário Centeno está "deslumbrado" e em "campanha de auto-promoção" para se tornar presidente do Eurogrupo. É Luís Marques Mendes quem o refere, criticando o ministro das Finanças por estar a "oferecer-se" para o cargo. Em declarações …

O Presidente de Angola, José Eduardo dos Santos

Angola confirma que José Eduardo dos Santos está em Espanha por motivos de saúde

O Presidente de Angola está em Espanha por razões médicas, confirmou esta segunda-feira o ministro dos Negócios Estrangeiros do país. Em declarações à rádio francesa RFI, o ministro dos Negócios Estrangeiros, Georges Chikoti, confirmou que o Presidente …

A chanceler alemã, Angela Merkel

Merkel sugere que os europeus já não podem contar com EUA e Reino Unido

A chanceler alemã instou, no domingo, os países da União Europeia a manterem-se unidos e a tomarem as rédeas do seu destino, considerando que já lá vai o tempo em que se podia confiar totalmente …